Published: 01/01/1995


VITA

DICIONÁRIO DE ENERGIA RENOVÁVEL

DICCIONARIO DE ENERGIA RENOVABLE

DICTIONNAIRE DE L'ENERGIE RENOUVELABLE

Esta publicaçăo foi tornada possível, em parte, pelo apoio generoso de a Agęncia de Estados Unidos para Desenvolvimento Internacional e a Educaçăo de Naçőes Unidas, Organizaçăo Científica e Cultural

VITA 1600 Bulevar de Wilson, Apartamento 500, ARLINGTON, VIRGNIA 22209 E.U.A. TEL: 703/276-1800 * Fac-símile: 703/243-1865 Internet: pr-info@vita.org

Direito autorais [C] 1982 Voluntários em Ajuda Técnica

Tudo corrigem reserved. que Nenhuma parte desta publicaçăo pode ser reproduzida ou transmitiu em qualquer forma ou por qualquer meios, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópia, registrando, ou qualquer armazenamento de informaçăo e sistema de recuperaçăo sem a permissăo escrita do publicador.

Fabricada nos Estados Unidos de América.

Projetada por Margaret Crouch.

By publicado VITA 1600 Bulevar de Wilson, Apartamento 500, ARLINGTON, VIRGNIA 22209 E.U.A. 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

Biblioteca de Congresso que Cataloga em Dados de Publicaçăo

Dicionário de energia renovável Bibliography: pág. 479 1. fontes de energia Renováveis--Dicionários. 2. Poder (Os Mechanics)--Dictionaries. I. Voluntários em Técnico Ajuda. TJ163.16.R48 1982 333.79 82-50309 ISBN 0-86619-161-5

PREFACE

que começa um programa principal em seguida dentro energia renovável em 1979, VITA (Volunters em Ajuda Técnica) ache que muitos de os termos técnicos geralmente usada em renovável literatura de energia năo seja compreendida por muitos do laypeople para quem a informaçăo também era meant. VITA percebeu que năo era nenhuma tarefa fácil para achar definiçőes para muitos deste terms. There era glossários especializados para as áreas várias de energia renovável, mas havia nenhum uma fonte dedicou a definir renovável energia terminology. A Energia Renovável Dicionário é projetado para satisfazer esta necessidade. que Este dicionário enciclopédico é incluído de definiçőes em dia e autorizadas de condiçőes usadas em energia renovável. Definiçőes de

é apresentada no mais claro e idioma mais conciso possível sem diminuir da precisăo técnica deles/delas. Eles săo completamente cruz-referenced para facilidade de uso. As condiçőes que foram selecionadas para isto dicionário é principalmente năo geralmente esses definida no contexto de energia renovável deles/delas em dicionários convencionais. Alguns do é considerada agora que condiçőes săo arcaicas. Principalmente relacionada para arejar energia, săo incluídos eles por causa da utilidade deles/delas desenvolvendo uma compreensăo global do campo. Os 22 anos de VITA em desenvolvimento internacional e transferęncia de tecnologia trouxe um sensibilidade para a necessidade em países em desenvolvimento para materiais técnicos em idiomas diferente de English. que Este dicionário é traduzida em francęs e espanhol em um esforço para ajudar satisfaz esta necessidade. além de 1,000 entradas em cada idioma, muitas com ilustraçőes, o dicionário inclui conversăo inclusiva mesas e uma bibliografia. que Nossa pesquisa indica que isto é o trabalho de referęncia só publicado de seu tipo available. que Nós sentimos é um recurso significante por esse trabalhar com energia renovável tecnologias e conceitos.

RECONHECIMENTOS DE

que Nenhum trabalho desta extensăo e magnitude pôde seja completada sem a ajuda e contribuiçőes de muitos indivíduos. Ao longo de com Dr. William Sorsby, nosso contribuinte primário, nós desejamos reconhecer o inestimável contribuiçőes feitas por Voluntários de VITA que deu o tempo deles/delas livremente para fazer isto reserve Nosso mais fundo para um reality. obrigado saia to: Dr. Sam Baldwin, Thomas J. Beckman, Richard UM. Boettcher, Jean-Claude Bruffaerts, JEROME E. Dobroski, George S. Erskine, H. Speer Ezzard, Hal Finkelstein, Dr. Peter B. Hammond, Robert W. Hawthorn, James L. Hogan, e Dr. Norbert J. Kreidl. que Nós também desejamos agradecer os sócios seguintes do pessoal técnico de VITA para o deles/delas revisőes, contribuiçőes, e apoio constante: John M. Downey, Alan Wyatt, Dr. Gary, L. Garriott, Stephen H. Hirsch, Fred Hopman, William R. Breslin, Dr. William UM. Acumule, Richard J. FERA, O. Christopher Ahrens, Balla Sidibe, e Hector Reyes, e pesquisa Vandana Malhotra assistente. Special obrigado vá para artista Christopher PÁG. Schmidt para as ilustraçőes excelentes. Finally, nós reconhecemos o editorial e contribuiçőes de produçăo de Kristine Stroad Ament, Julie Badger, Margararet, Abaixe, Bonnie Duley, Gregory James, e David Jarmul que pôs a coisa inteira junto.

TRADUÇŐES DE

no que Este dicionário foi traduzido Francęs e espanhol por Berlitz International Serviço de traduçăo.

<Selecione; esta ligaçăo para francęs> <Selecione; esta ligaçăo para espanhol>

INGLĘS

INGLES

ANGLAIS

COMO USAR ESTE DICIONÁRIO

Este dicionário é completamente cruz-referenced para facilidade de use e prover para a compreensăo mais completa de cada termo. As condiçőes săo alfabeticamente organizadas em cada idioma. Cada termo é impresso em tipo corajoso e letras maiúsculas. O termo é seguido por uma referęncia de classificaçăo parentética. Algumas condiçőes tęm mais de uma referęncia que ajuda clarificar os modos nos quais eles podem ser usados. Estas referęncias está definido no começo de cada seçăo de idioma. Algumas palavras dentro da definiçăo também estăo em capital letters. Estas săo palavras nas que estăo em outro lugar definidas o dictionary. uso Subseqüente destas palavras dentro o mesmo definiçăo está em letras minúsculas. ao término de cada definiçăo săo traduçőes do termo isto em francęs e espanhol. O uso preferido é listada primeiro, com secundário ou menos partidário de práticas gerais. O termo preferido é o no que se aparece o outra seçăo de idioma.

Por exemplo:

Defined Termo de Referęncias de em outro lugar

ABSORPTANCE (sol) (meas) . A relaçăo entre o SOLAR RADIAÇĂO de absorvida por uma superfície e o total de radiaçăo solar que golpeia isto. F - absorptance; d'absorption de coeficiente S - ABSORCION DE DE DE COEFICIENTE

espanhol

francęs (preferiu termo primeiro)

Segunda referęncia

Esta é uma medida (meas) termo usou no campo de solar (sol) energy. O termo " Radiaçăo " Solar está definida na " seçăo de S " do dicionário. A traduçăo primária deste termo em francęs é " absorptance, " entretanto em alguns documentos franceses, o d'absorption " de coeficiente de termo ", possa ser found. A traduçăo deste termo em espanhol é absorcion " de de de " coeficiente.

DEFINIÇĂO DE DE ABREVIAÇŐES

agri relativo a agricultura.

produçăo de Álcool de alc ou combustíveis de álcool.

ani relativo a poder animal.

arc Arcaico. Condiçőes de que estăo antiquado mas estăo imóvel útil.

auto relativo a máquinas de combustăo internas ou Automóveis de .

bio relativo ao campo de cięncia biológica ou um substância biológica.

biocon relativo a bioconversion. Includes metano e WOODFUEL DE .

chem relativo ao campo de cięncia química ou um substância química.

constr relativo a métodos de construçăo, materiais, e estrutura.

elec relativo ŕ produçăo e uso de eletricidade.

fos relativo a combustíveis de fóssil.

gen condiçőes Gerais das quais podem aplicar a áreas várias Energia de , tecnologias de energia particularmente renováveis.

geo Geothermal dăo poder a conceitos e aplicaçőes.

heat relativo a aquecer ou o uso de calor para espaço que aquece e produzir outras formas de energia.

hydr relativo a água e a aplicaçăo de água dăo poder a. Also fechou sistemas hidráulicos que podem usam fluidos diferente de água.

impl Ferramentas de Implement., utensílios, ou dispositivos que trabalham conjunçăo de in com outro equipamento.

meas que Mede instrumentos, balanças, ou tipos de Medida de .

Métodos de ocean ou dispositivos por extrair energia do Oceano de .

prod relativo a gás de produtor.

refrig relativo a refrigerantes ou métodos de Refrigeraçăo de .

sol relativo ao campo de energia solar.

wind relativo a poder de vento ou outros aspectos de ar Movimento de . UM

ABSORVENTE (refrig) . O menos VOLÁTIL do dois funcionamento FLUIDOS de usaram em uma absorçăo dispositivo refrescante. F - ABSORBANT S - ABSORBENTE

ÓLEO ABSORVENTE (refrig) . que UM tipo de óleo usou em uma absorçăo dispositivo refrescante. F - ABSORBANTE DE HUILE S - ABSORBENTE DE ACEITE

ABSORVENTE CHAPEOU (sol) . UMA superfície escura que absorve SOLAR RADIAÇĂO de e convertido isto em calor; um componente de um APARTAMENTO-PRATO DE O COLETOR SOLAR. F - d'absorption de placa S - ABSORCION DE DE DE PLACA

ABSORPTANCE (sol) (meas) . A relaçăo entre o SOLAR RADIAÇĂO de absorvida por uma superfície e o total de radiaçăo solar que golpeia isto. F - D'ABSORPTIVITE DE TAUX S - ABSORCION DE DE DE COEFICIENTE

CONDICIONADOR DE AR DE ABSORÇĂO (SOL). Um condicionador de ar projetou para usar um liquid. AQUECIDO SOLAR Tal um sistema provę espaço que esfria por uso de PRATOS de ABSORVENTE, FLUIDOS VOLÁTEIS, CALOR EXCHANGERS, e CONDENSADOR. F - climatiseur uma absorçăo S - AIRE ACONDICIONADO POR ABSORCION REFRIGERAÇĂO DE ABSORÇĂO (REFRIG). UM sistema refrescante que usa aquecida líquido ativar o processo esfriando. F - absorçăo de paridade de refrigeraçăo S - ABSORCION DE POR DE REFRIGERACION

CA (elec) Abreviaçăo de . para corrente alternada. F - A CA S - C.A.

ACELERADOR (impl) . UM mecanismo do que controla a velocidade um veículo ou outro dispositivo. F - ACCELERATEUR S - ACELERADOR

ACUMULAÇĂO (gen) (elec) . A açăo de colecionar ou Ajuntamento de . Em eletricidade, o carregando de uma BATERIA ou + armazenamento de energia elétrica. F - acumulaçăo S - ACUMULACION

ACUMULADOR (gen) . UMA CELA, LAGOA SOLAR, MASSA TÉRMICA, ou outro dispositivo para armazenar ENERGIA. F - ACCUMULATEUR S - ACUMULADOR

CA-DC

CA-DC (elec) . Pertaining para um dispositivo no que operará corrente alternada ou CORRENTE DIRETA. F - CA-CC S - CA-CC

ACETATO (chem) (sol) . do que UMA combinaçăo compôs dos SAIS ÁCIDO ACÉTICO ou os produtos de acetylation de ácido acético, como acetate. CELULOSO podem ser usados Certos acetato como ENVIDRAÇANDO em COLETORES SOLARES. F - acetato S - ACETATO

ÁCIDO ACÉTICO (chem) . Uma matéria-prima importante no industry. químico é um subproduto do DESTRUTIVO DESTILAÇĂO de de wood. que também pode ser obtido oxidando ÁLCOOL DE . que A maquiagem química de ácido acético é [CH.SUB.3]COOH. F - ACETIQUE DE ACIDE S - ACETICO DE ACIDO

ÁCIDO (bio) (biocon) . UMA combinaçăo que dissocia ou separa em uma soluçăo de água para prover hidrogęnio Ácido de ions.

forma um SAL quando misturado com ÁLCALI, e é importante dentro DIGESTĂO ANAERÓBIA e FERMENTAÇĂO. F - ACIDE S - ACIDO

DIGESTĂO ÁCIDA (biocon) . A " primeira fase " de produçăo de BIOGAS, no qual moléculas complexas estăo quebradas abaixo em menor. F - acide de digestăo S - acido de de de digestăo HYDROLYSIS ÁCIDO (CHEM) (ALC). UM processo químico que usa ÁCIDO de para converter ENGOMA a sugar. Este é o " primeiro Fase " de em produçăo de ETHANOL. F - ACIDE DE HYDROLYSATION S - ACIDO DE DE DE HIDROLISIS

ACROMETER (gen) (meas) . Um instrumento media o Densidade de de gases. F - ACROMETRE S - ACROMETRO

ACTINOMETER (sol) (meas) . que Um instrumento media RADIAÇĂO DIRETA do sol. F - ACTINOMETRE S - ACTINOMETRO

FERMENTO SECADO ATIVO (alc) FERMENTO de . que foi secado, mas no qual as celas de fermento ainda podem ser ativadas. F - seche de levure ativo S - SECADA DE ACTIVA DE LEVADURA

AQUECIMENTO SOLAR ATIVO (sol) . Warming um espaço interior com Calor de colecionou mecanicamente por COLETORES SOLARES. A coleçăo e distribuiçăo deste ar morno requerem ENERGIA externa adicional para operar bombas, viaja de automóvel, válvulas, etc. F - ACTIF DE SOLAIRE DE CHAUFFAGE S - calefaccion activa solar

AIR FREIOS

SEMENTE ADAPTADA (biocon) . INOCULUM usou durante o INICIANTE de um BIOGAS DIGESTER que foi obtido de outro Digester de com composiçăo de FEEDSTOCK semelhante e operando debaixo de condiçőes semelhantes. F - ADAPTE DE GERME S - ADAPTADA DE SEMILLA ADOBE (constr) (sol) . Sun-dried tijolo de barro e palha. Also o barro e terra usou por fazer tal amura. Adobe de é alto em MASSA TÉRMICA e é útil dentro barato que constrói construçăo. F - adobe S - adobe

ADSORÇĂO (chem) . O processo por qual carbonado Materiais de podem comprimir e sujeitar as superfícies deles/delas quantidades grandes de gas. Also, a adesăo física, de moléculas para as superfícies de sólidos sem que causa uma reaçăo química. F - adsorçăo S - ADSORCION

AEOLIAN (vento) . (See: EOLIAN) F - EOLIEN, - IENNE S - EOLICO

AERÓBIO (bio) . Pertaining para micro-organismos que requerem OXIGĘNIO LIVRE para viver. F - AEROBIE S - AEROBIO

BACTÉRIAS AERÓBIAS (bio) (biocon). BACTÉRIAS de que se mantęm vivo LIVRE OXIGĘNIO de que é derivado do air. bactérias Aeróbias ASSUNTO ORGÂNICO durante COMPOSTING. F - AEROBIES DE BACTERIES S - aerobia de bactéria

DECOMPOSIÇĂO AERÓBIA (BIOCON). (SEE: BACTÉRIAS AERÓBIAS) F - aerobie de decomposiçăo S - AEROBIA DE DESCOMPOSICION

REFLORESTAMENTO (gen) . Forest colheitas estabelecidas por propositado que previamente planta em terra năo usou para colheitas de árvore. F - BOISEMENT S - bosque de en de conversăo

DISPOSITIVO DE PÓS-COMBUSTĂO (gen) . Um ar poluiçăo abatimento dispositivo que remove gases orgânicos indesejáveis por incineraçăo. F - POSTCOMBUSTION S - AUXILIAR DE QUEMADOR

FREIOS de AR (vento) (arco) . VENEZIANAS Longitudinais que săo ŕs vezes incorporou em VELAS de PATENTE para reduzir o aceleram de rotaçăo de VELA em ventos fortes. F - D'AILES DE FREINS S - AIRE DE DE DE FRENOS AREJE DIFFUSER

AREJE DIFFUSER (gen) . UM dispositivo que entrega ar em um quarto para misturar com o ar de quarto. F - D'AIR DE DIFFUSEUR S - AIRE DE DE DE DIFUSOR

AIRFOIL (vento) . UMA superfície curvada projetou para criar aerodinâmico LIFT forças quando ar flui isto ao redor. F - D'AILE DE VOILURE S - AERODINAMICO DE PLANO

<FIGURA;>

RELAÇĂO de AR-GÁS (chem) . A relaçăo do volume de ar para o suprem com gás volume. pode ser ajustado para mudar o caráter de combustăo. F - concordância ar-gaz S - aire-gás de de de relacion

SISTEMA de AQUECIMENTO de AR (sol) . UM sistema de AQUECIMENTO SOLAR que aquece ar em um COLETOR SOLAR e usa o ar aquecido como o MÉDIO de CALOR-TRANSFERĘNCIA para o resto do sistema. F - D'AIR DE CHAUFFAGE, DE DE SYSTEME, S - SISTEMA DE CALEFACCION DEL AIRE

COLETOR de AR-TIPO (sol) . para o que UM COLETOR SOLAR projetou usam ar como seu MÉDIO de CALOR-TRANSFERĘNCIA. F - capteur um ar S - colector aire de tipo solar

AREJE VELOCIDADE (vento) . (See: VENTO VELOCIDADE) F - VITESSE D'ECOULEMENT DE L'AIR S - AIRE DE DEL DE VELOCIDAD

ALBEDO (sol) (meas) . A relaçăo da quantia de luz refletiu por uma superfície ao cair claro sobre isto. F - ALBEDO S - ALBEDO

ÁLCOOL (chem) . que UMA classe de combinaçőes compôs de carbono, Hidrogęnio de , e oxigęnio que acontece amplamente em natureza e é usado em solventes, antigelantes, substância química fabrica, e como um combustível. Álcool de geralmente é obtido através de FERMENTAÇĂO. (também Veja: BUTYL ÁLCOOL, álcool etílico, e METIL ÁLCOOL) F - ALCOOL S - álcool

BATERIA ALCALINA

CONDENSADOR DE ÁLCOOL (ALC). CONDENSADOR DE (SEE:) F - D'ALCOOL DE CONDENSEUR S - álcool de de de condensador

ÁLCOOL AINDA (ALC) . (SEE: STILL) F - destilaçăo de de de alambic S - álcool de de de alambique

<FIGURA;>

VAPOR de ÁLCOOL (alc) ÁLCOOL de . em seu estado gasoso. F - D'ALCOOL DE VAPEUR S - álcool de de de vapor

ALGAS (bio) (biocon) (gen) . Fresh e água salgada aquático planta, normalmente microscópico em tamanho, mas inclusive alga. Eles săo valiosos em tratamento desperdício, como uma proteína, Fonte de para humanos, como alimento de animal, e como um FEEDSTOCK para BIOGAS DIGESTERS. F - ALGUES S - ALGAS

ÁLCALI (chem) (biocon) . Quaisquer de BASES várias que neutralizam ÁCIDOS de para formar Bases de SALTS. săo importantes dentro que mantém o equilíbrio químico em um BIOGAS DIGESTER. F - ALCALI S - ALCALI

BATERIA ALCALINA (elec) . UMA BATERIA que usa sódio ou potássio hydroxide como um eletrólito, e níquel-óxido escama e ferro pulverizado ou níquel-cádmio para seu pratos ativos. F - ALCALIN DE ACCUMULATEUR S - ALCALINA DE PILA

ALCANO

ALCANO (chem) . UM nome geral para hidrocarboneto do METANO série. F - PARAFFINE S - ALCANO

Corrente alternada (elec) . Uma corrente elétrica que periodicamente inverte seu direction. Generally abreviou como ac. F - ALTERNATIF DE COURANT S - quantidades contínuas de courriente

MÁQUINAS de COMBUSTĂO ALTERNATIVAS (auto). Alternativas de para o reluzem igniçăo e a combustăo de diesel engines. Entre os desígnios mais desenvolvidos săo a TURBINA de GÁS e STIRLING MÁQUINAS DE . F - moteurs de aux de substituts uma combustăo S - motores de combustăo alterna

FONTES DE ENERGIA ALTERNATIVAS (GEN). Fontes de de ENERGIA diferente desses geralmente empregadas por um user. O Termo de normalmente recorre a fontes de ENERGIA RENOVÁVEIS como ENERGIA SOLAR, ENERGIA DE VENTO, GEOTHERMAL POWER, HYDROPOWER, etc. O uso de fontes de energia alternativas é atraente por causa do [1] preço alto e disponibilidade limitada de combustíveis petróleo-baseados; [2] a poluiçăo que é associou com o queimar de COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS; e [3] o Despesa de e perigos de poder nuclear. F - fontes d'energie de substituiçăo S - FUENTES ALTERNAS DE ENERGIA ALTERNADOR (elec) . UM GERADOR que muda mecânico ENERGIA de em energia elétrica (corrente alternada) por a rotaçăo de seus Alternadores de ROTOR. é usada em motor Veículos de para recarregar e minimizar o dreno no BATERIA DE . Eles também săo adaptados geralmente para ser dirigidos por MOINHOS DE VENTO de ou por TURBINAS A VAPOR e TURBINAS de ÁGUA. F - ALTERNATEUR S - ALTERNADOR

MYLAR ALUMINADO (CONSTR) (SOL). UMA folha muito forte, magra de material de plástico cobriu com aluminum. Used como um superfície refletiva para FOGŐES SOLARES. F - Mylar aluminam S - ALUMINIZADO DE MILAR

AMBIENTE (gen) . Referring para imperturbado ambiental Ambientes de , particularmente arejar e temperatura. F - AMBIANT S - AMBIENTE

ANAERÓBIOS (bio) . (See: BACTÉRIAS ANAERÓBIAS) F - ANAEROBIES S - anaeróbios

ANAERÓBIO (bio) . Pertaining para micro-organismos que podem vivem em um ambiente abafado. F - ANAEROBIE S - ANAEROBIO ANCHOR

BACTÉRIAS ANAERÓBIAS (bio) (biocon). BACTÉRIAS de , conhecido como ANAERÓBIOS de pelos que podem viver em um ambiente abafado que obtém oxigęnio pela DECOMPOSIÇĂO de combinaçőes. F - ANAEROBIES DE BACTERIES S - anaerobia de bactéria

DIGESTER ANAERÓBIO (BIOCON). (SEE: BIOGAS DIGESTER) F - ANAEROBIE DE DIGESTEUR S - ANAEROBIO DE DIGESTOR

DIGESTĂO ANAERÓBIA (bio) (biocon). A DECOMPOSIÇĂO de ASSUNTO ORGÂNICO por BACTERIA. ANAERÓBIO Este processo envolve Ácido-formando BACTÉRIAS e Metano-formando Bactérias de . F - anaerobie de digestăo S - anaerobia de digestăo

FERMENTAÇĂO ANAERÓBIA (bio) (biocon). (SEE: ANAEROBIC DIGESTĂO DE ) F - anaerobie de fermentaçăo S - ANAEROBIA DE FERMENTACION

ORGANISMOS ANAERÓBIOS (bio) (biocon). (SEE: ANAEROBIC BACTÉRIAS DE ) F - ANAEROBIES DE ORGANISMES S - ANAEROBIOS DE ORGANISMOS

ÂNCORA (vento) (impl) . UMA vara ou estaca dirigida no fundamentou para qual o SUJEITO TELEGRAFA para uma TORRE de MOINHO DE VENTO é prendeu. F - ANCRAGE S - ANCLA

<FIGURA;>

ANDIRON

ANDIRON (impl) . Raised que barras de metal colocaram em uma lareira Forno de para apoiar lenha para burning. Andirons permite arejam para passar debaixo da madeira ardente para mais EFICIENTE Combustăo de . F - CHENETS S - MORILLO

ANEMÔMETRO (vento) (meas) . Um instrumento por medir VENTO SPEED. F - ANENOMETRE S - ANEMOMETRO

ÂNGULO DE ATAQUE (vento) . O ângulo entre a CORDA de um AIRFOIL e o wind. que é considerado em ROTOR de MOINHO DE VENTO projetam. F - d'attaque de ângulo S - ATAQUE DE DE DE ANGULO

<FIGURA;>

ÂNGULO DE INCIDĘNCIA (SOL) . (SEE: INCIDENTE ÂNGULO) F - incidente de ângulo S - INCIDENCIA DE DE DE ANGULO

ÂNGULO DE REFLEXĂO (SOL) . (SEE: INCIDENTE ÂNGULO) F - reflexion de de de ângulo S - REFLEXION DE DE DE ANGULO ANHYDROUS (alc) (biocon) . Free de moisture. O termo aplica a óxidos, SAIS, e outras substâncias que fazem năo contęm água. F - ANHYDRE S - ANHIDRO

ÁLCOOL de ANHYDROUS (alc) ÁLCOOL de . que é quase completamente livram de Álcool de water. deve ser ANHYDROUS ser misturada com gasolina para formar Álcool de GASAHOL. e água năo pode seja separado além de 199.99 PROOF. Ŕquela CONCENTRAÇĂO, eles formam um AZEOTROPE e vaporizam ao mesmo Temperatura de . F - ANHYDRE DE ALCOOL S - anhidro de etilico de álcool

ANIMAL-TIRADO (ANI) . (SEE: ANIMAL-POWERED) F - característica de de animal S - animal de traccion

CINZA CAIXA

ANIMAL-DADA PODER A (ani) . Driven ou impeliu por animais. F - animale de traçăo S - ANIMALES DE POR DE IMPULSADO

CONVERSĂO DESPERDÍCIO ANIMAL (BIOCON). O processo de diretamente queimando ou obtendo PRODUTOS de ENERGIA de desperdícios de animal. F - conversăo des dechets animaux S - conversăo de los desechos animales

FRAÇĂO DE CARGA ANUAL (SOL) (MEAS). Que reparte de anuário que aquece isso é provido a um edifício por ENERGIA SOLAR. F - la de de de parte carregam annuelle S - FRACCION DE LA CARGA ANUAL

VELA ANULAR (vento) (arco) . UM anel-como VELA com radial VENEZIANAS DE . F - ANNULAIRE DE AILE S - aspa circular

ANTICLOCK SAIL (vento) (arco). UM ROTOR de VELA que corre ŕ esquerda quando observou da frente do MOINHO DE VENTO DE . F - aile um positivo de rotaçăo S - SINISTRORSA DE ASPA

BIOMASSA AQUÁTICA (biocon) BIOMASSA de . crescida dentro fresco ou água salgada, inclusive ALGAS, alga, etc. F - AQUATIQUE DE BIOMASSE S - ACUATICA DE BIOMASA

AQUEDUTO (hydr) . UM CANAL ou cocho construiu para carregar água Para irrigaçăo, operar uma planta de HYDROPOWER, ou para uso doméstico. A água em aquedutos geralmente fluxos por quer dizer de gravidade, embora também podem ser usadas bombas. F - AQUEDUC S - ACUEDUCTO AQUIFER (hydr) . Qualquer formaçăo geológica que contém água, especialmente um que materiais a água para poços, pula, etc. F - AQUIFERE S - ACUIFERA

MOINHO DE VENTO ARTICULADO (vento) (arco). que UM MOINHO DE VENTO construiu para prover EFICIĘNCIA de máximo em ventos de velocidades várias e de direçőes diferentes. F - ARTICULEE DE EOLIENNE S - MOLINO DE VIENTO ARTICULADO

CAIXA de CINZA (calor) . UMA caixa removível debaixo da GRELHA em uma MADEIRA FOGĂO de ou um PRODUTOR GERADOR de GÁS que colecionam cinza Resíduo de de combustăo. F - CENDRIER S - CENIZAS DE DE DE CAJA

GERADOR ASSÍNCRONO

GERADOR ASSÍNCRONO (elec) (vento). Um GERADOR elétrico que produz corrente alternada, enquanto emparelhando um fonte de PODER existente assim as duas fontes podem ser combinadas para dar poder a um LOAD. Estes geradores săo freqüentemente usados com MOINHOS DE VENTO de para prover poder a edifícios que já recebem poder de uma utilidade elétrica. F - ASYNCHRONE DE GENERATEUR S - ASINCRONICO DE GENERADOR

PRESSĂO ATMOSFÉRICA (gen) . A pressăo mostrada pelo A atmosfera de Terra de a qualquer determinado ponto, geralmente medida em uma balança baseado na pressăo de ar em mar nivelam. F - ATMOSPHERIQUE DE PRESSION S - ATMOSFERICA DE PRESION

ÁTRIO (sol) . Um unroofed, parcialmente telhou, ou completamente telhou pátio ou se aloja em uma habitaçăo que permite Luz solar de para alcançar rooms. adjacente é freqüentemente usado para AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO. F - átrio S - ATRIO

ATENUAÇĂO (alc) . O outono em GRAVIDADE ESPECÍFICA do WORT durante FERMENTATION. Isto é causada pelo enfraquecimento de BACTÉRIAS ou FUNGOS em uma CULTURA. F - atenuaçăo S - ATENUACION

VERRUMA (IMPL) (ALC). A girando, dispositivo de parafuso-tipo que move material por um tube. Em produçăo de ÁLCOOL, isto, é usado para transferir grăos de armazenamento para o moer Local de , e do local moendo para o FOGĂO. F - D'ALIMENTATION DE VRILLE S - BARRENA ABAFADOR AUTOMÁTICO (impl) . UM dispositivo que automaticamente mantém + FLUXO de ar quente ou frio em um quarto. F - AUTOMATIQUE DE REGISTRE S - REGULADOR DE TIRO AUTOMATICO

LOCALIZANDO AUTOMÁTICO (sol) . O uso de um dispositivo que permite os COLETORES SOLARES para localizar " ou seguir o sol durante o Dia de sem ajuste manual. F - AUTOMATIQUE DE POURSUITE S - APARATO DE SEGUIMIENTO AUTOMATICO

GERADOR AUXILIAR (GEN) (ELEC). UM pequeno, máquina-dirigida GERADOR de que completa um PODER de ENERGIA RENOVÁVEL Fonte de . F - AUXILIAIRE DE GENERATEUR S - AUXILIAR DE GENERADOR

ENERGIA DISPONÍVEL (GEN) (MEAS). Que separa do total ENERGIA de produzida por um sistema que pode ser aplicado usefully. EFICIĘNCIA de é uma medida de energia disponível. F - DISPONIBLE DE ENERGIE S - DISPONIBLE DE ENERGIA AZEOTROPE

VELOCIDADE de VENTO COMUM (vento) (meas). O VENTO mais comum VELOCIDADE de em cima de um período especificado de tempo. F - vitesse moyenne du abertura S - VELOCIDAD PROMEDIO DEL VIENTO

EIXO (gen) . Um transcurso de linha imaginário pelo centro de um corpo sobre qual o corpo rotates. (Plural: machada) F - rotaçăo de de de machado S - eixo

EIXO (gen) . UM sócio apoiando que leva um wheel. Isto ou gira com a roda para transmitir mecânico POWER, ou permite a roda para girar livremente nisto. F - ESSIEU S - EJE

AZEOTROPE (chem) (alc) . O termo químico para dois líquidos que, a uma certa CONCENTRAÇĂO, ferva ao mesmo Temperatura de . por exemplo, ETHANOL e água năo podem ser separou mais adiante que 199.9 PROVA porque a esta concentraçăo eles formam um azeotrope e vaporizam junto. F - AZEOTROPE S - AZEOTROPE

B

A LEI de BABO (biocon) . UMA lei que declara que a PRESSĂO de VAPOR de um líquido é abaixado quando uma substância non-volátil for dissolveu em it. que A pressăo é abaixada por uma quantia proporcional ŕ CONCENTRAÇĂO da soluçăo. F - VON DE DE DE LOI BABO S - DE DE LEY BABO

BACKPUFFING (gen) . A emissăo de fumaça por cozinhar fura ou outras aberturas um madeira-queimando ou CARVĂO Fogăo de . que acontece quando DESENHO pobre nas causas de CHAMINÉ arejam para passar atrás no fogăo. F - FUMEE DE DE DE RETOUR S - HUMO DE DE DE CONTRACORRIENTE

ATRÁS FICA (vento) (arco) . Support barras pela parte de trás de as VELAS de um MOINHO DE VENTO. F - GALHAUBANS S - soporte posterior

MOLHANDO ATRÁS (hydr) . O efeito freando causado pelo Imersăo de em água das mais baixas LÂMINAS de um OVERSHOT WATER RODA. F - D'IMMERSION DE FREIN S - REMANSO

BACTÉRIAS (bio) . Quaisquer de numerosos micro-organismos unicelulares que acontece em uma variedade larga de formas, existindo, ou como organismos livre-vivos ou como parasitas, tendo uma gama extensiva de Bactérias de properties. bioquímicas é necessário para DIGESTĂO e FERMENTATION. (Singular: Bactéria de ) F - BACTERIES S - bactérias DECOMPOSIÇĂO BACTERIANA (BIOCON). O desarranjo químico de ASSUNTO ORGÂNICO através de micro-organismos. F - bacterienne de decomposiçăo S - BACTERIANA DE DESCOMPOSICION

CONFUNDA (gen) . UM prato de metal ou outra obstruçăo artificial conferia ou inclinava o FLUXO de FLUIDOS. F - DEFLECTEUR S - DESVIADOR

BAGASSE (biocon) . O resíduo fibroso que permanece depois o Extraçăo de do suco de açúcar cane. que pode ser usado como um combustível. F - BAGASSE S - BAGAZO

BANCO (BIOCON) . (SEE: LORENA FOGĂO) F - BANCO S - BANCO

BASES

TURBINA de BANKI (hydr) . UMA TURBINA de ÁGUA com LÂMINAS curvadas, GUIDE CATA-VENTOS, e um consagre interior. Water transcurso por isto impele o CORREDOR ambos em entrar e partir. que Esta turbina opera bem debaixo de uma gama DE CABEÇA larga e taxas de FLUXO. F - de de turbina Banki S - DE DE TURBINA BANKI

<FIGURA;>

BARÔMETRO (meas) . que UM dispositivo media ATMOSFÉRICO PRESSURE. F - barômetro S - BAROMETRO

BASES (alc) (chem) Combinaçőes de . que dissociam em água Soluçăo de para formar HYDROXYL ions. Bases reage com ÁCIDOS para formar SAIS, e pode ser usada para manter o próprio pH (POTENTIAL HIDROGĘNIO) AINDA equilibre em um ÁLCOOL. F - bases S - bases

DIGESTĂO DE GRUPO

DIGESTĂO de GRUPO (biocon) . UM processo de produçăo de BIOGAS em qual o material a ser digerido está carregado no DIGESTER ao começo do process. UMA SEMENTE também pode ser somou a este time. O digester é entăo lacrado e o Conteúdos de deixaram a FERMENT. A conclusăo, os digeriram, BARRO de é afastado e o tanque reloaded. produçăo de gás Diária varia durante o process. está lento ao começam, aumentos, e finalmente declínios para o fim de + ciclo de DIGESTĂO. F - digestăo um initiale de custo S - tandas de por de digestăo DESTILAÇĂO de GRUPO (alc) . UM processo de DESTILAÇĂO de grupo de produçăo de ÁLCOOL em qual o material a ser destilado está carregado em um AINDA ao começo do processo. O volume inteiro está aquecido e partiu para destilar. A conclusăo, os destilaram TRITURAM é afastado e o acalmam reloaded. durante o que produçăo de álcool Diária varia + processo. está lento ao começo, aumentos, e finalmente declínios para o fim da destilaçăo Ciclo de . F - destilaçăo um initiale de custo S - INTERMITENTE DE DESTILACION

ALIMENTO de GRUPO (gen) . UM DIGESTER ou AINDA em qual ORGÂNICO ASSUNTO de está carregado, permitida gerar gás ou FERMENTAR, e entăo removed. O digester ou ainda entăo é limpada e preparado para uma carga fresca de BIOMASSA. F - initiale de alimentaçăo sem igual S - TANDAS DE POR DE ALIMENTACION

DIGESTER GRUPO-CARREGANDO (BIOCON). (SEE: GRUPO ALIMENTO) F - digesteur um chargement sem igual S - DIGESTOR DE CARGA INTERMITENTE

GRUPO QUE PROCESSA (BIOCON) . (SEE: GRUPO ALIMENTO) F - de de traitement carrega uniques S - TANDAS DE POR DE ELABORACION

BATERIA (elec) . UM grupo de dois ou mais CELAS ou ACUMULADORES conectou eletricamente em série ou paralelo. Săo usadas Baterias de para armazenar ENERGIA elétrica. F - BATTERIE S - BATERIA

BATERIA CORTE-FORA (vento) (impl). Um interruptor automático que desconecta uma BATERIA durante seu custo se a voltagem das quedas de corcel de vento debaixo de ou sobe sobre isso de a bateria, dentro de certo limits. UMA bateria corte-fora é um dispositivo de proteçăo de bateria. F - batterie de de de cupę-circuito S - BATERIA DE DE DE INTERRUPTOR

AGÜENTANDO (gen) . UMA parte de máquina que apóia e guias um Cabo de , pivô, ou roda que deslizam, gira, ou oscila em ou nisto. F - PALIER S - COJINETE

<FIGURA;> BERM

ÂNGULO AGÜENTANDO (SOL) . (SEE: AZIMUTE SOLAR) F - AZIMUT S - MARCACION

BEAUFORT SCALE (meas) (vento). UMA balança de VELOCIDADES de VENTO que varia de 0 a 12 como segue:

WIND VELOCIDADE

Code Número (mph) Descriçăo de

0 menos de 1 calma de

1 1-3 ar de light 2 4-7 iluminam brisa 3 8-12 brisa suave 4 13-18 brisa moderada 5 19-24 brisa fresca 6 25-31 brisa forte 7 32-38 vento forte moderado; próximo vento forte 8 39-46 vento forte de

9 47-54 vento forte forte 10 55-63 vento forte inteiro (ou tempestade) 11 64-74 tempestade de violent 12 mais de 74 furacăo de

F - BEAUFORT, DE DE ECHELLE, S - DE DE ESCALA BEAUFORT

COLUNA DE CERVEJA (ALC) . (SEE: STRIPPING COLUNA) F - COLONNE UM BIERE S - CERVEZA DE DE DE COLUMNA BERM (constr) . UM montículo de manmade ou colina pequena de terra construiu contra uma casa para parar a INFILTRAÇĂO de quente ou ar frio. F - BANQUETTE S - MONTICULO

ENGRENAGEM OBLÍQUA

ENGRENAGEM OBLÍQUA (gen) . Um de um par de engrenagens conectava dois cabos cujos MACHADOS cruzam. F - CONIQUE DE ENGRENAGE S - BISELADO DE ENGRANAJE

ADAPTADOR DE BICICLETA (GEN) (IMPL). UM dispositivo que pode ser prendeu a uma bicicleta para prover PODER para bombear água, geram eletricidade, etc. F - BICYCLETTE DE DE DE ADAPTATEUR S - BICICLETA DE DE DE ADAPTADOR

GERADOR de BICICLETA (elec) . UM GERADOR pequeno que produz DIRECT CORRENTE (dc) eletricidade por PODER de PEDAL. F - GENERATEUR UM PEDALIER S - GENERADOR ACCIONADO POR BICICLETA

BIOCONVERSION (chem) (gen) . A conversăo de ORGÂNICO WASTE em PRODUTOS de ENERGIA pela açăo de micro-organismos. Chemically, esta é a reduçăo de complexo combinaçőes orgânicas em formas mais simples, mais estáveis. F - BIOCONVERSION S - BIOCONVERSION

BIOGAS (biocon) . durante o que A mistura gasosa produziu DIGESTĂO ANAERÓBIA, compôs principalmente de METANO e Gás carbônico de . F - bio-gaz S - BIOGAS

BIOGAS DIGESTER (biocon) . Um recipiente hermético em qual DIGESTĂO ANAERÓBIA acontece e de qual METANO pode ser puxado fora. F - de de digesteur bio-gaz S - BIOGAS DE DE DE DIGESTOR

<FIGURA;>

BITUMEN

GERADOR DE BIOGAS (BIOCON) . (SEE: BIOGAS DIGESTER) F - de de generateur bio-gaz S - BIOGAS DE DE DE GENERADOR

BIOGAS PLANT (BIOCON) . (SEE: BIOGAS DIGESTER) F - de de reacteur bio-gaz S - BIOGAS DE DE DE PLANTA

CONVERSĂO DE ENERGIA BIOLÓGICA (BIOCON). O uso de BIOMASSA para converter uma forma de ENERGIA em outro. F - conversăo biologique de l'energie S - conversăo biologica de energia BIOMASSA (bio) . Plants e materiais de planta, árvores, colheita, Resíduos de , madeira e resíduos de latido, e adubos animais. Qualquer ASSUNTO ORGÂNICO que pode ser usado em BIOCONVERSION processa. F - BIOMASSE S - BIOMASA

ENERGIA de BIOMASSA (biocon) . A ENERGIA da que é libertada BIOMASSA de quando é comido, queimado, ou caso contrário usou como ou converteu em combustível. F - ENERGIE DE LA BIOMASSE S - BIOMASA DE DE DE ENERGIA

BIOMASSA FEEDSTOCK (biocon) . para o que O ASSUNTO ORGÂNICO usou produzem PRODUTOS de ENERGIA por BIOCONVERSION. F - D'ALIMENTATION DE BIOMASSE S - ALIMENTO SECO DE LA BIOMASA

BIOMASSA ABASTECE (biocon) . Fuels, como METANO, produziu de BIOMASSA. F - combustíveis de la biomasse S - biomasa de de de combustíveis

RENDIMENTO DE BIOMASSA (BIOCON) (MEAS). A quantia de BIOMASSA que normalmente pode ser produzido em um determinado areA. que é expressado em unidades de peso por medida de área por unidade de tempo. F - biomasse de de de produçăo S - BIOMASA DE DE DE PRODUCCION

BIOMONITORING (BIOCON (MEAS). UM método de poluiçăo-controle no qual săo usados organismos vivos para testar o EFFLUENT de um DIGESTER para determinar se está seguro para descarregam o effluent em um corpo de water. que também pode seja usado para testar a qualidade de águas a jusante de um Digester de descarregam ponto. F - BIOLOGIQUE DE CONTROLE S - BIOCONTROL

BITUMEN (fos) . Qualquer naturalmente-acontecendo hidrocarboneto, especialmente, hidrocarboneto sólidos como asfalto, cera, lance, e Gilsonite. F - BITUME S - BITUMEN

BLACKBODY

BLACKBODY (sol) . UMA superfície que completamente absorve tudo RADIAÇĂO SOLAR que golpeia isto. F - noir de corpo de exército S - NEGRO DE CUERPO

LÂMINA (hydr) (impl) (vento) . [1] A superfície curvada de certos tipos de TURBINAS de ÁGUA (i.e., CRUZ-FLUXO TURBINAS DE ). Water que golpeia as causas de lâminas a turbina para girar. que Algumas turbinas, como a RODA de PELTON, tęm Xícaras de em vez de blades. [2] UMA única, estendida superfície de um ROTOR de MOINHO DE VENTO. F - [1] aube; [2] pálido S - [1] PALETA; [2] ASPA ÂNGULO de LÂMINA [1] (vento) . O ângulo de uma CORDA de um MOINHO DE VENTO LÂMINA de com o aviăo de ROTOR de rotation. [2] (hydr) . O INCIDENTE ÂNGULO de uma LÂMINA de TURBINA. F - [1] de de ângulo empalidecem; [2] d'aube de ângulo S - [1] ASPA DE DEL DE ANGULO; [2] ANGULO DE LA PALETA

AGÜENTE BURACO (gen) . UM buraco fundo, vertical na terra. Usually descrevia um bem. F - SONDAGE DE DE DE TROU S - SONDEO DE DE DE POZO

CINTA FOGĂO A VAPOR SOLAR (SOL). (SEE: INSULATED VAPOR FOGĂO DE ) F - rechaud uma Cinta de solaire de vapeur S - vapor de de de portahornillo Cinta solar

<FIGURA;> BREAST RODA

FREIO (gen) . UM dispositivo reduzia a velocidade ou movimento de parada, especialmente, através de fricçăo de contato. F - FREIN S - FRENO

SOLDANDO (gen) . UM processo pelo qual dois pedaços de metal săo uniu usando uma liga de nonferrous com um mais baixo derretimento apontam que qualquer um dos dois metais que săo unidos. F - BRASAGE S - soldadura laton contra

VIGA de PEITO (vento) (arco) . A viga lateral principal debaixo do WIND CABO. F - MAITRESSE DE POUTRELLE S - COSTADO DE DE DE VIGA

ENFRENTE RODA (hydr) . UM tipo sofisticado de RODA de ÁGUA no qual água entra debaixo do topo da roda e é mantido nos BALDES até que sendo descarregada a ou próximo + mais baixo ponto nas wheel. Peito rodas geralmente operam melhor com CABEÇAS que chegam menos que o Diâmetro de do wheel. rodas de peito Altas (onde o Água de entra sobre o cabo de centro) pode chegar 65 por cento ENERGIA CONVERSĂO EFFICIENCY. (Syn: Peito-tiro de

Roda de ) F - POITRINE DE DE DE ROUE S - COSTADO DE DE DE RUEDA

<FIGURA;>

BRISA

BRISA (vento) . em geral, qualquer luz para moderar vento. (também Veja: BEAUFORT BALANÇA) F - BRISE S - BRISA

O GRĂO SECADO DE CERVEJEIRO (ALC) . (O GRĂO DE DESTILADOR DE SEE:). F - granula brasserie de de de secs S - GRANO SECO DE DESTILACION

SE PREPARANDO TRITURAM (alc) . Crushed ou fundamentou FEEDSTOCK misturou com água morna em preparaçăo para FERMENTAÇĂO durante o Produçăo de de ETHANOL. F - BRASSAGE DE DE DE MOUT S - MOSTO

SALMOURA (refrig) . que UMA soluçăo SALGADA pesada usou em REFRIGERAÇĂO. F - SAUMURE S - SALMUERA

BRIQUETE (fos) . UM tipo de combustível que foi finamente fundamentou e comprimido em pressăo molds. que normalmente é fez de carvăo de baixo-grau, coca-cola, CARVĂO, ou BIOMASSA, e está misturado com uma agenda como GOMA, piche, cimento, lançam, ou asfalto. F - briquete S - BRIQUETA Unidade térmica BRITÂNICA (calor) (meas). A quantia de calor exigiu elevar a temperatura de uma libra de água um grau FAHRENHEIT debaixo de condiçőes declaradas de temperatura e pressăo. é uma unidade standard por medir Quantidade de de CALOR que ENERGY. Generally abreviou como BTU. F - unidade térmica britânica S - BRITANICA DE TERMICA DE UNIDAD

BORBULHE BONÉ (alc) . UM boné picotado nos pratos de um DESTILAÇĂO COLUNA, usado assegurar que o vapor e condensou mistura líquida completamente. F - BARBOTAGE DE DE DE CLOCHE S - BURBUJEO DE DE DE CASQUETE

BORBULHE CÂMARA (biocon) . UM dispositivo de segurança prendeu um BIOGAS DIGESTER para assegurar que o gás está livre de ar, desde um ar e mistura de gás seria explosive. O gás borbulharam " por um recipiente de água antes de ser usou ou stored. Se LIMEWATER é usado em vez de água, a câmara de bolha também pode ser usada para ESFREGAR o gas. Dentro Adiçăo de , os saques de câmara de bolha como uma FAÍSCA ARRESTER. F - câmara um bulles S - BURBUJAS DE DE DE CAMARA

BALDE (hydr) . Cup-shaped para o que recipientes ou LÂMINAS prenderam UMA RODA DE ÁGUA. F - AUGET S - CANGILON

ÁLCOOL DE BUTYL

<FIGURA;>

ÂNGULO de BALDE (hydr) . O ÂNGULO INCIDENTE de BALDES em um WATER RODA. F - d'auget de ângulo S - angulo de los cangilones

CADEIA de BALDE (hydr) . UMA volta de cadeia com BALDES prendidos isto a intervals. regular A cadeia atropela roda dentada Rodas de . Como cada balde passa por uma fonte de água, água, enche o balde, enquanto provendo PODER e impelindo o encadeiam mais adiante junto. F - NORIA UM GODETS S - CANGILONES DE DE DE TRANSPORTADOR

CAPACIDADE MAIS AMARELA (BIOCON) (CHEM). A capacidade de uma soluçăo para resistir a pH (HIDROGĘNIO POTENCIAL) mudanças quando quantias pequenas de ÁCIDO ou ÁLCALI săo added. No caso de BARRO DIGERIDO, o amônio e íones de bicarbonato săo principalmente responsáveis por proteçăo. F - tampăo de pouvoir S - AMORTIGUADORA DE CAPACIDAD

BUTANOL (ALC) . (SEE: BUTYL ÁLCOOL). F - BUTANOL S - BUTANOL

ÁLCOOL de BUTYL (alc) (chem) . Um ÁLCOOL obtido pelo FERMENTAÇĂO de de açúcar ou cornstarch. A substância química equivalente de álcool de butyl é [C.sub.4][H.sub.9]OH. (Syn: BUTANOL DE ) F - BUTYLIQUE DE ALCOOL S - butilico de álcool

C

C (meas) Abreviaçăo de . para CENTÍGRADO. F - C S - C CÁLCIO HYDROXIDE (BIOCON) (CHEM). UMA soluçăo que é usou freqüentemente em CÂMARAS de BOLHA para ESFREGAR BIOGAS. é geralmente conhecida como LIMEWATER. F - cálcio de de de hidrato S - CALCIO DE DE DE HIDROXIDO

CALORIA (gen) . A quantia de calor exigiu elevar o Temperatura de de um grama de água um grau CENTÍGRADO a PRESSĂO ATMOSFÉRICA. F - caloria [1] S - CALORIA

CAME (gen) . Uma projeçăo excęntrica em um cabo rotativo, amoldou para produzir variável ou reciprocando movimento dentro outro contatou ou noivou parte. F - veio S - LEVA

CANAL (gen) (hydr) . Um curso d'água unindo artificial Rios de , lagos, ou mares para propósitos de navegaçăo interior, Irrigaçăo de , ou transporte de água para um HYDROPOWER Dispositivo de . F - canal S - canal

LATA (vento) (arco) . UM pedaço de metal colocou ao fim exterior de um MASTRO de ROTOR para segurar a VELA em lugar. F - DOUILLE S - FIJACION DE DE DE CHAPA

BONÉ (vento) (arco) . O topo rotativo de um MOINHO de TORRE ou AVENTAL MOINHO. F - CALOTTE S - CUMBRERA

FATOR DE CAPACIDADE (ELEC) (MEAS). O QUILOWATT total HORAS de ENERGIA consumiu dividida pelos QUILOWATTS totais produziu por um plant. Generally eletricidade-gerador calculou em uma base anual. F - CAPACITE DE DE DE FACTEUR S - capacidad de de de fator

CAPACIDADE DO VENTO (vento) (meas). O total de Sujeira de e partículas de pó de um determinado tipo que pode ser sustentou por volume de unidade de ar por um vento de um determinado Velocidade de . F - abertura de du de capacite S - VIENTO DE DEL DE CAPACIDAD CELLULASE

CARBOIDRATO (alc) (chem) Açúcares de ., GOMAS, CELULOSE, e outras combinaçőes semelhantes que contęm carbono, hidrogęnio, e oxigęnio Carboidrato de only. săo FEEDSTOCK excelente para um ÁLCOOL AINDA. F - hidrata carbone de de S CARBOHIDRATO DE -

RELAÇĂO DE CARBONO-PARA-NITROGĘNIO (BIOCON). A proporçăo de carbono para nitrogęnio no material sendo colocada em um BIOGAS DIGESTER. Esta relaçăo é importante para manter biogas Produçăo de . 25:1 é a ótima relaçăo de C/N.

Nitrogęnio de Carbono-nitrogęnio de

Material Relaçăo de Contente

Esterco de vaca de 1.7% 25 a 1 Avícula manure 6.3% Nenhum carbono Grass 4.0% 12 a 1 Ovelha manure 3.75% Nenhum carbono Urina de 15-18% 8 a 1 palha de Wheat 0.3% 128 a 1 Batata tops 1.5% 25 a 1 Tomate de 3.3% 128 a 1

F - concordância carbone-azoto S - proporcion de carbono um nitrogeno

CARBURADOR (auto) . UM dispositivo por misturar e controlar o chegam de ar e combustível providos a uma máquina de gasolina. F CARBURATEUR DE -

S CARBURADOR DE -

COBERTURA (sol) . O vigamento que mora os componentes de um APARTAMENTO-PRATO de COLLECTOR. geralmente é feito de metal e enfileirou com material para Enseada de insulation. TÉRMICA e Săo providas saída aberturas. F ENVELOPPE DE -

S ENVOLTURA DE -

AVENTAL de CATCHMENT (hydr) . UM declive projetando no a jusante apóiam de uma ECLUSA ou represam para qual é provida resistem a força de água caindo. F - PENTE DE CAPTAGE S - PLATAFORMA COLECTORA

CELA (elec) . UM dispositivo que gera eletricidade, tradicionalmente, consistindo em dois pratos ou administrando superfícies colocou em um FLUIDO de electrolytic. F elemento de -

S CELULA DE -

CELLULASE (bio) (alc) . no que Quaisquer de várias ENZIMAS achou FUNGOS de , BACTÉRIAS, e mais baixos animais que causam CELULOSE para demolir em water. de Estas enzimas săo precisadas para ÁLCOOL DESTILAÇĂO. F CELLULASE DE -

S CELULASE DE -

CELULOSE

CELULOSE (chem) (alc) . O POLYSACCHARIDE principal vivendo planta. Celulose formas a estrutura de esqueleto de planta cela paredes e pode ser HYDROLYZED para formar GLICOSE. F celulose de -

S CELULOSA DE -

BIOMASSA DE CELLULOSIC (BIOCON). BIOMASSA de que contém legume importam. F - BIOMASSE CELLULOSIQUE S - BIOMASA CELULOSICA

CENTÍGRADO (meas) . A balança de temperatura internacional em que molha gela ŕs 0 [graus] e fervuras ŕs 100 [graus] . para converter graus de from Centígrado para graus FAHRENHEIT, multiplique o Temperatura de em graus Centígrado antes das 9/5 (ou 1.8) e soma 32. para converter de graus Fahrenheit para graus Centígrado, subtraia 32 da temperatura de Fahrenheit e entăo multiplica antes de 5/9. Abreviadas como C. (SYN: centígrado) F - Centígrado S - CELSIO

CENTÍGRADO (MEAS) . (SEE: CENTÍGRADO). F - centígrado S CENTIGRADO DE -

FORÇA CENTRÍFUGA (gen) . A força inercial que repele um Corpo de longe do centro da curvatura de um curvado Caminho de ao longo do qual está movendo, ou longe do EIXO ao redor que isto rotates. O oposto de CENTRIPETAL FORCE. F - forçam centrífuga S CENTRIFUGA DE -, FUERZA,

CENTRIPETAL FORCE (gen) . UMA força que atrai um corpo para + centro da curvatura de um caminho curvado ao longo de qual que está movendo, ou para o EIXO ao redor que isto gira. O apropriado de FORÇA CENTRÍFUGA. F - forçam centripete S CENTRIPETA DE -, FUERZA,

ESCREVA COM GIZ ADOBE (constr) . UM método de fazer tijolos de ADOBE dentro que é acrescentado giz ao barro, palha, e água. Chalk adobe de é útil como uma MASSA TÉRMICA. F adobe de - um chaux de la S - mezcla de adobe creta de y

CANAL (hydr) . A cama de um fluxo ou waterway. (Veja também: CANAL DE ) F CHENAL DE - [1] S CAUCE DE -

CARVĂO (fos) (gen) . UMA forma porosa escuro-colorida ou preta de CARBONO fez de legume ou substâncias animais. Carvăo de geralmente é feito chamuscando madeira em um FORNO ou RETORT do qual ar é parcialmente excluded. Isto é usado para COMBUSTÍVEL, e em vários mecânico, artístico, e processes. químico usando DESTILAÇĂO e réplicas para produzem carvăo, podem ser colecionados vários valiosos produtos que seria perdido caso contrário, inclusive COMBUSTÍVEL, GASES, ÓLEO de CREOSOTO, METANOL, piche solúvel, e lance combustível. F - CHARBON DE BOIS S carbono de -

CHAMINÉ BONÉ

GÁS de CARVĂO (cutuque) . (See: PRODUTOR GAS) F - GAZ DE CHARBON DE BOIS S - suprem com gás carbono de de

CHAMINÉ (constr) . UMA passagem vertical ou CANO DE CHAMINÉ por que fuma e fuga de gases de um fogăo ou lareira. F CHEMINEE DE -

S CHIMENEA DE -

BONÉ de CHAMINÉ (constr) . UM cone, normalmente feito de metal de folha, colocou fim pontudo para cima ligeiramente sobre o topo de uma CHAMINÉ. impede para chuva e para escombros de cair no Chaminé de . F MITRE DE -

S - SOMBRERETE DE CHIMENEA

<FIGURA;>

CHINĘS-TIPO DIGESTER

CHINĘS-TIPO DIGESTER (BIOCON). UM BIOGAS DIGESTER que é projetou para produzir fertilizer. Usually principalmente um FIXO-CÚPULA DE DIGESTER. F digesteur de - digitam chinois S - DIGESTOR DE TIPO CHINO

<FIGURA;>

CORDA (vento) . A distância da EXTREMIDADE PRINCIPAL para o TRAILING EXTREMIDADE de um AIRFOIL. que O termo recorre a MOINHO DE VENTO LÂMINA desígnio. F - PROFONDEUR DE L'AILE S - PROFUNDIDAD DEL ASPA

CHULA (biocon) . UM fogăo pequeno, madeira-ardente, normalmente fez de lama, barro, tijolo, ou metal. O termo é extensamente usado na Sul Ásia. F CHULA DE -

S CHULA DE -

COLETOR FOCALIZANDO CIRCULAR (SOL). (SEE: COMPOUND PARABÓLICO COLETOR DE ) F - capteur circulaire uma concentraçăo S colector de - enfoque de de circular

CISTERNA (hydr) . Um reservatório artificial ou tanque de watertight por armazenar água ou outros líquidos. F CITERNE DE -

S CISTERNA DE -

BRAÇADEIRAS (vento) (arco) . do que talas De madeira fugiram aos lados as AÇŐES, prendendo a assembléia de VELA no FIM de VOTAÇĂO. F ECLISSES DE -

S PRENSAS DE -

COLETOR DE

ÍNDICE DE CLAREZA (SOL) (MEAS). UM conceito de ENERGIA SOLAR introduziu para expressar a relaçăo de uma hora particular, Dia de , ou a RADIAÇĂO SOLAR de męs em uma superfície horizontal para a RADIAÇĂO SOLAR EXTRATERRESTRE naquele mesmo se aparecem para o mesmo período de time. é útil dentro que calcula RADIAÇĂO DIFUSA e RADIAÇĂO que caem em um inclinou superfície. F - INDICE DE CLARTE S - INDICE DE CLARIDAD

CLERESTORY (sol) . UMA janela vertical na que é colocada alto uma parede perto dos beirado para luz, GANHO de CALOR, e ventilaçăo. F LANTERNEAU DE -

S CLARABOYA DE -

SISTEMA de FECHADO-VOLTA (sol) . UM sistema de AQUECIMENTO SOLAR em qual destilou água, antigelante, ou inhibitors de corrosăo Săo circulados pelos COLETORES e tanques de armazenamento em um Calor de loop. fechado escolhido para cima dos coletores por os FLUIDOS circulantes săo transferidos ŕ água dentro que o armazenamento abastece pela volta fechada ou outro CALOR EXCHANGERS. F - circuito ferme, de de systeme, S - SISTEMA DE CICLO CERRADO

C/N (BIOCON) . (CARBONO DE SEE: PARA RELAÇĂO DE NITROGĘNIO) F - C/N S - C/N

GASEIFICAÇĂO de CARVĂO (cutuque) . A combustăo de carvăo para formar um suprem com gás satisfatório para uso como um fuel. Isto é normalmente terminado dentro UM PRODUTOR GERADOR DE GÁS. F - GAZEIFICATION DU CHARBON S - gasificacion del carbono

ADOBE de ESPIGA DE MILHO (constr) . UM tipo de ADOBE no qual espigas de milho de milho săo acrescentou a barro, água, e straw. Adobe tijolos é reforçada por esta adiçăo de espigas de milho durante a tijolo-fabricaçăo processam. Espiga de milho adobe é uma MASSA TÉRMICA útil. F adobe de - um la rafle de mais S - MEZCLA DE PAJA, ARCILLA, AGUA MAZORCAS DE Y

COLEÇĂO (sol) . O ato de apanhar RADIAÇĂO SOLAR. F captaçăo de -

S CAPTACION DE -

COLETOR (sol) . UM dispositivo para apanhar RADIAÇĂO SOLAR e convertido isto em heat. utilizável O termo coletor freqüentemente recorre a uma armaçăo separada que contém um painel feita de um PRATO de ABSORVENTE e GLAZING. mais amplamente, um bem-projetou edifício com janelas que enfrentam o equador também pode ser considerado um coletor, como lata outro solar Dispositivos de dos que capturam RADIAÇĂO SOLAR na forma aquecem. F CAPTEUR DE -

S COLECTOR DE -

COLETOR EFFICIENCY

COLETOR EFFICIENCY (SOL) (MEAS). A relaçăo de SOLAR ENERGIA de absorvida por um COLETOR ŕ ENERGIA BRILHANTE que cai no coletor. F - RENDEMENT D'UN COLLECTEUR S - EFICIENCIA DEL COLECTOR

COLLECTOR/HEAT-EXCHANGER CORREÇĂO FATOR (SOL) (MEAS). Um índice que indica quanta ENERGIA SOLAR útil é perdeu durante a troca de calor do COLETOR para + tanque de armazenamento em SISTEMAS de AQUECIMENTO SOLARES LÍQUIDO-BASEADOS. F - coeficiente de correçăo capteur-echangeur de CHALEUR DE

S - fatoram de correccion del colector/termopermutador COLETOR-CALOR REMOÇĂO EFICIĘNCIA FATOR (SOL) (MEAS). O Relaçăo de de CALOR útil atual GANHA de um APARTAMENTO-PRATO SOLAR COLETOR de para o ganho de calor se o COLETOR PLATE inteiro esteja ŕ mesma temperatura como o FLUIDO de enseada. F - coeficiente de rendement capteur-echangeur de de

CHALEUR DE

S - fatoram de eficiencia del colector-termoextractor

COLETOR CHAPEOU (sol) . UMA folha de metal em um COLETOR SOLAR cuja funçăo primária é absorver como muito como possível da RADIAÇĂO SOLAR que alcança isto pela VITRIFICAÇĂO, enquanto perdendo como pequeno calor tăo possível quanto transfere + calor retido para o MÉDIO de TRANSFERĘNCIA de CALOR. F - placa collectrice S - PLACA COLECTORA

COLETOR ÂNGULO DE TOLDO (SOL) (MEAS). O ângulo entre o aplanam do horizonte e a superfície de um COLETOR SOLAR, geralmente usou para maximizar a COLEÇĂO de SOLAR RADIAÇĂO DE . F - INCLINAISON D'UN CAPTEUR S - ANGULO DE INCLINACION DEL COLECTOR

GÁS COMBUSTÍVEL (biocon) (cutuque). Gás de que vai burn. Isto inclui BIOGAS, PRODUTOR GAS, e outro VOLÁTIL FLUIDOS DE . F - gaz combustível S - suprem com gás combustível

CÂMARA de COMBUSTĂO (calor) . O lugar em um fogăo onde abastece está queimado. F - câmara de combustăo S - camara de combustăo

ZONA de COMBUSTĂO (cutuque) . A seçăo em um PRODUTOR GAS GERADOR de no qual o FEEDSTOCK está queimado. F - dividem em zonas combustăo de de S - zona de combustăo

VELA COMUM (vento) (arco) . UMA VELA de MOINHO DE VENTO que está coberta com um pano de tela. F - AILE DE MOULIN S - ASPA COMUN CONING

BARRO de COMPOSTED (biocon) BARRO de . que foi feito relativamente PATHOGEN-livre por COMPOSTING. Isto geralmente pode ser usado seguramente como fertilizante. F - BOUES COMPOSTEES S - COMPOSTE DE LODOS CLOACALES

COMPOSTING (biocon) . DECOMPOSIÇĂO AERÓBIA de ORGÂNICO MATTER. O material resultante é usado como um fertilizante. F COMPOSTAGE DE -

S COMPOSTE DE -

COMPONHA O COLETOR PARABÓLICO (SOL). UM tipo de COLETOR SOLAR que usa REFLETORES parabólicos. F que - capteur parabolique compőem S - COLECTOR PARABOLICO COMPUESTO

COLETOR CONCENTRANDO (SOL). UM COLETOR SOLAR que usa REFLETORES de para concentrar RADIAÇĂO DIRETA do sol sobre um ABSORVENTE estreito CHAPEOU para produzir intenso calor. F capteur de - uma concentraçăo [1] S - COLECTOR CONCENTRADOR

PHOTOVOLTAIC ARRAY CONCENTRANDO (SOL). UMA série de lentes ou espelhos concentravam RADIAÇĂO SOLAR sobre PHOTOVOLTAIC CELAS nas quais convertem a luz solar Eletricidade de . A luz solar concentrada aumenta o Produçăo de de cada cela, reduzindo o número total assim de, Celas de exigiram produzir uma determinada quantia de eletricidade. (também Veja: PHOTOVOLTAIC ORDEM) F - groupe photovoltaique de concentraçăo S - CONJUNTO CONCENTRADOR FOTOVOLTAICO

COLETOR TÉRMICO CONCENTRANDO (SOL). (SEE: CONCENTRANDO COLETOR DE ) F - capteur thermique uma concentraçăo S - COLECTOR TERMICO CONCENTRADOR

CONCENTRAÇĂO (gen) . que A quantia de uma substância conteve em um FLUIDO por volume de unidade. F concentraçăo de -

S CONCENTRACION DE -

CONDENSADOR (gen) (impl) . UM dispositivo mudava um vapor em um líquido. que Isto ou pode ser feita expondo arejam um tubo que contém vapor, ou passando o tubo por uma JAQUETA de ÁGUA. F CONDENSEUR DE -

S CONDENSADOR DE -

CONDUÇĂO (calor) . Heat transferem de contato direto entre um corpo quente e um corpo frio. F conduçăo de -

S CONDUCCION DE -

CONING (vento) . A prática de inclinar para cima o CABO de VENTO de uma MÁQUINA de VENTO a um ângulo pequeno. F FUSELER DE -

S - MOVIMIENTO DE LA PALA

DIGESTĂO CONTÍNUA

DIGESTĂO CONTÍNUA (BIOCON). A alimentaçăo contínua de BIOMASSA de em um BIOGAS DIGESTER, com a remoçăo de um volume equivalente de EFFLUENT. que O processo normalmente é começou com a adiçăo de um SEED. que pode levar vários DETENÇĂO TEMPO antes do processo se torna steady. Para muitos propósitos, isto é um mais EFICIENTE e conveniente processam que GRUPO Processos de DIGESTION. que envolvem diariamente Adiçăo de e remoçăo săo descritas mais corretamente como semi-contínuo. F - digestăo en continu S - digestăo quantidades contínuas FLUXO CONTÍNUO DIGESTER (BIOCON). UM DIGESTER em qual BIOMASSA de pode ser carregada e gás e EFFLUENT recuperaram sem descontinuar digestăo. F - digesteur um continu de fluxo S - digestor de circulacion quantidades contínuas

PROCESSO CONTÍNUO (BIOCON). (SEE: DIGESTĂO CONTÍNUA) F - TRAITEMENT EN CONTINU S - PROCESO CONTINUO

CONTÍNUO AINDA (alc) . Um ÁLCOOL AINDA em qual TRITURA pode ser carregado e ÁLCOOL recuperou sem descontinuar álcool produçăo. F alambic de - uma destilaçăo continua S - ALAMBIQUE CONTINUO

ATMOSFERA ARDENTE CONTROLADA (FOS). Uma atmosfera em que lubrifica ou gás natural está queimado com só bastante oxigęnio para impedir para todo o carbono de ser consumed. O recuperou carbono pode ser usado como um combustível. F atmosfera de - um controlee de combustăo S - atmosfera de combustăo controlada

TRANSMISSĂO (calor) . A transferęncia de calor entre um local ou superfície e outro pelo movimento de um calor-levar FLUIDO DE . Also, a transferęncia de calor dentro um Fluido de por movimentos dentro do fluido. F transmissăo de -

S CONVECCION DE -

REFRIGERADOR DE AR DE TRANSMISSĂO (REFRIG). UM refrigerador non-elétrico que depende da circulaçăo natural de ar. F - refroidisseur paridade transmissăo d'air S - ENFRIADOR DE AIRE POR CONVECCION

PROCESSO de CONVERSĂO (gen) . UM processo por qual ENERGIA é convertido de uma forma a outro, como PONTO LUMINOSO, ENERGIA de em calor ou energia elétrica. F conversăo de -

S - proceso de conversăo

FOGĂO (alc) . UM tanque aquecido com um AGITADOR que aquece + TRITURE como parte do processo de produçăo de ÁLCOOL. F - CHAUDIERE DE CUISSON S - CALDERA DE COCCION CROSS-FLUXO TURBINA

COZINHANDO (alc) . UM aquecimento e processo ativo que quebram abaixo grânulos de GOMA, fazendo a goma assim disponível para a liquefaçăo e SACCHARIFICATION pisa do ÁLCOOL de processo industrial. F CUISSON DE -

S COCCION DE -

COZINHE FOGĂO (biocon) . Um aparato no qual combustível está queimado para produzir calor por cozinhar. F CUISINIERE DE -

S ESTUFA DE -

CO-PRODUTO (alc) Substâncias de . que săo o resultado da produçăo de ETHANOL através de FERMENTAÇĂO. F COPRODUIT DE -

S COPRODUCTO DE -

METAL DE CORRUGATED O COLETOR SOLAR (SOL). UM tipo de SOLAR COLETOR de que usa um metal de corrugated como seu ABSORVENTE PLATE. que O metal normalmente é pintado com PRETO PLANO PAINT. F - CAPTEUR SOLAIRE EN TOLE ONDULEE S colector de - corrugado de metal de de solar

COBERTURA (SOL) . (SEE: GLAZING) F REVETEMENT DE -

S REVESTIMIENTO DE -

PRATO de COBERTURA (sol) . O material transparente colocou em cima de um COLETOR-ABSORVENTE PRATO de forma que perda de calor para a atmosfera está reduzido e uma maior fraçăo do SOLAR RADIAÇĂO de é colecionada como calor de useable. F - placa de couverture S - PLACA REVESTIDORA

ÓLEO de CREOSOTO (gen) . UM subproduto de produçăo de CARVĂO por DISTILLATION. pode ser usado como um preservativo para protegem madeira de térmitas, umidade, etc. F - huile de creosoto S - ACEITE DE CREOSOTA

CRETAN SAIL MOINHO DE VENTO (vento). (SEE: CRETAN MOINHO DE VENTO) F MOULIN DE - UM CRETOIS DE AILES S - molino de viento cretanas de aspas contra

<FIGURA;>

MOINHO DE VENTO de CRETAN (vento) . UM tipo de VELA de EIXO HORIZONTAL ROTOR MOINHO DE VENTO que geralmente tem quatro fixo, triangular SAILS. moinhos de vento de Cretan săo principalmente usados para baixo-erga molham bombeando. F moulin de - um cretois de abertura S - MOLINO DE VIENTO CRETANO

CRUZ (vento) (arco) . UM apoio de ferro de cruciform para a vela Assembléia de , usado como uma alternativa para o FIM de VOTAÇĂO. F CROIX DE -

S - ASPA DE HIERRO

TURBINA DE CRUZ-FLUXO (HYDR) . (SEE: BANKI TURBINA) F turbina de - um ecoulement radial S turbina de - tambor de de de rodete contra

CROSSWIND

CROSSWIND (vento) . Winds que sopra transversalmente ŕ direçăo do fluxo de vento. F - desabafam travers de de S - VIENTO DE COSTADO

CULTURA (bio) . UMA preparaçăo que contém micro-organismos que está crescendo em um médio. F - caldo de cultura S CULTIVO DE -

XÍCARA ANEMÔMETRO

ANEMÔMETRO de XÍCARA (vento) (meas). Um ANEMÔMETRO com tręs ou quatro xícaras que giram com o vento para medir vento aceleram. F anemômetro de - um coquilles S - ANEMOMETRO DE TAZAS

<FIGURA;>

XÍCARAS

XÍCARAS (hydr) Tigela de . amoldou LÂMINAS achadas em RODAS de PELTON e outros tipos de TURBINAS de IMPULSO. F GODETS DE -

S TAZAS DE -

<FIGURA;>

MEIO-FIO (vento) (arco) . Em AVENTAL MOE e MOINHOS de TORRE, o beira de madeira circular ou parede chapearam apoiando o revolvendo Boné de . F - CHEMIN DE GLISSEMENT S apoyo de - circular

ATUAL (elec) . O FLUXO de elétrons por um condutor. F COURANT DE -

S CORRIENTE DE -

CORTE-EM VELOCIDADE (vento) . A VELOCIDADE de VENTO a qual um VENTO MÁQUINA de é ativada. F - VITESSE D'ENCLENCHEMENT S - VELOCIDAD DE ACCIONAMIENTO

CORTE-FORA VELOCIDADE (vento) . A VELOCIDADE de VENTO a qual um VENTO MÁQUINA de se mostra do wind. (também Veja: BATERIA DE

CUT-FORA) F - VITESSE DE DISJONCTION S - VELOCIDAD DE INTERRUPCION

CILINDRO (hydr) . Em sistemas hidráulicos, um curto, buraco metal tubo que contém um pistăo, vara de pistăo, e fim marca, e provido com um sistema permitir a entrada e saída de FLUIDOS. F cilindro de -

S CILINDRO DE -

D

REPRESA (hydr) . UMA estrutura na que detém o FLUXO de água um CANAL aberto ou watercourse. POWER aumento de represas o nivelam de fluxos ou rios criar ou concentrar CABEÇA para propósitos de poder. F - barragem S - REPRESA

<FIGURA;>

ABAFADOR (calor) . UM prato móvel ou outro dispositivo por regular + ar-fluxo e taxa ardente em um stove. é localizou freqüentemente ou dentro do fogăo ou no CANO DE CHAMINÉ transportam. F - REGISTRE S - TIRO DE DE DE REGULADOR

<FIGURA;>

DARRIEUS ROTOR MOINHO DE VENTO (vento). UM VENTO DE EIXO VERTICAL MÁQUINA de que tem muito tempo, emagreça, LÂMINAS volta-amoldadas conectaram ao topo e fundo do CABO de VENTO. F - eolienne um de de rotor Darrieus S - molino de viento de rotor Darrieus

<FIGURA;>

DC (elec) Abreviaçăo de . para CORRENTE DIRETA. F - CC S - C.C.

DDG (alc) Abreviaçăo de . para os GRĂOS SECADOS de DESTILADOR. (Veja: OS GRĂOS DE DESTILADOR DE ) F - GSB S - G.S.D. DEADMAN

DDGS (alc) Abreviaçăo de . para os GRĂOS SECADOS de DESTILADOR e SOLUBLES. (o GRĂO de Destilador de See:) F - G.S.B.S. S - G.S.D.S.

ESPAÇO DE AR MORTO (CONSTR) (SOL). Uma área vazia dentro o Paredes de de um edifício no qual o ar permanece imóvel e atos como insulation. espaço de ar Morto pode ser incluído em COLETOR SOLAR entre o ABSORVENTE CHAPEOU e o ENVIDRAÇANDO, entre vitrificaçőes, e na COBERTURA. F - INERTE DE D'AIR DE ESPACE S - aire de de de espacio nenhum renovado

MEIO-FIO MORTO (vento) (arco) . UMA borda que apóia o BONÉ de um MOINHO DE VENTO de sem a interposiçăo de RODAS ou ROLOS. F - chemin dormente S - REBORDE

DEADMAN (vento) . UM tronco ou uma massa de concreto ou aço enterrou no chăo para o qual o SUJEITO TELEGRAFA por apoiar sobressai e postes săo fixos. F - d'ammarage de fixe de ponto S - ANCLAJE DE DE DE MACIZO

<FIGURA;>

DECOMPOSIÇĂO

DECOMPOSIÇĂO (bio) (chem) . Decay de ASSUNTO ORGÂNICO devido a a açăo de BACTERIA. Also a separaçăo de uma substância em seu componente separa por açăo química. F - decomposiçăo S - DESCOMPOSICION

BATERIA de CICLO FUNDA (elec) (vento). UMA BATERIA que pode ser carregou completamente e descarregou sem encurtar seu Vida de . Eles săo freqüentemente usados com GERADORES de VENTO. F - batterie de um profond de ciclo S - BATERIA DE GRAN CICLO

DIA DE GRAU QUE ESFRIA (GEN) (MEAS). para o que UMA medida usou avaliam o verăo exigęncias refrescantes de um determinado Local de . Cada grau que a temperatura diária é sobre 75 [graus] F (24 [graus] C), um dia de grau refrescante é contado. F - REFROIDISSEMENT DE DE DE DEGRE-JOUR S - GRADO-DIA DE DE DE ENFRIAMIENTO

DIA DE GRAU QUE AQUECE (GEN) (MEAS). para o que UMA medida usou determinam o inverno que aquece exigęncias de um determinado Local de . Cada grau que a temperatura diária é debaixo de 65 [graus] F (19 [graus] C) é um dia de grau de aquecimento. F - CHAUFFAGE DE DE DE DEGRE-JOUR S - GRADO-DIA DE DE DE CALEFACCION DIGESTED SLURRY

DESIDRATAÇĂO (gen) . A remoçăo de umidade de um Substância de . F - DESHYDRATATION S - DESHIDRATACION

DESNATURE (alc) . O processo de somar uma substância, freqüentemente, METANOL de , para ETHANOL fazer isto impróprio para humano Consumo de . F - DENATURER S - DESNATURALIZAR

DEPHLEGMATOR (ALC) . (ÁLCOOL DE SEE: AINDA) F - DEFLEGMATEUR S - DESFLEGMADOR

CARGA de CALOR de DESÍGNIO (calor) (meas). A perda de calor total de um que constrói durante o inverno mais severo condiciona o É provável que construir experimente. F - nominale de thermique de custo S - CARGA DE CALEFACCION PREVISTA

DESSICANT (gen) . UMA substância com uma afinidade para água, usou para propósitos secantes. F - DESSICCATIF S - DESECANTE

DESTILAÇĂO DESTRUTIVA (ALC) (GEN). O aquecimento, DECOMPOSIÇĂO, e DESTILAÇĂO subseqüente de FLUIDOS de ASSUNTO ORGÂNICO (por exemplo, produçăo de METANOL de madeira). F - destilaçăo destrutivo S - DESTRUCTORA DE DESTILACION

TEMPO DE DETENÇĂO (BIOCON) (MEAS). A quantia de tempo que que material entrante é retido em um BIOGAS DIGESTER. F - retençăo de de de temps S - DETENCION DE DE DE PERIODO

RADIAÇĂO DIFUNDIDA (sol) . luz solar Indireta, se espalhada, que năo lança nenhum shadow. Isto é o oposto de DIRIJA RADIAÇĂO DE . F - DIFFUS DE RAYONNEMENT S - DIFUSA DE RADIACION

DIFUSĂO (chem) . O processo por qual uma substância de um maior CONCENTRAÇĂO mistura com uma substância de um menos Concentraçăo de para produzir uma mistura uniforme. F - difusăo S - DIFUSION

BARRO DIGERIDO (biocon) . O resíduo que permanece depois DIGESTĂO DE . Digested barro contém algum INDIGESTO SÓLIDOS de e ASSUNTO ORGÂNICO estabilizado. F - DIGEREES DE BOUES S - DIGERIDO DE SEDIMENTO

SLURRY DIGERIDO (BIOCON) . (SEE: DIGESTED BARRO) F - DIGEREE DE BOUE S - DIGERIDO DE FANGO

DIGESTER

DIGESTER (biocon) . O tanque em qual DIGESTĂO ANAERÓBIA acontece. F - DIGESTEUR S - DIGESTOR DIGESTER TANK (bio) . A área de reservatório em um BIOGAS DIGESTER em qual DIGESTĂO de objetos pegados de ASSUNTO ORGÂNICOS colocam. normalmente tem um pouco de gás que celebra capacidade, e provę Para a coleçăo e remoçăo de ESPUMA e BARRO DE . F - digesteur de reservatório S - DIGESTOR DE TANQUE

DIGESTĂO (biocon) . O processo pelo qual ASSUNTO ORGÂNICO é decompôs pela açăo de BACTÉRIAS ANAERÓBIAS, enquanto produzindo METANO de e fertilizante de alto-grau. F - digestăo S - digestăo

TAXA DE DILUIÇĂO (BIOCON) (MEAS). A freqüęncia com que É acrescentada água de a um BIOGAS DIGESTER. F - diluiçăo de de de taux S - DILUCION DE DE DE TASA

CONVERSĂO DIRETA (sol) . A transformaçăo de luz solar para Eletricidade de sem um ciclo termodinâmico interveniente. F - directe de conversăo S - directa de conversăo

CORRENTE DIRETA (elec) . UM FLUXO contínuo, um-direcional de eletricidade, como isso de um BATTERY. Commonly, abreviou como dc. F - CONTINU DE COURANT S - quantidades contínuas de corriente

SISTEMA DE GANHO DIRETO (SOL) . (SEE: DIRECT GANHO SOLAR) F - ganhe dirija, de de systeme S - SISTEMA DE GANANCIA DIRECTA

MÉTODOS DIRETOS DE AQUECIMENTO SOLAR (SOL). técnicas de AQUECIMENTO SOLARES no qual RADIAÇĂO SOLAR entra em um edifício por janelas e CLARABÓIAS e é apanhada dentro para esquentam um quarto. F - solaire de chauffage dirigem S - metodos directos de calefaccion solar

RADIAÇĂO DIRETA (sol) Luz solar de . que viajou um caminho direto do sol. It é o oposto de DIFFUSED RADIAÇĂO. F - rayonnement dirigem S - DIRECTA DE RADIACION

DIRIJA ENERGIA SOLAR (sol) ENERGIA de . adquiriu De conversăo de RADIAÇĂO DIRETA. F - DIRECTE DE SOLAIRE DE ENERGIE S - energia directa solar DOUBLE-ENVIDRAÇANDO

DIRIJA GANHO SOLAR (sol) . UM sistema de AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO em que RADIAÇĂO SOLAR atravessa e esquenta um quarto dentro uma habitaçăo antes de ser armazenada em MASSA TÉRMICA para longterm aquecimento. F - solaire de apport dirigem S - ganancia directa solar

TUBO DE DESCARGA (HYDR) (BIOCON). [1] O tubo por qual molham saídas de uma ÁGUA TURBINE. [2] A saída para EFFLUENT de um BIOGAS DIGESTER. F - [1] decharge de de de tubo; [2] d'evacuation de tuyau S - DESCARGA DE DE DE TUBO

DISTILLATE (alc) . A porçăo de um líquido que é afastado de um sólido ou semisolid como um vapor e CONDENSOU durante a DESTILAÇĂO process. ETHANOL é um distillate de MASH. FERMENTADO (também Veja: DISTILLATE SOLAR) F - DISTILLAT S - DESTILADO

DESTILAÇĂO (alc) . Uma evaporaçăo e recondensation processam por qual líquidos estăo separados em vários fraciona de acordo com o points. ETHANOL fervente deles/delas é separou através de destilaçăo de TRITURE e molhe. F - destilaçăo S - DESTILACION

COLUNA DE DESTILAÇĂO (ALC) . (SEE: STILL COLUNA) F - destilaçăo de de de colonne S - DESTILACION DE DE DE COLUMNA

O GRĂO SECADO DE DESTILADOR (DDG) (ALC). (DESTILADOR DE SEE:

GRAIN) F - granula brasserie de de de secs (GSB) S - GRANO SECO DE DESTILACION (GSD)

O GRĂO de DESTILADOR (alc) . UM subproduto de produçăo de ETHANOL. Once ethanol foi dirigido do TRITURE dentro um ÁLCOOL de AINDA, os sólidos restantes săo conhecidos como destilador granulam. Quando secou, estes grăos podem ser usados como proteína alta feed. animal o grăo de O destilador secada geralmente é abreviado como DDG. (Syn: CERVEJEIRO DE SECOU GRAIN) F - granula distillerie de de S - DESTILACION DE DE DE GRANO

DESTILADOR TRITURE (ALC) . (SEE: SPENT TRITURAM) F - MOUT DE DISTILLATEUR S - MEZCLA DE DESTILACION

CÂMARA DOBRO (biocon) . UM tipo de BIOGAS DIGESTER em que o GASHOLDER está separado do TANQUE de DIGESTER. F - câmara de dobra S - CAMARA DOBLE

DOBRAR-ENVIDRAÇANDO (sol) . [1] UMA cobertura para um COLETOR SOLAR que é feito de duas camadas de ENVIDRAÇAR materials. [2] Dobrar-copo janelas projetaram para servir como isolamento para Edifícios de . F - [1] vitre dobram; [2] vitrage dobro S - DOBLE DE VIDRIADO DOBRAR-SHUTTERED

DOBRAR-SHUTTERED (vento) (arco). PATENT VELAS ou FONTE SAILS provido com VENEZIANAS em ambos os lados do CHICOTE. F - volets dobro, um S - POSTIGO DE DOBLE

DOWNCOMER (alc) (impl) . UM componente de um ÁLCOOL AINDA. Quando água está separada de ÁLCOOL durante DESTILAÇĂO, a água cai para o fundo do AINDA COLUNA de por um tubo chamada um downcomer. F - DEVERSOIR S - DESCENSO DE DE DE TUBO

DOWNDRAFT (gen) (cutuque) . [1] UM tipo de PRODUTOR GERADOR de GÁS em qual ar e FLUXOS de gás do topo da COMBUSTĂO ZONE abaixo por para o bottom. [2] FORNOS ou outros tipos de fornos e fogőes em qual TRANSMISSĂO ou combustăo ar fluxos abaixo pelo dispositivo. F - [1] bas de en de tirage; [2] inverso de tirage S - DESCENDIENTE DE CORRIENTE

DOWNWIND (vento) . No oposto lateral a DIREÇĂO de VENTO. F - abertura de le de sous S - viento de el contra

<FIGURA;>

CAMA SECANTE

DESENHO (calor) . O FLUXO de ar por um FORNO, fogăo, forno, Lareira de , PRODUTOR GERADOR de GÁS, que Desenho de etc. afeta temperatura e taxa de combustăo. F - TIRAGE S - AIRE DE DE DE TIRO ARRASTE (vento) . Uma força aerodinâmica que retarda o movimento de lâminas de ROTOR de erguer-tipo, ou isso causa movimento de LÂMINA em MÁQUINAS de VENTO de ARRASTAR-TIPO. F - o aprendiz S - AERODINAMICA DE RESISTENCIA

SISTEMA de ARRASTAR-TIPO (vento) . VENTO MÁQUINAS que săo atuadas por aerodinâmico ARRASTE em um FLUXO de VENTO (por exemplo, SAVONIUS ROTOR DE ). F - tipo um aprendiz, du de systeme, S - SISTEMA DEL TIPO DE ARRASTRE

MÁQUINA de VENTO de ARRASTAR-TIPO (vento). UMA MÁQUINA de VENTO que gira sendo empurrada pelo vento em vez de sendo dirigida através de ELEVADOR forces. Este geralmente é um dispositivo lento-comovente. F - eolienne um aprendiz S - AEROGENERADOR DEL TIPO DE ARRASTRE

ESCOE ABAIXO COLETOR SOLAR (SOL). COLETOR SOLAR que se escoará para proteger contra automaticamente gelando. F - solaire de capteur um automatique de evacuaçăo S - colector drenaje contra solar

BIOMASSA SECA (gen) . BIOMASS. Umidade-livre é valioso porque pode ser armazenado convenientemente para períodos longos de tempo. (Veja also: SECAR DESPERDÍCIO ORGÂNICO) F - SECHE DE BIOMASSE S - SECA DE BIOMASA

TEMPERATURA DE SECAR-BOLBO (MEAS). A temperatura de ar como indicou por um termômetro standard, como contrastada com MOLHADO-BOLBO TEMPERATURA que depende de umidade atmosférica. Esta medida de temperatura AMBIENTE é usada dentro que projeta AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO e ESFRIANDO SOLAR Sistemas de . F - temperatura au termômetro segundo S - TEMPERATURA DE BOLA SECA

DIGESTĂO SECA (biocon) DIGESTĂO de . em qual mais que 10 Por cento de do SLURRY é material sólido. F - seche de digestăo S - seca de digestăo

CAMA SECANTE (biocon) . que Uma área preparou para EFFLUENT secante depois disto hs sido afastado de um METANO DIGESTER. Dried Podem ser usados effluent de como fertilizante ou como alimento animal. F - iluminou sechage de de S - SECADOR DE LECHO SEQUE DESPERDÍCIO ORGÂNICO

SEQUE DESPERDÍCIO ORGÂNICO (gen) . DESPERDÍCIO ORGÂNICO do que é livre Umidade de . para o que Este tipo de desperdício pode ser armazenado muito tempo Períodos de antes de ser usado como um combustível ou fertilizer. (Veja também: BIOMASSA SECA) F - SECS DE ORGANIQUES DE DECHETS S - SECOS DE ORGANICOS DE DESPERDICIOS

SLURRY SECO (biocon) . SLURRY que é mais que 10 por cento material sólido. F - SECHE DE BOUE S - SECO DE FANGO

VAPOR SECO (geo) . que Uma fonte de ENERGIA obteve quando água quente ferve em um reservoir. subterrâneo Como as elevaçőes a vapor, que algum disto condensa em rack. circunvizinho O uncondensed cozinham em vapor que alcança a superfície é chamada seque cozinham em vapor, e pode ser batida e pode ser usada em TURBINAS A VAPOR. F - SECHE DE VAPEUR S - seco de vapor

MÁQUINA de DUAL-COMBUSTÍVEL (auto) (gen). UMA gasolina ou diesel Máquina de equipou para operar em um combustível alternativo, ou alternadamente ou em combinaçăo (por exemplo, gasolina-BIOGAS, diesel-biogas, gasolina-madeira GÁS, diesel-madeira, suprem com gás). F - POLYCARBURANT DE MOTEUR S - motor um combustível de doble DYNAPOD

DUNG (bio). Manure, normalmente sem urina. Dried que esterco pode seja queimado diretamente como um combustível ou usado como um fertilizante. F - FUMIER S - ESTIERCOL

GÁS de ESTERCO (biocon) . (Veja: BIOGAS) F - FUMIER DE DE DE GAZ S - estiercol de de de gás

DÍNAMO (elec) . UM dispositivo por converter ENERGIA mecânica em energia elétrica através de induçăo eletromagnética. Săo adaptados freqüentemente Dínamos de para ser dirigida através de MOINHOS DE VENTO. (também Veja: ALTERNADOR DE ) F - dínamo S - DINAMO

DYNAPOD (gen) (impl) . UM PODER pedal-operado source. que é dirigia uma variedade de máquinas e dispositivos. F - DYNAPOD S - DYNAPOD

<FIGURA;>

E

FORNO de TERRA (calor) . UM FORNO relativamente ineficiente feito por que amontoa terra em cima dos materiais ser burned. Used dentro produçăo de CARVĂO tradicional. F - MEULE UM BOIS DE DE DE CHARBON S - TIERRA DE DE DE HORNO

<FIGURA;>

RODA EXCĘNTRICA (gen) . UMA roda na qual o eixo năo é a + ponto de centro, mas ligeiramente fora-centro. F - EXCENTRIQUE DE ROUE S - EXCENTRICA DE RUEDA

<FIGURA;>

ECONOMIZER (calor) . UM CALOR EXCHANGER que recupera calor de CANO DE CHAMINÉ supre com gás e usa isto para aquecer feedwater ou combustăo arejam. F - ECONOMISEUR S - ECONOMIZADOR ENERGIA CONSUMO

EFETIVIDADE (calor) (meas). A relaçăo de calor atual transferem em um CALOR EXCHANGER para o máximo possível aquecem transferęncia. F - EFFICACITE S - EFICACIA

EFICIĘNCIA (gen) . A relaçăo da produçăo de ENERGIA para o energia contribuiçăo. Eficięncia de normalmente é expressada como um Porcentagem de . F - RENDEMENT S - EFICIENCIA

EFFLUENT (biocon) . [1] SLURRY do que foi afastado um BIOGAS PLANTA. [2] esgoto Líquido depois de ter passado por qualquer fase em sua purificaçăo. F - EFFLUENT S - EFLUENTE

EMISSIVITY (sol) . A relaçăo de ENERGIA BRILHANTE emitida por um Corpo de para isso emitida por um BLACKBODY. perfeito UM perfeito Blackbody de tem um emissivity de um; um REFLETOR perfeito, um emissivity de zero. F - EMISSIVITE S - EMISIVIDAD

EMITTANCE (sol) (meas) . UMA avaliaçăo da habilidade de um Material de para emitir calor como ENERGIA BRILHANTE. F - EMITTANCE S - EMITANCIA

ENERGIA (gen) . A capacidade de um corpo para trabalhar; PODER em Açăo de . F - ENERGIE S - ENERGIA

CAPACIDADE DE ENERGIA DE UM DISPOSITIVO ELETRICIDADE-PRODUTOR (GEN) (MEAS). A quantia de máximo de eletricidade que um dispositivo eletricidade-produtor pode produzir abaixo o melhor conditions durante um determinado período. ENERGIA capacidade é determinou pela EFICIĘNCIA mecânica do dispositivo. F - CAPACITE ENERGETIQUE D'UN DISPOSITIF PRODUISANT DU COURANT DE

S - CAPACIDAD ENERGETICA DE UN APARATO PRODUCTOR DE ELECTRICIDAD DE

CONSERVAÇĂO de ENERGIA (gen) . Practices e medidas que aumentam a EFICIĘNCIA com que ENERGIA é usada ou produziu. F - l'energie de de de conservaçăo S - ENERGIA DE DE DE CONSERVACION

CONSUMO de ENERGIA (gen) . no que A quantia de ENERGIA consumiu a forma na qual é obtido pelo user. Este termo exclui geraçăo elétrica e perdas de distribuiçăo. também é chamado consumo de energia líquido. F - D'ENERGIE DE CONSOMMATION S - ENERGIA DE DE DE CONSUMO CONVERSĂO DE ENERGIA

CONVERSĂO de ENERGIA (gen) . O ato de ENERGIA variável de uma forma para outro (por exemplo, ENERGIA de VENTO para mecânico Energia de ).

ENERGIA CONVERSĂO DE PRÁTICO, RENOVÁVEL ENERGIA SISTEMAS - Eficięncia de Máximo

Wind Gerador 40% Água Turbina Mecânica 68-93% Electrical Steam Planta de Poder 40%

Moinho de vento de Mecânico 20-30% Mechanical WATERWHEEL 70-85%

Solar Coletor 40-60% Corrente térmica de Plana Concentrator 80-90% (Calor)

Químico Wood Combustăo Queimador Corrente térmica de 85% maximum (Calor)

Bateria de Química 80% (Armazenamento) Electrical

Biogas Digester Químico 40-60% Substância química de

F - l'energie de de de conversăo S - energia de de de conversăo

FATOR de PADRĂO de ENERGIA (vento). A relaçăo do disponível ENERGIA de em todos os ventos em um local particular em cima de um certo período de tempo para a energia que seria disponível se a VELOCIDADE de VENTO em cima daquele período de tempo seja constante ŕ velocidade de vento má em cima daquele período de cronometram. F - coeficiente de diagramme energetique S - fator energetico del viento

PRODUTOS de ENERGIA (gen) Combustíveis de . que podem ser usados para produzir ENERGIA DE . Also, os subprodutos que resultam quando combustíveis săo produziu. F - energetiques de combustíveis S - ENERGETICOS DE PRODUCTOS

ARMAZENAMENTO DE ENERGIA (GEN) (MEAS). A habilidade para converter ENERGIA em outras formas, como calor ou uma reaçăo química, de forma que isto pode ser recobrado para use. Also posterior o Desenvolvimento de , desígnio, construçăo, e operaçăo de Dispositivos de por armazenar energia até needed. A tecnologia inclui dispositivos como baterias, armazenamento bombeado para geraçăo hidroelétrica e gás comprimido. F - L'ENERGIE DE DE DE STOCKAGE S - ENERGIA DE DE DE ALMACENAMIENTO

ENCARECIMENTO (sol) . Increasing a quantia de luz solar transmitiu pela VITRIFICAÇĂO em um COLETOR SOLAR pelo uso de um REFLETOR. F - RENFORCEMENT S - INTENSIFICACION

EQUINÓCIO DE

ARMAZENAMENTO DE ENERGIA RENOVÁVEL

Armazenamento de

Storage Efficien - Especializaçăo Perda (* ) (* *) cy de Medium (%) Características de A B

SOLAR Água 75-90 Vazamentos (therma] 2 1 (Heat) & físico) Earth varies de Escoa (thermal) 1 1 Rock 60-80 Leaks (térmico) 2 2 Salt Hy- 75-95 Material de Fratura- 3 3 Drates de abaixo

WIND/WATER Pumped 50-70 Evaporaçăo de 1 2 (Mechanical) Água de Fricçăo de

Compressed 40-50 Leaks 2 2 Air (Fricçăo de com-

apertou)

WIND/WATER Bateria 70-85 Internal 3 3 (Electrical) Descarga de

METHANE Tanque Leaks 1 2 Tank (com- 50-60 3 3 apertou)

ALCOHOL Tanque Vazamentos de

Evaporaçăo de 1 1

() UM Cost 1 Relativo. Negligible 2. Intermediário ( *) Grau de B de Complexity 3 Mecânico. Considerable

HYDROLYSIS ENZIMÁTICO (alc) . O uso de ENZIMAS para converter STARCH em sugars. simples Esta é uma fase na produçăo de ETHANOL. F - ENZYMATIQUE DE SACCHARIFICATION S - ENZIMICA DE HIDROLISIS

ENZIMAS (chem) (alc) . substâncias Orgânicas que săo produzidas nas celas de organismos vivos, e qual causa específico que Enzimas de changes. químicas săo produzidas através de BACTÉRIAS ou FUNGOS e é usado no liquefication e SACCHARIFICATION pisa de produçăo de ÁLCOOL. F - enzimas S - ENZIMAS EOLIAN (vento) . De, relativo a, formou por, ou depositou por + vento ou ar currents. (Syn: AEOLIAN) F - EOLIEN, EOLIENNE, S - EOLICO

EQUINÓCIO (sol) . Qualquer um de duas vezes de ano quando o sol ignora o equador celestial e quando o comprimento de Dia de e noite săo quase iguais. F - EQUINOXE S - EQUINOCCIO

ETHANOL

ETHANOL (alc) . UMA combinaçăo orgânica Inflamável (C[H.sub.3]C[H.sub.2]OH) formou durante açúcar FERMENTATION. que também é chamado Álcool etílico de , ÁLCOOL de GRĂO, ou simplesmente ÁLCOOL. F - ETHANOL S - ETANOL

ÁLCOOL ETÍLICO (ALC) . (SEE: ETHANOL) F - ETHYLIQUE DE ALCOOL S - etilico de álcool

EUTECTIC SALTS (calor) . Heat que armazena sais aos que derretem um relativamente baixo temperature. Eles absorvem quantidades grandes de calor quando eles fazem que Calor de melt. é libertado quando o salga geada. F - EUTECTIQUES S - eutecticos de vendas

COLETOR DE TUBO EVACUADO (SOL). COLETOR SOLAR que usa um vazio para separar o ABSORVENTE PLATE. Isto COLETOR de é altamente EFICIENTE mas muito caro. F - capteur um vide de tubo S - colector vaciado de tubo contra

EVAPORATIVE COOLING (REFRIG). A troca de calor de arejam a um spray de água ou superfície molhada por um reversível process. Air TERMODINÂMICO transcurso pela água é esfriou como a água evaporates. que O processo pode ser inverteu condensando o vapor em uma superfície fresca. F - evaporaçăo de paridade de refroidissement S - EVAPORANTE DE ENFRIAMIENTO

AR de EXCESSO (calor) . Air que atravessa uma COMBUSTĂO ZONE mais da quantidade teoricamente requerida para combustăo completa. F - D'AIR DE EXCES S - EXCESIVO DE AIRE

RADIAÇĂO SOLAR EXTRATERRESTRE (SOL) (MEAS). A quantia de RADIAÇĂO SOLAR que golpearia uma superfície se isso se aparecem estava fora do atmosphere. da Terra (também Veja: CLAREZA ÍNDICE) F - EXTRATERRESTRE DE SOLAIRE DE RAYONNEMENT S - radiacion extraterrestre solar F

F (meas) Abreviaçăo de . para FAHRENHEIT. F - F S - F

FAHRENHEIT (meas) . A balança de temperatura em qual água gela ŕs 32 [graus] F e fervuras ŕs 212 [graus] Temperaturas de F. do que balança de Fahrenheit pode ser convertida a temperaturas equivalentes no CENTÍGRADO ou balança Centígrada subtraindo primeiro 32 [graus] da temperatura de Fahrenheit, entăo, que multiplica o resultado antes das 5/9 de acordo com a fórmula: (F -32) X 5/9 = C. F - Fahrenheit S - Fahrenheit

CAIA VENTO (vento) . UM forte, frio, em declive vento. F - catabatique de abertura S - VIENTO DE DE DE RACHA

CAUDA DE LEQUE (vento) (arco) . UM ROTOR pequeno, secundário fixou a um corrigem ângulo ao ROTOR principal de um MOINHO DE VENTO prover + PODER de motivo para virar o BONÉ para enfrentar o vento. F - GOUVERNAIL S - TIMON

CULTIVE MOINHO DE VENTO (vento) . UM MOINHO DE VENTO de multi-BLADED que é baseado em um desígnio americano Cedo e é principalmente usado por água bombear. F - FERME DE DE DE EOLIENNE S - viento de de de molino rural

<FIGURA;>

PENA (vento) . Turning as VELAS ou o ROTOR de um VENTO MÁQUINA de fora do vento proteger o dispositivo de danificam de VELOCIDADES de VENTO altas. F - DRAPEAU DE EN DE METTRE S - BANDOLERA DE EN DE PONER

MECANISMO EMPENANDO (vento) (impl). UM mecanismo em um MOINHO DE VENTO de do que automaticamente se mostra as LÂMINAS o arejam quando ventos também săo strong. que Isto reduz a velocidade o moinho de vento, que protege isto de dano em ventos altos. F - MECANISME DE MISE EN DRAPEAU S - MECANISMO DE PUESTA EN BANDOLERA

ALIMENTE (GEN) . SEE: FEEDSTOCK) F - alimentaçăo S - ALIMENTO

FEEDSTOCK (gen) . O ASSUNTO ORGÂNICO cru, como grăo, Fruta de , ESTERCO, ou outra BIOMASSA, usado como o INFLUENT em a FERMENTAÇĂO ou processos de DIGESTĂO. F - d'alimentation de custo S - organica de prima de materia

CULTIVE MOINHO DE VENTO

FIRE TIJOLO

FENESTRAÇĂO (sol) . Uma abertura em um edifício que admite iluminam ou ar. F - fenestraçăo S - VENTANAJE FERMENTO (biocon) . UMA transformaçăo ou DECOMPOSIÇĂO de ASSUNTO ORGÂNICO pelo efeito catalítico de ENZIMÁTICO Açăo de . para causar ou sofrer a açăo de FERMENTAÇĂO. F - FERMENTER S - FERMENTAR

FERMENTABLE SUGAR (ALC) . (SEE: MONOSACCHARIDE) F - FERMENTABLE DE SUCRE S - FERMENTABLE DE AZUCAR

FERMENTAÇĂO (alc) (chem) . [1] UMA sucessăo biológica de reaçőes ENZIMÁTICAS que convertem açúcares a gás carbônico e ÁLCOOL na ausęncia de OXYGEN. GRÁTIS O termo geralmente recorre a metabolismo na ausęncia de oxigęnio. [2] O processo pelo qual FERMENTO muda açúcar para ÁLCOOL de na ausęncia de air. [3] O processo de mudança química em ASSUNTO ORGÂNICO trazido aproximadamente por organismos vivos. F - fermentaçăo S - FERMENTACION

PERÍODO DE FERMENTAÇĂO (GEN) (MEAS). O comprimento de tempo requereu para uma substância para FERMENTAR. F - fermentaçăo de de de duree S - FERMENTACION DE DE DE PERIODO

TANQUE de FERMENTAÇĂO (alc) . O recipiente em qual FERMENTAÇĂO acontece em uma ETHANOL produçăo operaçăo. F - fermentaçăo de de de cuve S - FERMENTACION DE DE DE TANQUE

FERMENTER (GEN) . (SEE: FERMENTAÇĂO TANQUE) F - FERMENTEUR S - FERMENTADOR

VÁ BUSCAR ÁREA (vento) . A área geográfica em cima de qual o vento passa logo antes alcançar um VENTO MACHINE. Isto é considerou na seleçăo de um local para um vento-deu poder a Dispositivo de . F - abertura de du de portee S - expuesta de extensăo

INCENDEIE ATRÁS (constr) . que UM prato de metal começou uma CHAMINÉ para controlar + DESENHO de parte de trás de chamas. F - CONTRE-FEU S - REFRACTARIO DE RESPALDO

FORNALHA (gen) . A área em um fogăo, forno, ou PRODUTOR GAS GERADOR no qual combustăo acontece. F - combustăo de de de câmara S - REFRACTARIA DE CAJA

TIJOLO de FOGO (constr) . UM tipo de tijolo com um derretimento alto Ponto de que é usado para revestir CANOS DE CHAMINÉ, CHAMINÉS, fornos, e lareiras. F - REFRACTAIRE DE BRIQUE S - REFRACTARIO DE LADRILLO FIXO-CÚPULA DIGESTER

FIXO-CÚPULA DIGESTER (BIOCON). UM BIOGAS DIGESTER em qual + gasholder é uma parte integrante do digester, em lugar de um GÁS FLUTUANTE CAP. que Este tipo de digester é normalmente usado para produzir METANO de fertilizer. é considerado um subproduto. F - digesteur um fixe de cúpula S - DIGESTOR DE SOMBRERETE FIJO

PINTURA PRETA PLANA (sol) . UMA pintura de preto de nonglossy com um ABSORPTANCE relativamente alto. F - companheiro de noire de peinture S - UNIFORME DE NEGRA DE PINTURA

APARTAMENTO-PRATO O COLETOR SOLAR (SOL). UM dispositivo que usa um ABSORVENTE PRATO para COLECIONAR RADIAÇĂO SOLAR sem Ajuda de de dispositivos para concentrar os raios do sol. F - solaire de capteur um plano de panneau S - colector lisa de placa de de solar

FLUTUE (hydr) . O BALDE de uma RODA de ÁGUA. F - AUBE S - PALETA [1]

BONÉ de GÁS FLUTUANTE (biocon) . UMA tampa em cima de um BIOGAS DIGESTER que sobe ou cai com a produçăo de METANO. F - CLOCHE UM FLOTTANTE DE GAZ S - MOVIBLE DE SOMBRERETE

<FIGURA;> FOCUSING COLETOR

FLUXO (gen) . O volume de uma substância que passa um ponto por unidade tempo (por exemplo, metros por segundo, galőes por hora, etc.) F - débito S - FLUJO

DESÍGNIO de FLUXO (hydr) (meas) . A taxa de FLUXO a qual um TURBINA de é projetada para operar. F - débito nominal S - FLUJO DE DE DE DISENO

CANO DE CHAMINÉ (const) . UMA passagem em uma CHAMINÉ que desabafa gases produziu durante combustion. O cano de chaminé abrindo pode ser regulou para controlar o DESENHO no forno ou fogăo, que muda a taxa de combustăo assim. F - CARNEAU S - HUMOS DE DE DE CONDUCTO

GÁS de CANO DE CHAMINÉ que SECA (calor) . secando TÉRMICO que usa gases dentro um CANO DE CHAMINÉ de como a fonte de calor. F - SECHAGE AU GAZ DE CARNEAU S - por de secado supre com gás conducto de del

FLUIDO (gen) . Qualquer substância que FLUI, como um líquido ou suprem com gás. Fluidos de diferem de sólidos nisso que eles năo podem resistem a mudanças na forma deles/delas quando agiu em por um forçam. F - FLUIDE S - FLUIDO

CAMA de FLUIDIZED GASSIFIER (cutuque). UM tipo de PRODUTOR GAS GERADOR de no qual ar FLUI para cima por uma cama de partículas de combustível adequadamente-de tamanho rápido bastante balizar o Partículas de e lhes dá um aparecimento de grande agitaçăo. As partículas de combustível geralmente săo small. Este tipo de combustăo reduz o enxofre-dioxide emissőes quando Carvăo de está queimado. F - gazogene um fluidise iluminado S - GASIFICADOR EN LECHO FLUIDIZADO

FLUME (hydr) . [1] UMA RAÇA DE CABEÇA na forma de um cocho ou CANAL de que leva água a uma ÁGUA WHEEL. [2] UM Via fluvial de , normalmente fez de madeira e freqüentemente apoiou em um Cavalete de que carrega água ser usada para PODER Transporte de , etc. F - [1] coursier; [2] d'amenee de canal S - CANALETA

FLYWHEEL (gen) (impl) . UM elemento giratório prendeu o Cabo de de uma máquina para manter velocidade angular uniforme e revoluçőes por minuto. F - VOLANT S - VOLANTE

COLETOR FOCALIZANDO (sol) . UM tipo de COLETOR SOLAR que focaliza os raios do sol em um ponto de sinqle. F - capteur uma concentraçăo [2] S - ENFOCANTE DE COLECTOR DOBRA-PARA CIMA REFLETOR

DOBRA-PARA CIMA REFLETOR (sol) . UM tipo portátil de espelho dobradiço usou em FOGŐES SOLARES para refletir luz solar. F - reflecteur flexível S - plegable de refletor

PÉ-LIBRA (gen) (meas) . para o que A quantia de ENERGIA requereu erguem uma libra de uma substância um pé. F - PIED-LIVRE S - libra-torta

TRANSMISSĂO FORÇADA (calor) . O uso de uma bomba ou soprador para controlam o FLUXO de calor em um FLUIDO aquecido (por exemplo circulando ar morno em um quarto ou morando com uma bomba ou Soprador de ). F - forcee de transmissăo S - FORZADA DE CONVECCION

COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS (fos) . Nonrenewable, naturalmente-acontecendo, abastece de MATTER. ORGÂNICO Estes incluem carvăo, cru, lubrificam, e gás natural. F - fossiles de combustíveis S - fosiles de combustíveis

COLUNA de FRACTIONATING (alc) . UM tubo vertical ou coluna prendeu a um SILĘNCIO de ÁLCOOL com o que está normalmente cheio que empacota ou cruzou com plates. Um REFLUX interno resulta em uma separaçăo entre a ebuliçăo alta e baixa fraciona dentro do column. Esses com a mais baixa ebuliçăo apontam DESTILE out. (também Veja: COLUNA DE DESTILAÇĂO) F - FRACTIONNEMENT DE DE DE COLONNE S - FRACCIONAR DE DE DE COLUMNA LENTE DE FRESNEL

FRANCIS TURBINE (hydr) . UMA TURBINA de ÁGUA na que opera um mogem ou CABEÇA média e é instalada freqüentemente dentro grande Água de plants. HIDROELÉTRICA entra no radially de turbina e deixa axially. F - de de turbina o Francis S - turbina o Francis

<FIGURA;>

OXIGĘNIO LIVRE (bio) Oxigęnio de . na atmosfera que pode ser extraiu a nenhum cost. Conversely, oxigęnio extraiu a um Custo de causaria a substância de qual o oxigęnio Foram levadas moléculas de para DECOMPOR. F - LIBRE DE OXYGENE S - LIBRE DE OXIGENO

COLETOR de FRESNEL (sol) . UM tipo de COLETOR SOLAR que consiste em uma série concęntrica de anéis com que reflete superfícies. These toca focalize RADIAÇĂO SOLAR sobre um PRATO de ABSORVENTE. F - CAPTEUR UM DE DE LENTILLE FRESNEL S - COLECTOR FRESNEL

LENTE de FRESNEL (sol) . que UM tipo de lente construiu de um número de segments. concęntrico estreito é usado dentro SOLAR CONCENTRATORS. F - DE DE LENTILLE FRESNEL S - DE DE LENTE FRESNEL

<FIGURA;> FRICÇĂO

FRICÇĂO (gen) . Surface resistęncia para movimento relativo, que reduz a velocidade movimento e calor de causas. F - FROTTEMENT S - FRICCION

CABEÇA de FRICÇĂO (hydr) . HEAD ou ENERGIA perderam devido a FRICÇĂO criou pelo contato entre um fluxo comovente de água e o canal pelos quais é moving. Em tubos, que a cabeça de fricçăo também é causada através de curvas nos oleodutos, muda no diâmetro de tubo, válvulas, e Junçőes de . F - FRICTIONNELLE DE PERTE S - PERDIDA DE CARGA POR ROZAMIENTO

FRUCTOSE(alc) (chem) . que UM açúcar de FERMENTABLE geralmente achou em fruta. Frutose de pode ser usada como um FEEDSTOCK em ETHANOL Produçăo de . F - frutose S - FRUCTOSA

ABASTEÇA EFICIĘNCIA (calor) (meas). que A relaçăo de calor produziu por um combustível para trabalhe ao calor disponível do abastecem. Fuel EFICIĘNCIA é determinada o nonheat-formando Materiais de no combustível e o calor nonwork-produtor que é desenvolvido pelo combustível. F - combustível de du de rendement S - combustível de del de eficiencia

FUELWOOD (calor) . Qualquer tipo de madeira que pode ser usada para abastecer um fogo. F - CHAUFFE DE DE DE BOIS S - LENA

VELA CHEIA (vento) (arco) . UMA VELA COMUM com o pano completamente esparramou. F - DEPLOYEE DE AILE S - ESTIRADA DE COMPLETAMENTE DE ASPA

FUNGO (bio) . Um de numerosas plantas na divisăo de Thallophyta caracterizou por uma falta de clorofila, inclusive FERMENTO, moldes, e Fungos de mushrooms. năo fazem requerem OXIGĘNIO LIVRE a survive. (Plural: Fungos de ) F - CHAMPIGNON S - HONGO

DESFRALDANDO (vento) . Rollinq para cima e amarrando atrás VELEJA de um MOINHO DE VENTO de para impedir o ROTOR virar. F - FERLAGE S - AFERRAMIENTO

VELOCIDADE DESFRALDANDO (vento) . (See: CORTE-FORA VELOCIDADE) F - FERLAGE DE DE DE VITESSE S - admisible de máximos de velocidad G

GASAHOL (alc) . substituto de gasolina ou suplemento derivou de 10 por cento ETHANOL e 90 unleaded de por cento Gasolina de . (GASOHOL DE SYN:) F - CARBUROL S - GASOHOL

SUPRA COM GÁS BONÉ (BIOCON) . (SEE: GASHOLDER) F - CLOCHE UM GAZ S - gás de de de tapa

SUPRA COM GÁS DIGESTĂO (biocon) . A segunda fase de geraçăo de BIOGAS, durante qual METANO ([CH.sub.4]) é produzida. F - gaz de de de digestăo S - gás de de de digestăo

GASHOLDER (biocon) . (1) UM recipiente por segurar o BIOGAS produziu em um DIGESTER. que O tamanho do proprietário depende nas taxas de produçăo de gás e gás use. (também Veja: BONÉ DE GÁS FLUTUANTE) F - GAZOMETRE S - GASOMETRO

GASEIFICAÇĂO (cutuque) . A conversăo de madeira ou carvăo para COMBUSTÍVEL GÁS sem deixar um resíduo combustível. F - GAZEIFICATION S - GASIFICACION

GASEIFICADOR (cutuque) . UM tipo especial de forno em qual o arejam provisăo para a ZONA de COMBUSTĂO é cuidadosamente metered. Isto promove a produçăo de GASES COMBUSTÍVEIS como Madeira de ou carvăo estăo queimados. F - GAZOGENE S - GASIFICADOR

SUPRA COM GÁS TAXA DE PRODUÇĂO (BIOCON) (MEAS). A quantidade de METANO de geralmente gerou por unidade de time. que é expressou como feet/day cúbico ou meters/day. cúbico O Figura de deveria ser citada debaixo de condiçőes de padrăo de Temperatura de e pressăo. F - taux de produçăo du gaz S - tasa de produccion de gás

SUPRA COM GÁS ESFREGADOR (GEN) . (SEE: SCRUBBING) F - GAZ DE DE DE EPURATEUR S - LAVAGASES

SUPRA COM GÁS CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO (BIOCON). A quantia de máximo de METANO de que um BIOGAS DIGESTER é capaz a store. O geralmente chegam é expressada em pés cúbicos ou cúbico Metros de . F - CAPACITE DE STOCKAGE DE GAZ S - capacidad de almacenamiento de gás SUPRA COM GÁS TURBINA

SUPRA COM GÁS TURBINA (auto) . Uma MÁQUINA de COMBUSTĂO ALTERNATIVA em que um gás, debaixo de pressăo ou formou através de combustăo, é dirigiu contra as LÂMINAS de um TURBINE. A ENERGIA dentro que o gás se expandindo é convertido assim em útil energia mecânica. F - turbina um gaz S - gás de de de turbina

ENGRENE RELAÇĂO (gen) (meas) . que O número de revoluçőes requereu de uma engrenagem para virar outra engrenagem que geralmente é de um tamanho diferente. F - DEMULTIPLICATION S - relacion de los engranajes

GERADOR (elec) (impl) . UM dispositivo que converte mecânico ENERGIA de em energia elétrica. F - GENERATEUR S - GENERADOR

GENGAS (cutuque) . (See: PRODUTOR GAS) F - GAZ PAUVRE DE GAZOGENE S - GENGAS

RESERVATÓRIO DE GEOPRESSURED (GEO). UM GEOTHERMAL RESERVATÓRIO consistindo de areias porosas ŕs que contęm água ou SALMOURA temperaturas altas e pressăo. F - geopression de sous de reservatório S - TANQUE DE PRESION GEOTERMICA

GEOTHERMAL (geo) . De ou relativo ao calor do O interior de Terra de . F - GEOTHERMIQUE S - GEOTERMICO

CAMPO de GEOTHERMAL (geo) . UMA regiăo geográfica com conhecido GEOTHERMAL PODER fontes que poderiam ser batidas para produzir ENERGIA DE . F - geothermique de zona S - GEOTERMICA DE ZONA

GEOTHERMAL POWER (geo) ENERGIA de . obteve de GEOTHERMAL Fontes de . pelo que é batido poder de Geothermal em tręs ways:

que usa água quente, vapor, ou STEAM. SECO Cada pode ser usada para dirigir uma TURBINA. F - GEOTHERMIQUE DE ENERGIE S - GEOTERMICA DE ENERGIA

RESERVATÓRIO de GEOTHERMAL (geo) . UMA reserva de água criou perto de um PEDRA SECA QUENTE RESERVATÓRIO para desenvolver um GEOTHERMAL potencial POWER local. F - geothermique de reservatório S - GEOTERMICO DE TANQUE

GEOTHERMAL STEAM (geo) . Steam tirado de fontes dentro a Terra. F - GEOTHERMIQUE DE VAPEUR S - geotermico de vapor

GĘISER (geo) . vapor Natural ou água quente borbota dentro ativo regiőes de GEOTHERMAL. F - gęiser S - GEISER GRAVIDADE TRANSMISSĂO

POSTE de GIM (vento) . UMA tábua longa ou tubo melhorava o Leverage de erguendo uma TORRE para um MOINHO DE VENTO. F - LEVAGE DE DE DE FLECHE S - GRUA DE MASTIL

ENVIDRAÇANDO (impl) (sol) . UMA folha transparente que admite luz solar para um COLETOR SOLAR e entăo inibe a fuga de calor. materiais de vitrificaçăo Geralmente usados incluem ACETATO, Acrílico de , plásticos fibra-reforçados, e copo. F - VITRIFICATION S - VIDRIADO

RADIAÇĂO GLOBAL (sol) . A combinaçăo de RADIAÇĂO DIFUNDIDA, RADIAÇĂO DIRETA, e REFLETIU RADIATION. (Veja: RADIAÇĂO SOLAR) F - rayonnement global S - radiacion global

GLICOSE (chem) (alc) . O açúcar mais comum que é derivou de GOMA durante a produçăo de ETHANOL processam. F - glicose S - GLUCOSA

GOBAR GAS (BIOCON) . (SEE: BIOGAS) F - bio-gaz S - gobar de gás

GOVERNADOR (gen) (impl) . UM dispositivo que regula a velocidade de uma máquina ou outro dispositivo debaixo de condiçőes variadas de carregam e pressure. Also um dispositivo por regular o FLUXO ou pressăo de um transcurso FLUIDO por um dispositivo. F - REGULATEUR S - REGULADOR

ÁLCOOL de GRĂO (alc) . ETHANOL fez de grăo por DESTILAÇĂO DE . F - grăos de de de alcool S - granos de de de álcool

GRAMA CALORIA (gen) . que A quantia de ENERGIA exigiu elevar um grama de água um grau CENTÍGRADO. F - caloria [2] S - CALORIA-GRAMO

GRAMLAXMI GAS (BIOCON) . (SEE: BIOGAS) F - bio-gaz S - gramlaxmi de gás

GRELHA (impl) (calor) . UMA armaçăo de barras de metal que seguram normalmente abastecem sobre o chăo de um firebox. é usado dentro uma caldeira, GASEIFICADOR, lareira, ou fogăo. F - GRILLE S - PARILLA

Calor de TRANSMISSĂO de GRAVIDADE) . (See: TRANSMISSĂO NATURAL) F - pesanteur de paridade de transmissăo S - GRAVEDAD DE POR DE CONVECCION GUIE CATA-VENTOS

GUIE CATA-VENTOS (hydr) (impl) Superfícies de . que água direta para as partes apropriadas de LÂMINAS de TURBINA ou BALDES para para aumentar produçăo de PODER. F - DIRECTRICES DE AUBES S - o diretor de alabe GUSSET (constr) (vento) . UMA cinta de metal triangular para que reforça um canto ou angle. Isto é geralmente usado dentro TOWER construçăo. F - GOUSSET S - ESQUINERO

RAJADA (vento) . UM aumento súbito, breve em VELOCIDADE de VENTO que é seguido entăo através de ar mais tranqüilo. F - RAFALE S - RAFAGA

GUYED TOWER (impl) (vento) . UMA TORRE de MOINHO DE VENTO que é apoiou através de ARAMES de SUJEITO. F - HAUBANNE DE PYLONE S - ATIRANTADA DE TORRE

<FIGURA;>

ARAME de SUJEITO (vento) (impl) . UM cabo que estabiliza uma estrutura e mantém isto por exemplo em position., arames, prendeu a uma TORRE de MOINHO DE VENTO de forma que isto năo pode mover ou tremem da força do vento. F - HAUBAN S - ALAMBRE DE DE DE RETENIDA H

ARREIE (ani) . A engrenagem ou agarra, diferente de um JUGO, usado, em animais de desenho para puxar um veículo ou dirigir um instrumento. que difere de um jugo que une desenho Animais de . F - HARNAIS S - ARNES

<FIGURA;>

CABEÇA (hydr) (meas) . [1] A distância vertical do apontam onde água entra uma entrada ao ponto onde que a água deixa para um HYDROPOWER device. que geralmente é mediu em pés ou meters. O produto da cabeça cronometra o FLUXO é uma medida de POWER. potencial [2] A distância vertical um líquido deve ser bombeado de seu Fonte de para seu ponto de uso ou armazenamento. F - d'eau de calha [1]-[2] S - ALTURA

<FIGURA;>

CABEÇALHO (sol) . O tubo do que corre pelo topo um ABSORVENTE PRATO para juntar ou distribuir TRANSFERĘNCIA de CALOR FLUIDO de de ou para os tubos de grade pelos que correm o Absorvente de surface. Alguns cabeçalhos corridos ao longo do fundo de + prato de absorvente. F - entrada-sortie S - COLECTOR DE TUBO

HEADRACE

HEADRACE (hydr) . UM CANAL ou canal nos que alimentam água um moinho, RODA de ÁGUA, ou TURBINA. F - D'AMONT DE BIEF S - llegada de de de canal

ÁGUA DE CABEÇA (hydr) . A água rio acima de uma REPRESA ou um planta de HYDROPOWER. F - D'AMONT DE EAU S - ARRIBA DE AGUAS

AQUEÇA CAPACIDADE (calor) (meas). que A quantia de calor requereu para elevar através de um grau a temperatura de uma massa de unidade de uma substância. F - THERMIQUE DE CAPACITE S - CALORIFICA DE CAPACIDAD

AQUEÇA ENERGIA (calor) ENERGIA de . na forma de calor. F - THERMIQUE DE ENERGIE S - CALORIFICA DE ENERGIA HEAT FLUIDO DE TRANSFERĘNCIA

AQUEÇA EXCHANGER (calor) (impl). UM dispositivo, como um encaracolado cobre tubo imergiu em um tanque de água que é usada para transferir calor de um FLUIDO para outro por um que separa parede. UM CONDENSADOR é um tipo de calor EXCHANGER DE . F - CHALEUR DE DE DE ECHANGEUR S - TERMOPERMUTADOR

GANHO de CALOR (calor) . O aumento de calor um espaço resultando de RADIAÇĂO DIRETA e do calor dado fora por tais outras fontes como MASSA TÉRMICA, um fogăo, uma lareira, Humanos de , ou animais. F - CHALEUR DE DE DE APPORT S - CALORIFICA DE GANANCIA

VALOR AQUECENDO (calor) (meas). que A quantia de calor produziu pela combustăo completa de uma quantia específica de abastecem. Esta é uma medida de EFICIĘNCIA de COMBUSTÍVEL. F - CALORIFIQUE DE POUVOIR S - calorifico de valor

AQUEÇA PERDA (calor) . Uma diminuiçăo năo desejada na quantia de Calor de contido em um Calor de space. está terminado normalmente perdido TRANSMISSĂO DE . F - CHALEUR DE DE DE PERTE S - CALORIFICA DE PERDIDA

BOMBA de CALOR (calor) (impl) . UM dispositivo mecânico que transfere aquecem de uma fonte de calor a um CALOR SINK. Este processo faz a fonte esfriar e a pia se tornar mais morno. F - POMPE UM CHALEUR S - CALORIFICA DE BOMBA

CALOR TAXA TRANSFERĘNCIA COEFICIENTE (calor) (meas). A taxa a que calor é transferido por hora, por superfície de unidade, por grau de diferença de temperatura. F - coeficiente de transmissăo de chaleur S - COEFICIENTE DE TRANSFERENCIA DEL CONSUMO CALORIFICO DE

COPO CALOR-REFLETIVO (SOL). para o que UM tipo de copo projetou refletem RADIAÇĂO SOLAR. F - VERRE UM THERMIQUE DE REFLECHISSANT DE POUVOIR S - vidrio refletor de calor

PIA de CALOR (sol) . UM corpo que é capaz de aceitar e que armazena calor. que também pode agir entăo como um calor Fonte de . F - CHALEUR DE DE DE PUITS S - CALOR DE DE DE SUMIDOR

IMPOSTO de CALOR (calor) . Referring para a ENERGIA de CALOR que se torna indisponível para uso adicional sempre que ENERGIA é convertida de uma forma para outro. F - PERDUE DE CHALEUR S - CALORIFICO DE GRAVAMEN

FLUIDO DE TRANSFERĘNCIA DE CALOR (SOL) . (SEE: CALOR TRANSFERĘNCIA MÉDIO) F - CALOPORTEUR DE FLUIDE S - TERMOTRANSFERENCIA DE DE DE FLUIDO MÉDIO DE TRANSFERĘNCIA DE CALOR

MÉDIO de TRANSFERĘNCIA de CALOR (sol) . O FLUIDO no que está aquecido um COLETOR SOLAR por administrar calor para outro lugar ou Substância de . F - CALOPORTEUR S - TERMOTRANSFERENCIA DE DE DE MEDIO

MOINHO DE VENTO de VELA HELICOIDAL (vento). O nome para um particular digitam de HORIZONTAL-EIXO, ROTOR de VELA WINDMILL. Isto normalmente é usado para baixo-erga água bombeando. F - EOLIENNE UM HELICOIDALES DE AILES S - molino helicoidales de aspas contra

PROCESSO HELIO-ELÉTRICO (SOL). UM processo por qual PHOTOVOLTAIC MÓDULOS de convertem ENERGIA SOLAR em eletricidade. F - HELIOELECTRIQUE DE PROCESSUS S - HELIOELECTRICO DE PROCESO

HELIOSTAT (sol) (impl) . UM instrumento consistindo solar-focalizando de um espelho montou em um EIXO pelo que é movido Mecanismo de relógio de . O heliostat reflete sunbeams em uma direçăo, normalmente para um ABSORVENTE central localizado em uma TORRE. F - HELIOSTAT S - HELIOSTATO

HELIOTHERMAL (sol) . [1] UM processo que usa SOLAR RADIAÇĂO de para produzir heat. [2] UM dispositivo que absorve RADIAÇĂO de em uma superfície enegrecida e converte isto em aquecem. F - HELIOTHERMIQUE S - HELIOTERMICO

HELIOTHERMAL PROCESS (sol) . UM processo por qual SOLAR É usada ENERGIA de para prover ENERGIA TÉRMICA por espaço aquecendo, espaço esfriando, e aquecimento de água doméstico. F - HELIOTHERMIQUE DE PROCESSUS S - HELIOTERMICO DE PROCESO

HELIOTHERMOMETER (SOL) (MEAS). Um instrumento que mede aquecem do sol. F - HELIOTHERMOMETRE S - HELIOTERMOMETRO

HELIOTROPIC (sol) (impl) . Turning para light. Isto descreve dispositivos que LOCALIZAM o sol, enquanto seguindo seu Movimento de pelo céu. F - HELIOTROPIQUE S - HELIOTROPICO

MOINHO de AR HORIZONTAL (vento) (arco). (HORIZONTAL-EIXO DE SEE:

MOINHO DE VENTO DE ) F - moulin uma abertura um arbre horizontal S - aire de de de molino horizontal ROTOR de VELA de EIXO HORIZONTAL (vento). UMA MÁQUINA de VENTO com Pano de veleja em qual o CABO de VENTO é situado em um aviăo horizontal. F - eolienne que um ailes en toile sur machadam horizontal S - eje de de de rotor horizontal HÚMUS DE

MOINHO DE VENTO de EIXO HORIZONTAL (vento). UM MOINHO DE VENTO dirigido por um ROTOR de em um CABO de VENTO horizontal. F - eolienne um arbre horizontal S - eje de de de molino horizontal

WATERMILL HORIZONTAL (HYDR). UM WATERMILL dirigido por um roda horizontal montou em um shaft. vertical (Syn: grego Moinho; Moinho escandinavo) F - moulin um eau horizontal S - hidraulico de molino horizontal

RODA DE ÁGUA HORIZONTAL (HYDR). (SEE: WATERMILL HORIZONTAL) F - HORIZONTALE DE HYDRAULIQUE DE ROUE S - hidraulica de rueda horizontal

CAVALO-VAPOR (gen) . UMA unidade de PODER igual a 33,000 PÉ POUNDS por minuto, 550 pé libras por segundo, ou 746 WATTS DE . F - CHEVAL-VAPEUR S - UTIL DE POTENCIA

PEDRA SECA QUENTE (geo) UM sistema por usar PODER de GEOTHERMAL. UM Buraco de é perfurado e a pedra funda cracked. que Isto pode ser hydraulically terminado, como é terminado em óleo convencional Campos de , ou com Água de explosives. é injetada no fraturou pedra, permitida aquecer, e entăo retirado como cozinham em vapor para uso como uma fonte de ENERGIA. F - ROCHE CHAUDE ET SECHE S - CALIENTE DE SECA DE ROCA

RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE (GEO) . (SEE: GEOTHERMAL RESERVATÓRIO) F - chaude de d'eau de reservatório S - TANQUE DE AGUA CALIENTE

ÂNGULO de HORA (sol) (meas) . O deslocamento angular do pőem ao sol leste ou oeste do meridiano local devido ŕ rotaçăo da Terra em seu EIXO ŕs 15 [graus] por hora (manhă [+] tarde [-]). F - horaire de ângulo S - HORA DE ANGULO

EXTENSĂO de CENTRO (vento) . UM pedaço de tubo do que ressalta a frente do centro de um ROTOR em um WINDMILL. provę um lugar para prender o SUJEITO TELEGRAFA para fortalecer o LÂMINAS de ou VELAS. F - MOYEU DE DE DE RALLONGE S - cubo de del de extensăo

HUMIDIFIER (gen) . UNS meios mecânicos por aumentar o umidade relativa em uma área inclusa injetando água Vapor de no ar. F - HUMIDIFICATEUR S - HUMIDIFICADOR

HÚMUS (biocon) . Well-decomposed terra material consistindo orgânico dos resíduos de planta e assunto animal junto com as substâncias de cela de organismos de terra e materiais inorgânicos vários. F - húmus S - húmus GERADOR HÍBRIDO

GERADOR HÍBRIDO (biocon) . UM dois-fase BIOGAS DIGESTER projetam consistindo de um maior grupo-alimentou, Ácido-produtor, fase fria, e um CONTÍNUO-ALIMENTO menor, Metano-produtor, aqueceu fase. Alternatively, qualquer digester, que separa ácido e produçăo de metano. F - HYBRIDE DE GENERATEUR S - HIBRIDO DE GENERADOR

SISTEMA de PODER HÍBRIDO (gen) . UM sistema, como a pessoa possa acham dentro de uma casa que deriva seu aquecimento enquanto iluminando, e outra ENERGIA de várias fontes interconectadas. Um ou mais destas fontes geralmente viria de ENERGIA RENOVÁVEL. F - HETEROGENE DE ENERGIE, D' DE SYSTEME, S - SISTEMA DE ENERGIA HIBRIDA

SISTEMA DE ENERGIA SOLAR HÍBRIDO (SOL). UM aquecimento ou esfriando Sistema de que usa AQUECIMENTO SOLAR ATIVO e PASSIVO métodos de AQUECIMENTO SOLARES em seu design. pelo menos um do Os FLUXOS de ENERGIA TÉRMICOS significantes de sistema de săo por natural quer dizer, e pelo menos a pessoa está através de meios forçados. F - HETEROGENE DE SOLAIRE DE ENERGIE, D' DE SYSTEME, S - energia de de de sistema hibrida solar

HIDRATO (chem) . UM material sólido que resulta do Combinaçăo de debaixo de pressăo de um gás com água. F - hidrato S - HIDRATO

CARNEIRO HIDRÁULICO (HYDR) (IMPL). UMA bomba de água que usa o ENERGIA de de água descendente para elevar uma parte da água para uma altura maior que isso do source. requer nenhum outro poder que a energia do descer molham. F - HYDRAULIQUE DE BELIER S - HIDRAULICO DE ARIETE

<FIGURA;> HYDROXYL

TEMPO DE RETENÇĂO HIDRÁULICO (BIOCON) (MEAS). O número de Dias de um volume comum de restos de SLURRY em um BIOGAS DIGESTER. F - duree de retençăo hydraulique S - periodo de retençăo hidraulica

HIDROELÉTRICO (hydr) . Relative para um sistema em qual o pelo que ENERGIA potencial de água caindo é arreada que liberta isto de REPRESAS ou por um PENSTOCK para baixo por TURBINAS de ÁGUA. F - HYDRO-ELECTRIQUE S - HIDROELECTRICO

CICLO de HYDROLOGIC (hydr) . O ciclo em qual passagens de água por states. diferente começa como água atmosférica Vapor de . se torna um líquido entăo por precipitaçăo. Next que flui ao longo da superfície de chăo onde é útil como uma energia source. Finally, devolve seu forma original por evaporaçăo e transpiraçăo. F - hydrologique de ciclo S - HIDROLOGICO DE CICLO

HYDROLOGY (hydr) . A cięncia de sistemas de água em ou em baixo da superfície da Terra. F - HYDROLOGIE S - HIDROLOGIA

HYDROLYSIS (alc) (chem) . O processo químico que quebra moléculas orgânicas complexas em molecules. simples Para Exemplo de , GOMA e lata CELULOSA săo hydrolyzed através de ÁCIDOS ou ENZIMAS para produzir açúcares simples que podem SER FERMENTADOS para formar ETHANOL. F - HYDROLYSE S - HIDROLISIS

HIDRÔMETRO (impl) (meas) . que Um instrumento determinava a densidade ou GRAVIDADE ESPECÍFICA de FLUIDOS. F - hidrômetro S - HIDROMETRO

HYDROPOWER (hydr) PODER de . produzido por water. caindo O Termo de é usado para identificar um tipo de eletricidade-gerador estacionam ou qualquer produçăo de energia em qual o movedor principal é dirigido através de água Fluindo. F - HYDRAULIQUE DE PUISSANCE S - HIDRAULICA DE POTENCIA

SISTEMA de HYDROPOWER (hydr) . UM sistema em qual o potencial É usada ENERGIA de de água Corrente para criar eletricidade ou para dirigir máquinas mecanicamente, encerrando isto atrás, DAMS e desviando isto entăo por um CANAL para uma ÁGUA TURBINA DE . F - SYSTEME DE PUISSANCE HYDRAULIQUE S - SISTEMA DE POTENCIA HIDRAULICA

<FIGURA;>

HYDROXYL (biocon) . UM grupo de monovalent que consiste de um hidrogęnio átomo e um átomo de oxigęnio uniram together. a Maioria BASES de contęm hydroxyl groups. (também Veja: BASE) F - HYDROXYLE S - HIDROXILO

SISTEMA DE HYDROPOWER HIGRÔMETRO DE

HIGRÔMETRO (IMPL) (MEAS) (SOL). UM dispositivo por medir o Umidade de do air. é usado projetando SOLAR HEATING e sistemas REFRESCANTES SOLARES. F - higrômetro S - HIGROMETRO

EU

PEDRA SECA IMPERMEÁVEL (geo) o . Rock sistemas em GEOTHERMAL Regiőes de em onde o calor é contido quase completamente pedra impermeável. F - seche de roche impermeável S - seca de roca impermeável

TURBINA de IMPULSO (hydr) . UMA TURBINA dirigida por velocidade alta JETS de água ou vapor que săo produzidas forçando o molham ou cozinham em vapor por um nozzle. F - turbina uma açăo S - impulsăo de de de turbina

<FIGURA;>

ÂNGULO INCIDENTE (SOL) (HYDR). [1] O ângulo entre o Os raios de sol de e uma linha perpendicular (normal) para o irradiou surface. O ângulo incidente determina ambos a intensidade do RADIAÇĂO componente golpear DIRETO a superfície e a habilidade da superfície para refletir, transmitem, ou ABSORVE o rays. do sol [2] No caso de dispositivos de HYDROPOWER, o ângulo entre a entrada de água, e uma linha perpendicular aos BALDES. F - d'incidence de ângulo S - INCIDENTE DE ANGULO

RADIAÇĂO INCIDENTE (SOL) (MEAS). A quantidade de PONTO LUMINOSO ENERGIA de que golpeia uma superfície por tempo de unidade e área de unidade. F - incidente de rayonnement S - INCIDENCIA DE DE DE RADIACION ENERGIA SOLAR INDIRETA

ÍNDIO-TIPO DIGESTER (BIOCON). UM BIOGAS DIGESTER principalmente projetou para normalmente produzir METHANE. Este digesters tęm BONÉS de GÁS FLUTUANTES. F - digesteur digitam indien S - DIGESTOR DE TIPO INDIO

<FIGURA;>

CONVERSĂO INDIRETA (sol) . O uso indireto de SOLAR ENERGIA de de tais fontes como ventos solar-produzidos, correntes térmicas em ar e molha, e açăo de onda. F - indirecte de conversăo S - indirecta de conversăo

ENERGIA SOLAR INDIRETA (SOL). UM sistema em qual SOLAR ENERGIA de é COLECIONADA e usou por meios mecânicos. F - INDIRECTE DE SOLAIRE DE ENERGIE S - energia indirecta solar GANHO SOLAR INDIRETO

GANHO SOLAR INDIRETO (sol) . UM sistema de AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO no qual calor é armazenado entre o COLECIONAR e o que distribui superfícies (por exemplo, PAREDE de TROMBE). F - solaire de apport indireto S - ganancia indirecta solar

AQUECIMENTO SOLAR INDIRETO (SOL). UM método de aquecimento solar em que RADIAÇĂO SOLAR é COLECIONADA em PRATO de APARTAMENTO ou CONCENTRATING COLETORES que estăo montado em um telhado, um Parede de , ou aparte de umas Bombas de building. ou făs é usado para circular FLUIDOS de TRANSFERĘNCIA de CALOR pelos coletores e entăo atrás para um médio de armazenamento de calor. F - solaire de chauffage indireto S - calefaccion indirecta solar

MOTOR de INDUÇĂO (elec) (vento). UM tipo comum de motor, que, quando modificou ligeiramente e dirigida pelo rotativo Açăo de de um MOINHO DE VENTO ou TURBINA, provę ALTERNANDO CORRENTE DE (AC). F - moteur uma induçăo S - induccion de de de motor

INFILTRAÇĂO (calor) . O movimento incontrolado de ar ao ar livre em um edifício por rachas ao redor de janelas e portas ou em paredes, telhados, e Infiltraçăo de floors. geralmente recorre a ar frio durante o inverno e ar quente durante + verăo. F - infiltraçăo S - INFILTRACION

INFLUENT (biocon) BIOMASSA de . misturou com água para uso dentro um BIOGAS DIGESTER. F - abundante S - INFLUENTE

RADIAÇĂO INFRA-VERMELHA (sol) . RADIAÇĂO Eletromagnética de + sol ou um corpo morno que tęm comprimentos de onda mais longo que + fim vermelho do spectrum. visível radiaçăo Infra-vermelha é experiente como calor. F - infrarouge de radiaçăo S - INFRAROJA DE RADIACION

INOCULAÇĂO (biocon) . Adding uma SEMENTE de BACTÉRIAS ANAERÓBIAS para um GERADOR de BIOGAS. F - inoculaçăo S - INOCULACION

INOCULUM (biocon) . UMA amostra de SLURRY parcialmente DIGERIDO, e suas BACTÉRIAS associadas que săo somadas ao começo de DIGESTĂO para um BIOGAS DIGESTER. provę suficiente Micro-organismos de para o processo de digestăo para proceder a um rate. satisfatório Sem isto semeando, lá, geralmente é uma espera prolongada antes de um digester começa gás produtor. (Syn: semeiam) F - INOCULUM S - INOCULUM ISOLATED GANHO SOLAR

INSOLAÇĂO (sol) . A taxa a qual ENERGIA do sol geralmente alcança a Insolaçăo de surface. da Terra é mediu em pés de BTU/square (meters)/day. F - insolaçăo S - INSOLACION

FOGĂO A VAPOR SEPARADO (SOL). UMA arte culinária pequena, separada encaixotam em qual atos a vapor como o aquecimento Água de agent.

aquecido para cozinhar em vapor por um COLETOR SOLAR flui na caixa, condensa, e goteja atrás no COLETOR. F - RECHAUD UM ISOLE DE VAPEUR S - cocinilla aislada de vapor

AQUECIMENTO INTEGRADO (sol) . UM método de AQUECIMENTO SOLAR em que RADIAÇĂO SOLAR é interceptada e absorveu por um parede exterior volumosa ou lagoa de telhado que normalmente dobra como um armazenamento de calor container. Heat fluxos para o se aloja através de CONDUÇĂO, ou CONVECTION. natural Isto é um formam de AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO. F - inteireza de chauffage S - calefaccion integrada solar

SISTEMA INTEGRADO (biocon) . UM sistema em qual as produçőes de uma atividade săo usados como contribuiçőes dentro outro relacionado Atividades de . por exemplo, um sistema de BIOGAS em qual o EFFLUENT é usado como um nutriente enriquecer um aquaculture Ambiente de . em troca, BIOMASSA do aquaculture pode ser usado como INFLUENT ao DIGESTER. F - inteireza de systeme S - INTEGRADO DE SISTEMA

INVERTER (elec) (vento) . UM dispositivo que converte DIRIGE CORRENTE de (dc) para corrente alternada (ac) . que é freqüentemente usou com GERADORES de VENTO. F - ONDULEUR S - INVERTIDOR

RODA DE IRRIGAÇĂO (HYDR) . (SEE: NORIA) F - D'IRRIGATION DE HYDRAULIQUE DE ROUE S - IRRIGACION DE DE DE RUEDA

GANHO SOLAR ISOLADO (sol) . UM sistema de AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO no qual calor é colecionado em uma área ser usada dentro outro. (Veja also: ESTUFA SOLAR) F - ISOLE DE SOLAIRE DE APPORT S - ganancia aislada solar J

JAQUETA (cutuque) (impl) . Um documento anexo ao redor de um PRODUTOR GAS GERADOR de por qual flows. líquido refrescante (também Veja: WATER JAQUETA) F - D'EAU DE CHEMISE S - CUBIERTA

JATO (auto) (hydro) . UM nozzle de um tamanho específico que limita o FLUXO de água a uma TURBINA ou o fluxo de abastecem em um CARBURADOR. F - GICLEUR S - LANZA

FLUXO de JATO (vento) . ventos Fortes concentraram dentro um fluxo relativamente estreito, raso no superior Troposfera de . F - jato-fluxo S - AIRE DE DE DE MANGA

CAMBE O PANO VELEJA (vento) (arco) . VELAS COMUNS Triangulares, fixadas em, que radia MASTROS. F - CLINFOC S - TRIANGULARES DE ASPAS

JOULE (meas) . UMA unidade de ENERGIA ou trabalho igual a um WATT por segundo ou 0.737 pé libras. F - JOULE S - JOULE

A LEI de JOULE (gen) (calor) . A lei que declara that: [1] O taxam a qual calor é produzido por uma corrente fixa dentro qualquer parte de um circuito elétrico é juntamente proporcional para a resistęncia e para o quadrado do current. [2] A ENERGIA interna de um gás ideal só depende em seu Temperatura de embora volume e pressăo. F - DE DE LOI JOULE S - DE DE LEY JOULE

SALTADOR (elec) . UM comprimento de arame, normalmente com clipes em cada fim, por fazer conexőes elétricas temporárias. F - VOLANT DE FIL S - PUENTE K

TURBINA de KAPLAN (hydr) . UM hélice-tipo de TURBINA de ÁGUA com LÂMINAS de lance de variável nas que ajustam automaticamente Acordo de com a CABEÇA. F - de de turbina Kaplan S - TURBINA KAPLAN

<FIGURA;>

KENAF (biocon) . Uma planta de índio Oriental anual que pode ser usou efetivamente em produçăo de BIOGAS. F - KENAF S - cannabinus de hibisco

FORNO (calor) . UM forno de temperatura alto, forno, ou aquecido Documento anexo de processava uma substância queimando, incendiando, ou Fornos de drying. săo descritos freqüentemente pelo Direçăo de que ar os atravessa (i.e., UPDRAFT ou DOWNDRAFT). F - quatro S - HORNO

QUILOWATT (elec) . UMA unidade de PODER igual a 1,000 WATTS ou para consumo de ENERGIA a uma taxa de 1,000 JOULES por secundam. é normalmente usado como uma medida de elétrico Energia de . Commonly abreviou como kW. F - quilowatt S - KILOVATIOS

QUILOWATT HORA

QUILOWATT HORA (ELEC) (MEAS). UMA unidade de consumo de PODER igualam ŕ quantia de poder multiplicada pela quantia de cronometram o poder é used. UM 100-watt lâmpada incandescente queimando durante 10 horas usa uma quilowatt-hora de poder. F - KILOWATTHEURE S - KILOVATIO-HORA

ENERGIA CINÉTICA (gen) . A ENERGIA pela que um corpo possui Virtude de de seu movimento. F - CINETIQUE DE ENERGIE S - CINETICA DE ENERGIA

NÓ (vento) . UMA medida de VELOCIDADE de VENTO igual a um náutico Milha de por hora. Um nó iguala 1.15 milhas por hora. F - NOEUD S - NUDO

L

LANGLEY (sol) (meas) . UMA unidade de intensidade de RADIAÇĂO SOLAR, igualam a 1.0 grama CALORIA por centímetro quadrado. F - LANGLEY S - LANGLEY

LATITUDE (gen) (meas) . Um norte de posiçăo angular ou sul do equador, medido em graus ao longo de um meridiano de um ponto. F - latitude S - LATITUD

EXTREMIDADE PRINCIPAL (vento) . A extremidade vertical de uma LÂMINA de MOINHO DE VENTO que mente no lado para qual a lâmina moves. O extremidade oposta é chamada a EXTREMIDADE ARRASTANDO. F - AVANT DE ARETE S - borde anterior

VIDA-CICLO QUE VALE (GEN) (MEAS). UM método por calcular os custos comparativos de ENERGIA ALTERNATIVA ou outro Sistemas de . Vida-ciclo de que vale objetos pegados em consideraçăo tais custos a longo prazo como consumo de ENERGIA, manutençăo, e conserto. F - avaliaçăo du ciclo de competem S - CALCULO DEL COSTE DE LA VIDA UTIL

ERGA (vento) . A força aerodinâmica que " puxa " as LÂMINAS de um MOINHO DE VENTO e os faz girar. F - PORTANCE S - impulsăo

ERGA COEFICIENTE (vento) (meas). A relaçăo de forças de ELEVADOR FLOW forças. F - portance de de de coeficiente S - impulsăo de de de coeficiente

DISPOSITIVOS de ERGUER-TIPO (vento) . VENTO MÁQUINAS que provęem aerodinâmico LIFT em um fluxo de vento. F - EOLIENNES UM PORTANCE S - IMPULSORES DE APARATOS

LIMA (chem) . UM pó branco compôs de óxido de cálcio que forma uma soluçăo altamente ALCALINA quando misturado com água. é usado de modos vários, enquanto incluindo como uns meios para aumentam o pH (HIDROGĘNIO POTENCIAL) de TRITURE em ÁLCOOL STILLS ou BIOGAS DIGESTERS. F - CHAUX S - CAL

FORNO de LIMA (chem) . UM FORNO fazia LIMA de coral ou Pedra calcária de . F - quatro um chaux S - CAL DE DE DE HORNO LIMEWATER

LIMEWATER (biocon) (chem) . UM CÁLCIO soluçăo de HYDROXIDE usou freqüentemente como um ESFREGADOR de gás. F - CHAUX DE DE DE EAU S - CAL DE DE DE AGUA

FORNALHA FORRADA (gen) . UMA fornalha provido com separar especial Material de . F - câmara de combustăo garnie S - CAJA DE FUEGO REVESTIDA

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR LÍQUIDO-BASEADO (SOL). UM AQUECIMENTO SOLAR Sistema de no qual um MÉDIO de TRANSFERĘNCIA de CALOR líquido está aquecido em COLLECTORS. SOLAR O líquido geralmente é qualquer um molham ou uma soluçăo de antigelante. F - SOLAIRE DE CHAUFFAGE UM LIQUIDE, DE DE SYSTEME, S - energia de de de sistema solar um liquidos de de básico

SLURRY LÍQUIDO (biocon) . SLURRY que inclui menos que 10 Por cento de material sólido. F - LIQUIDE DE BOUE S - LIQUIDO DE FANGO

COLETOR DE LÍQUIDO-TIPO (SOL). (SEE: LIQUID-BASED SOLAR HEATING SISTEMA) F - CAPTEUR UM LIQUIDE S - COLECTOR DE TIPO LIQUIDO

MEIO-FIO AO VIVO (vento) (arco) . A beira de madeira circular ou parede chapeou apoiando um BONÉ de MOINHO DE VENTO que revolve em ROLOS ou RODAS. F - ROULEMENT DE DE DE CHEMIN S - MOVIL DE SOPORTE

CARGA (elec) (meas) . A produçăo de um ou vários elétrico Máquinas de ou Carga de transformers. também denota o PODER levou por um circuito particular. F - custo S - CARGA

TAXA CARREGANDO (BIOCON) (MEAS). que A quantia de BIOMASSA somou para um DIGESTER em cima de um período específico de tempo. F - custo de de de taux S - CARGA DE DE DE VELOCIDAD

EIXO de LOLLY (vento) . (See: GUINADA EIXO) F - lacet de de de machado S - RELINGAR DE DE DE EJE

FOGĂO de LORENA (biocon) . Um barato, contudo eficiente, cozinheiro Fogăo de fez de uma areia, barro, e mistura de água conhecidas como LORENA " DE ". F - LORENA DE CUISINIERE S - LORENA DE ESTUFA

<FIGURA;>

BAIXA TURBINA DE CABEÇA (hydr) . UMA TURBINA de ÁGUA que é projetada para funcionar com uma baixa CABEÇA. F - turbina aguaceiro calhas faibles S - TURBINA DE POCO DESNIVEL LUFF

LUFF (vento) . para virar as LÂMINAS de um MOINHO DE VENTO no arejam assim eles girarăo. F - LOFER S - viento de el de cenir

M

MAGNESITE BRICK (CONSTR) (SOL). UM tijolo de masonry para qual Magnésio de ou material semelhante foi somado para escurecer a cor do tijolo e aumenta sua CONDUTIVIDADE TÉRMICA e ABSORPTANCE. F - BRIQUE UM MAGNESITE DE LA S - MAGNESITA DE DE DE LADRILLO

MAGNETO (elec) . UM pequeno, permanente-imă, elétrico, GERADOR de capaz de produzir voltagem alta periódica Impulsos de . F - magneto S - magneto

MAGNOUS EFFECT (vento) . Um efeito por meio de que um CILINDRO girando expôs ao vento produz uma força horizontal. Este efeito foi usado para habilitar VENTO experimental MÁQUINAS de para DAR PODER A barcos pequenos. F - MAGNUS DE EFFET S - fuerza de de de efecto horizontal

MALTE (alc) . Sprouted grăo que contém ENZIMAS para converter STARCH para sugar. variedades Especiais de cevada săo freqüentemente usou para produzir malte. F - malte S - MALTA

MANOMETER (biocon) (meas) . UM dispositivo media gás pressionam. pode ser usado para monitorar pressăo de gás dentro um BIOGAS DIGESTER. F - MANOMETRE S - MANOMETRO

MANTO (biocon) (impl) . UMA MEMBRANA de pano em qual gases Săo colecionados e queimaram para criar luz por Incandescęncia de . F - manchon uma incandescęncia S - MANTELETA

GÁS de PÂNTANO (biocon) . METHANE. Decaying ASSUNTO ORGÂNICO a que o fundo de um pântano ou lagoa produzirá borbulha de metano gás quando mexeu. F - MARAIS DE DES DE GAZ S - gás de los pantanos

TRITURE (alc) . UMA mistura de água e esmagou grăos ou outro FEEDSTOCKS que pode SER FERMENTADO para produzir ETHANOL. F - MOUT S - MEZCLA

TRITURE COMPOSIÇĂO (alc) . Os materiais que fazem as pazes o TRITURE em um ÁLCOOL AINDA. F - mout de du de composiçăo S - EMPASTADA DE MALTA METANO DE

MASONITE (constr) . Marca registrada nome para uma tábua magra feita de madeira comprimida fibers. é útil como um apoio para REFLETORES SOLARES. F - MASONITE S - MASONITE

TAXA DE FLUXO DE MÁXIMO (HYDR) (MEAS). A quantia de máximo de Água de que pode FLUIR além de um ponto durante um determinado período de tempo. Esta medida é usada para avaliar o HYDROPOWER Potencial de de um local. F - máximo de débito S - velocidad máximos de flujo

MOINHO de PRADO (hydr) . UM pequeno, untended para o que WATERMILL usou Drenagem de . F - CAMPAGNE DE DE DE MOULINET S - PRADERA DE DE DE MOLINO

VANTAGEM MECÂNICA (GEN) (MEAS). O fator por qual um Máquina de multiplica alguma força aplicada. F - MECANIQUE DE EFFET S - MECANICO DE RENDIMIENTO

TURBULĘNCIA MECÂNICA (vento). que movimento de ar Irregular causou por tais obstruçőes como árvores ou edifícios. F - mecanique de turbulęncia S - MECANICA DE TURBULENCIA

MEGAWATT (elec) (meas) . Um milhăo de WATTS. F - MEGAWATT S - MEGAVATIO

MEMBRANA (alc) . UM polímero de folha ou tecido biológico magro capaz de separar Membranas de solutions. líquidas é ŕs vezes usou no processo de DESTILAÇĂO de ÁLCOOL. F - membrana S - MEMBRANA

MERIDIONAL WIND (vento) . O vento ou componente de vento ao longo de + meridiano local. F - meridien de abertura S - MERIDIONAL DE VIENTO

BACTÉRIAS DE MESOPHYLLIC (BIOCON). BACTÉRIAS de que prosperam melhor a temperaturas de 70-104 [graus] F (21-40 [graus] C) e é útil dentro BIOGAS produtor. F - MESOPHYLIENNES DE BACTERIES S - mesofilica de bactéria

METHANATION (biocon) . UM processo de converter a METANO + monóxido de carbono e gases carbônicos apresentam dentro sintético suprem com gás. F - METHANISATION S - METANACION

METANO (biocon) (chem) . Um gás inodoro, incolor (C[H.sub.4]), quase insolúvel em água com a qual queima um pálido, chama um pouco luminosa para produzir água e carbono Dioxide de (ou monóxido de carbono se oxigęnio é deficiente). (também Veja: PÂNTANO GÁS) (SYN: BIOGAS) F - metano S - METANO CONVERSĂO DE METANO

CONVERSĂO DE METANO (BIOCON). A produçăo de METANO por BIOCONVERSION. F - metano de du de conversăo S - metano de de de conversăo

METANO DIGESTER (biocon) . UM dispositivo que converte BIOMASSA em METANO e Fertilizante por atividade biológica. (também Veja: BIOGAS DIGESTER) F - metano de au de digesteur S - METANO DE DE DE DIGESTOR

GÁS DE METANO (BIOCON) (CHEM). (METANO DE SEE:) F - metano de de de gaz S - metano de de de gás

GERAÇĂO DE METANO (BIOCON). (SEE: BIOGAS DIGESTER) F - metano de du de produçăo S - METANO DE DE DE PRODUCCION

PLANTA DE METANO (BIOCON) . (SEE: BIOGAS DIGESTER; METANO) F - generateur um metano S - METANO DE DE DE INSTALACION

BACTÉRIAS de METHANOGENIC (bio) (biocon). BACTÉRIAS de que geram METANO de (i.e., esses pelos que săo responsáveis o " secundam passo " de DIGESTĂO) . (Veja also: ANAERÓBIO DIGESTĂO DE ) F - METHANOGENES DE BACTERIES S - metanogenica de bactéria

METANOL (alc) . UM claro, VOLÁTIL, inflamável, venenoso ÁLCOOL líquido (C[H.sub.3]OH) formou na DESTILAÇĂO DESTRUTIVA de madeira ou fez METANOL de synthetically. é especialmente usou como um solvente, antigelante, ou DENATURANT para ETHANOL, e na síntese de outro chemicals. Isto também é crescentemente usado como um fuel. (Syn: Metil de

Álcool de ou álcool de madeira) F - metanol S - METANOL

ÁLCOOL DE METIL (ALC) . (METANOL DE SEE:) F - METHYLIQUE DE ALCOOL S - metilico de álcool

MICRO-ORGANISMOS de MICROFLORA (bio) (biocon). O microscópico Organismos de , principalmente BACTÉRIAS neste contexto que săo responsáveis por DIGESTĂO ANAERÓBIA. F - MICRO-ORGANISMES DE LA FLORE MICROBIENNE S - MICROFLORA DE DE DE MICROORGANISMOS

MICROHYDRO (hydr) . sistemas Em pequena escala, água-dados poder a que pode ser usado para produzir PODER mecânico ou menos que 100 QUILOWATTS de de electricity. Eles geralmente săo usados para Casas de , fazendas, ou indústrias pequenas. F - HYDRAULIQUES DE MICROCENTRALES S - MICROHIDRO

<FIGURA;> MIXING TANQUE

MOINHO (gen) (hydr) (vento) . UM dispositivo para moer grăo e Cereais de . Also usou colloquially para descrever um MOINHO DE VENTO, WATER RODA, ou MOINHO de ÁGUA. F - MOULIN S - MOLINO

RAÇA de MOINHO (hydr) . UM CANAL que leva água a uma ÁGUA RODA DE . F - MOULIN DE DE DE BIEF S - CAZ

MINIHYDRO (hydr) . unidades de HYDROPOWER que produzem 100-1000 QUILOWATTS DE . F - HYDRAULIQUES DE MINICENTRALES S - MINIHIDRO

TAXA DE FLUXO MÍNIMA (HYDR) (MEAS). O menos quantia de água que FLUIRÁ além de um determinado ponto a qualquer time. Isto Medida de é usada para ajudar avalie o HYDROPOWER Potencial de de um local. F - mínimo de débito S - VELOCIDAD MINIME DE FLUJO

MISCIBLE (chem) . Capable de estar misturado em qualquer proporçăo. F - MISCIBLE S - MISCIBLE

TANQUE MISTURANDO (BIOCON) (IMPL). UMA câmara na qual BIOMASSA é misturou com água para formar SLURRY para um BIOGAS DIGESTER. F - melange de de de reservatório S - MEZCLA DE DE DE CUBA

PENEIRA MOLECULAR

PENEIRA MOLECULAR (alc) . UMA COLUNA IMÓVEL que separa Moléculas de através de selectively ADSORPING eles em base de classificam segundo o tamanho. F - MOLECULAIRE DE TAMIS S - accion de por de criba molecular

MONOSACCHARIDE (alc) AÇÚCAR de . derivou de GOMA e CELULOSE de que pode ser convertida a ETHANOL. F - MONOSACCHARIDE S - MONOSACARIDO

MONTANHA E VALE AREJA (vento). UM sistema de ventos diários que prevalece em calma, tempo claro ao longo da largura de um Vale de . Os ventos sopram além e upvalley de dia e em declive e downvalley de noite. F - desabafa des monts et des vallees S - VIENTOS DE LAS MONTANAS ALDEAS DE Y

MOINHO DE VENTO de MULTIBLADE (vento) . UM MOINHO DE VENTO que tem um grande geralmente numeram de BLADES. é usado para bombear água. F - eolienne uns múltiplos de ailes S - MULTIASPAS DE DE DE MOLINO

MOINHO DE VENTO de MULTIVANE (vento) . UM MOINHO DE VENTO que tem mais que um TAIL. F - eolienne uns múltiplos de empenagem S - molino de múltiplos puntas N

NACELLE (vento) . A porçăo de um vento conversăo elétrica Máquina de que mora o eletricidade gerando Equipamento de . F - CARTER S - BARQUILLA

TRANSMISSĂO NATURAL (calor) . A TRANSMISSĂO natural de calor pelo FLUIDO em um corpo que acontece quando morno, menos elevaçőes de fluido densas e pias de fluido frias, densas debaixo do influenciam de gravity. (Syn: gravidade transmissăo) F - naturelle de transmissăo S - conveccion natural

ÁREA LÍQUIDA (sol) (meas) . A área da abertura de um SOLAR COLETOR de pelo qual RADIAÇĂO SOLAR pode passar. F - D'ENTREE DE FENETRE S - NETA DE SUPERFICIE

CONSUMO DE ENERGIA LÍQUIDO (GEN) (MEAS). (ENERGIA DE SEE:

CONSUMO DE ) F - D'ENERGIE DE NETTE DE CONSOMMATION S - CONSUMO NETO DE ENERGIA

RADIAÇĂO de CÉU NOTURNA (sol) . UM método de esfriar por ENERGIA BRILHANTE exchange. que superfícies Relativamente mornas săo expôs diretamente para o céu noturno mais frio para qual eles radiam o calor que eles colecionaram durante o dia. F - noturno de diffus de rayonnement S - RADIACION DEL CIELO NOCTURNO

TERRA NOTURNA (bio) . excreta Humano com ou sem rubor molham que pode ser usada como FEEDSTOCK para um BIOGAS DIGESTER. F - VIDANGES S - HUMANAS DE DEFECACIONES

RADIAÇĂO NOTURNA (SOL) . (SEE: RADIAÇĂO DE CÉU NOTURNA) F - noturno de rayonnement S - NOCTURNAS DE RADIACIONES

NORIA (hydr) (arco) . UMA RODA de ÁGUA vertical que é virada através de água Recipientes de current. prenderam a seu ELEVADOR de beira molham para irrigaçăo. F - NORIA S - NORIA O

OCEANO GRADIENTES TÉRMICOS (oceanos). A diferença de temperatura entre fundo e água de superfície no ocean. Estes Podem ser usadas temperatura variaçőes como uma ALTERNATIVA ENERGIA FONTE. F - gradientes de temperatura oceaniques S - OCEANICOS DE TERMOGRADIENTES Potęncia térmica de OCEANO (oceano). ENERGIA de adquiriu de diferenças em temperaturas a profundidades diferentes no oceano. F - ENERGIE THERMIQUE DES MERS S - OCEANICA DE TERMOPOTENCIA

OCEANO PODER RELATIVO A MARÉ (oceano) . A produçăo de eletricidade arreando oceano movimentos relativo a maré pelo uso de ajustável-lâmina ÁGUA TURBINAS ou outros dispositivos. F - MAREMOTRICE DE ENERGIE S - OCEANICA DE ENERGIA

Ventos que sopra da praia (vento) . Winds que assoa seaward do costeiam. F - desabafa terre de de S - TERRALES DE VIENTOS

A LEI de OHM (elec) . A lei que declara que para qualquer circuito o corrente elétrica é proporcional ŕ voltagem e inversamente proporcional ŕ resistęncia. F - D'OHM DE LOI S - OHMIO DE DE DE LEY

Ventos que sopra para o litoral (vento) . Winds que assoa shoreward do Mar de . F - desabafa du grande S - del de vientos arruinam

FLUXO OPERACIONAL (HYDR) (MEAS). A taxa de FLUXO precisada por um dispositivo de HYDROPOWER para operar a seu nível de CARGA avaliado. F - débito nominal S - OPERACION DE DE DE FLUJO

ASSUNTO ORGÂNICO (gen) Materiais de . de animal ou legume Origem de . F - ORGANIQUES DE MATIERES S - ORGANICA DE MATERIA

DESPERDÍCIO ORGÂNICO (bio) Resíduos de . derivaram de organismos vivos. que podem ser usados desperdícios Orgânicos como FEEDSTOCK para BIOGAS DIGESTERS. (Veja BIOMASSA de also:) F - ORGANIQUES DE DECHETS S - ORGANICOS DE DESPERDICIOS OVERSHOT ÁGUA RODA

ORIENTAÇĂO (sol) . O arranjo de janelas em um edifício ou dispositivo solar ao longo de um determinado EIXO para enfrentar dentro um Direçăo de serviu melhor para absorver RADIATION. SOLAR Isto é um elemento essencial planejando AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO Sistemas de para casas e outros edifícios. F - exposiçăo S - ORIENTACION

OSMOSE (gen) . O processo pelo qual um solvente é DIFUNDIDO por uma MEMBRANA de semipermeable em um mais CONCENTRATED soluçăo. F - OSMOSE S - osmose

ALAGUE REPRESA (HYDR) . (REPRESA DE SEE:) F - TROP-PLEIN DE DE DE DEVERSOIR S - SUPERFICIE DE DE DE VERTEDERO

OVERSHOT WATER RODA (HYDR). UMA RODA de ÁGUA dada poder a por um HEADRACE do que descarrega em cima da circunferęncia exterior a roda. (Syn: overshot gravidade roda) F - DESSUS DE EN DE ROUE S - o rueda hidraulica de admision superior

<FIGURA;> P

COLUNA ACUMULADA (alc) . UM tipo de AINDA COLUNA ou transporta que é usado em ÁLCOOL DISTILLATION. está cheio com tal Material de como arquivamentos de metal, plástico, ou contas de copo. Packed que colunas aumentam que ÁLCOOL rende provendo contínuo Redistillation de do VAPOR de ÁLCOOL como move para cima a coluna imóvel. F - GARNIE DE COLONNE S - COMPACTA DE COLUMNA

PANEMONE (vento) . UMA MÁQUINA de VENTO de VERTICAL-EIXO, geralmente, uma MÁQUINA de VENTO de ARRASTAR-TIPO da que pode reagir a ventos qualquer direçăo. F - PANEMONE S - eje de de de molino vertical

PARÁBOLA (SOL). A forma geometrically-curvada usou dentro o projetam de FOGŐES SOLARES para focalizar luz solar em um único apontam. que UMA parábola está baseado em uma família de quadrático encurva. F - PARABOLE S - parábola

FOGĂO CONCENTRANDO PARABÓLICO (SOL). UM FOGĂO SOLAR que usa um PRATO PARABÓLICO para focalizar luz solar. F - solaire de cuiseur uma concavidade de miroir S - CONCENTRANTE DE PARABOLICA DE COCINA

PRATO PARABÓLICO (sol) . UM dispositivo de ENERGIA SOLAR amoldou como um servem ou fazem rolar, com as características de um PARABOLA. Isto focaliza luz solar em um ponto ou uma área muito pequena. F - SOLAIRE DE PARABOLIQUE S - PARABOLICO DE PLATO

ESPELHO PARABÓLICO (sol) . UM dispositivo com um grande, brilhante, encurvou superfície na que focaliza RADIAÇĂO SOLAR um ponto específico, como um recipiente de arte culinária, por aquecer ou Ebuliçăo de . F - PARABOLIQUE DE MIROIR S - PARABOLICO DE ESPEJO

A LEI de PASCAL (gen) . que A lei que declara aquela pressăo se aplicou para um FLUIDO limitado a qualquer ponto é transmitido ao longo de + fluido em todo o directions. A pressăo age em toda parte do recipiente limitando a ângulos de direito para suas superfícies interiores, agindo igualmente em áreas iguais. F - de de loi Pascal S - de de ley Pascal

DESÍGNIO SOLAR PASSIVO (sol) . Um desígnio arquitetônico que faz uso dos elementos estruturais de um edifício para aquecem ou espaços frescos no edifício. F - PASSIF DE SOLAIRE DE SYSTEME S - diseno pasivo solar PELTON RODA

AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO (SOL). O AQUECIMENTO SOLAR de um edifício por uso de desígnio arquitetônico, sem a ajuda de equipamento mecânico. F - PASSIF DE SOLAIRE DE CHAUFFAGE S - calefaccion pasiva solar

VELA PATENTE (vento) (arco) . UMA VELA provido com VENEZIANAS que é automaticamente controlado. F - AILE UM VOLETS S - PATENTE DE ASPA

ORGANISMO de PATHOGENIC (bio) . (See: PATHOGENS) F - PATHOGENE DE ORGANISME S - PATOGENICOS DE ORGANISMOS

PATHOGENS (bio) . micro-organismos Prejudiciais, como BACTÉRIAS, e vírus. Pathogens pode ser achado em humano, animal, e outros desperdícios, e ajuda esparramou doença. F - pathogenes de micróbios S - PATOGENOS

WATT DE CUME (SOL) (MEAS) (ELEC). Unidade de usou para o desempenho que taxa de PHOTOVOLTAIC CONVERTERS. UM sistema taxou ao uma watt de cume entregará um WATT aos especificaram que trabalha voltagem debaixo de cume IRRADIAÇĂO SOLAR. F - watt-crete S - MAXIMO DE VATIO

TURFA (bio) (biocon) . Partially decompôs ASSUNTO ORGÂNICO formou em pântanos e swamps. Dried turfa é útil como um abastecem. F - TOURBE S - TURBA

CAMA de SEIXO (sol) . UMA caixa grande de seixos uniformemente-de tamanho que é usado para armazenar calor em AQUECIMENTO SOLAR ou SOLAR systems. REFRESCANTE UMA cama de seixo é um tipo de PIA de CALOR. F - iluminou galets de de S - GRAVILLA DE DE DE LECHO

PODER de PEDAL (gen) . que PODER Mecânico ou elétrico gerou pelo uso de uma bicicleta-engrenagem Pedal de apparatus.

Pode ser usado poder de por polir, enquanto cobrindo com ripas, moendo grăo, ou carne, operando a roda de um oleiro, que dirigem um pequeno GERADOR de , virando uma pedra afiando, operando um milho, Sheller de , e outras aplicaçőes. F - pedalier de paridade de energie S - potencia generada por pedal

UNIDADE DE PEDAL-PODER (IMPL) . (SEE: PEDAL PODER; DYNAPOD) F - appareil um pedales de paridade de entrainement S - potencia-pedal de de de unidad

RODA de PELTON (hydr) . Uma TURBINA de ÁGUA de IMPULSO em qual o pressionam da provisăo de água está terminado concentrado um poucos nozzles. estacionário Os JATOS de greve de água o BALDES de que estăo montado no RUNNER. rodas de Pelton Normalmente săo limitados a instalaçőes com CABEÇAS que excedem 500 pés, ou aproximadamente 160 meters. (Syn: PELTON Turbina de ) F - ROUE PELTON S - RUEDA PELTON

<FIGURA;>

PENSTOCK

PENSTOCK (hydr) . UM canal de água de uma REPRESA para um TURBINA de ou ÁGUA WHEEL. (também Veja: CHANNEL) F - FORCEE DE CONDUITE S - CAZ DE DE DE PARADERA

<FIGURA;> PHOTOVOLTAIC CELA

pH (chem) (meas) . hydrogen. Potencial O símbolo que denota uma medida do íon de hidrogęnio efetivo CONCENTRAÇĂO DE . Em uma balança de 0 a 14, 7 representam Neutralidade de . Numbers menos entăo 7 indicam aumentando ACIDEZ DE . Numbers maior que 7 indicam aumentando ALCALINIDADE de de uma soluçăo. F - PH S - PH

PHOTOMETER (sol) (meas) . UM dispositivo que mede o Intensidade de de luz. F - PHOTOMETRE S - FOTOMETRO

PHOTOVOLTAIC ARRAY (SOL). Vários MÓDULOS de PHOTOVOLTAIC que está eletricamente conectado em uma série ou em comparam para prover o PODER desejado e Voltagem de . Os módulos estăo montados em um vigamento robusto que geralmente enfrenta o equator. A ordem pode ser costurou ŕs exigęncias de uma aplicaçăo particular e local. Tal uma ordem é valiosa porque pode geram eletricidade de luz solar sem o uso de que move partes mecânicas. F - PHOTOPILES DE DE DE CHAPELET S - FOTOVOLTAICO DE CONJUNTO

<FIGURA;>

CELA de PHOTOVOLTAIC (sol) . UM dispositivo de ENERGIA SOLAR que muda luz em ENERGY. elétrico A cela é um que quadrado pequeno ou bolacha circular fizeram de SILICONE tratado ou outro material de semicondutor. F - PHOTOVOLTAIQUE DE CELLULE S - FOTOVOLTAICA DE CELULA CONVERTEDOR DE PHOTOVOLTAIC

CONVERTEDOR DE PHOTOVOLTAIC (SOL). (SEE: PHOTOVOLTAIC CELA) F - PHOTOVOLTAIQUE DE CONVERTISSEUR S - FOTOVOLTAICO DE CONVERTIDOR

MÓDULO de PHOTOVOLTAIC (sol) . O bloco de edifício básico de um PHOTOVOLTAIC ORDEM na qual consiste vários interconectou CELAS SOLARES. F - photovoltaique de módulo S - FOTOVOLTAICO DE MODULO

PHOTOVOLTAIC PANEL (SOL) . (SYN: PHOTOVOLTAIC MÓDULO) F - PHOTOVOLTAIQUE DE PANNEAU S - fotovoltaico de painel

PHOTOVOLTAIC PROCESS (sol) . UM processo por qual raios claros Săo convertidos diretamente em ENERGIA elétrica. F - photovoltaique de conversăo S - FOTOVOLTAICO DE PROCESO

LANCE (vento) (meas) . O ângulo entre a superfície de LÂMINA e o ÂNGULO DE ATAQUE em um MOINHO DE VENTO. F - PAS S - PASO

LANÇAR-ATRÁS RODA DE ÁGUA (HYDR). Uma OVERSHOT ÁGUA RODA em que o cocho que leva água para a roda é modificada para descarregar sobre o próximo lado da roda, assim, que inverte a direçăo normal de rotaçăo. F - hydraulique de roue um inverso de jato S - RUEDA HIDRAULICA DE ENGRANAJE

FORNO de COVA (calor) . que UM FORNO fez de um buraco no que é cavado + chăo. F - quatro terre de en S - FOSO DE DE DE HORNO

GERADOR DE FLUXO DE TOMADA (BIOCON) (IMPL). UM BIOGAS DIGESTER sem agitaçăo mecânica por qual o SLURRY passa junto em tomadas mais discretas ", enquanto " criando um ciclo de " primeiro em-primeiro fora. " que O EFFLUENT é entăo compôs teoricamente só de slurry. mais velho A tomada fluem desígnio difere de desígnios tradicionais em qual todo o slurry está de propósito junto misturado em uma única cova ou tanque. F - GENERATEUR UM BOUCHON DE EFFET S - FLUJO DE DE DE GENERADOR

FINS de VOTAÇĂO (arco) (vento) . (LATA de See:) F - tapetes de de de turnos S - PUNTAS

POLYSACCHARIDE (CHEM) . (SEE: STARCH) F - POLYSACCHARIDE S - POLISACARIDO

ESPUMA de POLIURETANO (constr) . UM plástico muito de peso leve ou outro material isolante sintético. F - polyurethanne de de de musse S - POLIURETANO DE DE DE ESPUMA POUNDS POR POLEGADA QUADRADA ACETATO DE POLYVINYL (CHEM) (SOL). A do que plástico claro fez ACETATO CELULOSO e usado como ENVIDRAÇANDO em SOLAR COLETORES DE . F - polyvinyle de de de acetato S - POLIVINILO DE DE DE ACETATO

RODA de PONCELET (hydr) . com o que Uma UNDERSHOT ÁGUA RODA fez encurvou LÂMINAS de metal. F - ROUE PONCELET S - HIDRAULICA DE RUEDA PONCELET

<FIGURA;>

MOINHO de POSTE (vento) (arco) . This é o tipo mais cedo de MOINHO DE VENTO europeu. O corpo do moinho de vento é equilibrado em um poste grande e trestle. O corpo inteiro revolve se transformam as LÂMINAS no vento. F - pivô de moulin S - POSTE DE DE DE MOLINO

<FIGURA;>

HIDROGĘNIO POTENCIAL (CHEM) (MEAS). (PH DE SEE:) F - D'HYDROGENE DE POTENTIEL S - HIDROGENO DE DE DE POTENCIAL

LIBRAS POR POLEGADA QUADRADA (MEAS). UMA medida de pressăo de gás. Commonly abreviou como psi. F - fígados paridade pouce carre S - LIBRAS/[PULGADA.SUP.2]

PODER

PODER (gen) . A taxa ŕ qual ENERGIA é consumida ou produziu. F - PUISSANCE S - POTENCIA

DĘ PODER A COEFICIENTE (vento) (meas). A relaçăo do PODER extraiu por um ROTOR de MÁQUINA de VENTO ao poder disponível em um fluxo de vento. F - puissance de de de coeficiente S - POTENCIA DE DE DE COEFICIENTE

DĘ PODER A DENSIDADE (vento) (meas). A quantia de PODER por unidade de uma área cruz-secional de um fluxo de vento. F - VOLUMIQUE DE PUISSANCE S - POTENCIA DE DE DE DENSIDAD PRODUTOR GAS

PRECULTURE (alc) . UM método por reduzir o tempo e que aumenta a EFICIĘNCIA de FERMENTATION. O preculture Processo de envolve CONCENTRANDO o Álcool-produzindo FERMENTO de antes de introduzir isto na FERMENTAÇĂO TANK. F - PRECULTURE S - PRECULTIVO

DESPERDÍCIO ORGÂNICO PREPARADO (BIOCON). BIOMASSA de misturou com água para uso em um BIOGAS DIGESTER. (Syn: SLURRY) F - organiques de dechets prepara S - PREPARADO DE ORGANICO DE DESPERDICIO

VENTO PREVALECENTE (vento) . A direçăo de qual o vento sopra freqüentemente. Esta é uma consideraçăo importante dentro que seleciona um local para um MOINHO DE VENTO. F - abertura dominante S - DOMINANTE DE VIENTO

PRODUTOR GAS (cutuque) . UMA combinaçăo de GASES COMBUSTÍVEIS criou pela combustăo de madeira ou carvăo dentro um Controlado-ar de para o que environment. Produtor gás pode ser usado dirigem gasolina ou motores dieseis. F - GAZOGENE DE DE DE GAZ S - pobre de gás

PRODUTOR GERADOR DE GÁS

PRODUTOR GERADOR DE GÁS (GEN). UM forno em qual COMBUSTÍVEL Săo produzidos GASES de por uso como um combustível. F - GAZOGENE S - de de generador suprem com gás pobre

<FIGURA;>

PROVA (alc) (meas) . UMA medida de unidade da força de ÁLCOOL DE . A prova é duas vezes a porcentagem do álcool no líquido. Álcool de que é 90 prova contém 45 Por cento de alcohol. (também Veja: PROVA-GALĂO DE ) F - ALCOOL DE EN DE DEGRE S - normal de graduacion

PROVA-GALĂO (alc) (meas) . UM galăo norte-americano standard de um Mistura de que é 50 ÁLCOOL de por cento e 50 água de por cento (i.e., isso é 100 prova) . Uma mistura de alcohol/water que contém uma relaçăo diferente de cada pode ser traduzida em prova-galőes movendo o ponto decimal do revisam dois lugares ŕ esquerda e multiplicando pelo somam número de galőes da mistura. F - prova-galăo S - prova-galăo

PSI (meas) Abreviaçăo de . para LIBRAS POR polegada quadrada. F - PSI S - LB/[PULG.SUP.2]

PYRANOMETER (meas) (sol) . UM dispositivo que mede total RADIAÇĂO GLOBAL. F - PYRANOMETRE S - PIRANOMETRO

PYROHELIOMETER (MEAS) (SOL). Um instrumento que mede RADIAÇĂO SOLAR do sol, ou de uma porçăo pequena de + céu que cerca o sol. F - PYROHELIOMETRE S - PIROHELIOMETRO

PIRÓLISES (chem) . A DECOMPOSIÇĂO de uma substância sujeitou a calor muito alto. F - PYROLYSE S - PIROLISIS

Q

QUAD (meas) . Um quadrillion BTUs. como o que é expressado qualquer um [10.sup.15] ou 1,000,000,000,000,000 BTus. que UM quad é media qualquer unidade grande de energia como madeira, Gasolina de , carvăo, etc. por exemplo, um quad pode ser usado descrevem a quantia de ENERGIA TÉRMICA que é potencialmente disponível de queimar uma certa área medida em acres de árvores dentro WOODSTOVES. F - QUAD S - CUAD

ESQUARTEJANDO (vento) . A açăo de virar um MOINHO DE VENTO ao lado para o VENTO. F - LARGUAGE S - VENTEO R

RAÇA (hydr) . Um AQUEDUTO ou CANAL para os que levam água e do lugar onde é usado para dirigir um HYDROPOWER Dispositivo de . F - CHENAL S - trabajo de de de canal

FLUXO RADIAL (hydr) . UM tipo de dispositivo de HYDROPOWER em qual a água flui fora radially do poder shaft. (Veja também: FRANCIS TURBINE) F - ecoulement radial S - flujo radial

ENERGIA BRILHANTE (sol) ENERGIA de . na forma de eletromagnético ondula que viaja externo em todas as direçőes de sua fonte. F - RAYONNANTE DE ENERGIE S - RADIANTE DE ENERGIA

PAINÉIS BRILHANTES (sol) . os COLETORES SOLARES com passagens integrantes para o FLUXO de TRANSFERĘNCIA de CALOR Calor de FLUID. do É administrado fluido de em um quarto ou construindo através de CORRENTE TÉRMICA RADIAÇĂO DE . F - RAYONNANTS DE PANNEAUX S - RADIANTES DE PANELES

RADIAÇĂO (sol) . ondas Eletromagnéticas que diretamente transportam ENERGIA por Luz solar de space. é uma forma de Radiaçăo de . F - RAYONNEMENT S - RADIACION

CAPACIDADE de PODER TAXADA (vento) (meas). O PODER esperado Produçăo de de uma MÁQUINA de VENTO. Ou é igual para o máximo poder da máquina ou para uma produçăo a alguns WIND VELOCIDADE menos que a velocidade de máximo, mas a qual que controles ADMINISTRATIVOS começam a reduzir o poder. F - NOMINALE DE PUISSANCE S - CAPACIDAD DE POTENCIA TASADA

VELOCIDADE de VENTO TAXADA (meas) (vento). A VELOCIDADE de VENTO a qual um WIND MÁQUINA entrega sua CAPACIDADE de PODER AVALIADA. F - vitesse nominale du abertura S - TASADA DE EOLICA DE VELOCIDAD

TAXA QUE LIMITA PASSO (BIOCON). Fase seja qual for no ANAERIOBIC Processo de que está mais lento. Desde que cada passo no processo de digestăo requer o preceeding um para seja completado antes de poder começar, a produçăo de gás global Taxa de está limitada pelo passo mais lento. F - fase limitant la cadęncia S - ETAPA DE VELOCIDAD LIMITADORA RETIFICADOR DE

BARRO CRU (biocon) . Fresh, undried, uncomposted EFFLUENT de um DIGESTER. Also resíduo na mesma condiçăo de + fundo de um digester. F - os brutos de boues S - cienos pecam tratar

DISTRIBUIÇĂO de RAYLEIGH (vento). Padrăo VENTO VELOCIDADE DISTRIBUIÇĂO que é útil em local de vento analysis. Isto é um probabilidade densidade funçăo que permite a pessoa para modelar a distribuiçăo de velocidade de vento baseado em uma única contribuiçăo Parâmetro de . (Veja also: DISTRIBUIÇĂO de WEIBULL) F - de de distribuiçăo Rayleigh S - DE DE DISTRIBUCION RAYLEIGH

TURBINA de REAÇĂO (hydr) . UMA TURBINA de ÁGUA que usa o amontoam ou peso de água que bate o CORREDOR ao invés de que é dirigido pela velocidade da água. F - turbina uma reaçăo S - TURBINA UM REACCION

RODA DE ÁGUA DE REAÇĂO (HYDR). UMA RODA de ÁGUA que usa o mass ou peso de água que cai sobre isto em lugar de o FLOW. F - hydraulique de roue uma reaçăo S - REACTIVA DE HIDRAULICA DE RUEDA

MÁQUINA RECIPROCANDO (HYDR). UM dispositivo que converte o ENERGIA potencial em um FLUIDO para energia mecânica por que amplia o FLUIDO contra um pistăo. F - moteur uns pistőes S - ALTERNATIVA DE MAQUINA

BOMBA RECIPROCANDO (vento) . UM tipo de bomba de água geralmente usou com Movimento de WINDMILLS. e pressăo é aplicada a água por um pistăo que se muda para um CILINDRO para cima e para baixo. que O pistăo é dado poder a pelo MOINHO DE VENTO. F - alternativa de pompe S - ASPIRANTE DE BOMBA IMPELENTE DE E

ÓLEO REFORMADO (calor) . (See: USED ÓLEO) F - recuperaçăo de de de huile S - RECUPERADO DE ACEITE

ENERGIA RECUPERADA (gen) . Heat ou outra ENERGIA que normalmente seria perdido durante um processo, mas ao invés é capturada e usou de novo. por exemplo, gases de CANO DE CHAMINÉ podem ser usados para propósitos secantes. F - RECUPEREE DE ENERGIE S - RECOBRADA DE ENERGIA

RETIFICADOR [1] (alc) (impl) . UMA segunda coluna em um ÁLCOOL SILĘNCIO de que é usado para adicional remove água do ÁLCOOL VAPOR, aumentando a PROVA do álcool assim. Este aumento em CONCENTRAÇĂO é alcançado pelo repetiu interaçăo do vapor ascendente com o líquido DISTILLATE. [2] (elec) . UM dispositivo que converte ALTERNANDO CORRENTE de (ac) em CORRENTE DIRETA (dc). F - [1] retificaçăo de de de colonne; [2] redresseur S - [1] RECTIFICADORA; [2] RECTIFICADOR COLUNA RETIFICANDO

COLUNA RETIFICANDO (ALC) (IMPL). [RETIFICADOR DE SEE: (ALC)] F - retificaçăo de de de colonne S - RECTIFICAR DE DE DE COLUMNA

AÇÚCAR REDUZINDO (ALC) . (SEE: MONOSACCHARIDE) F - REDUCTEUR DE SUCRE S - REDUCTORA DE AZUCAR

RIZANDO (vento) . Rolling e amarrando abaixo uma porçăo de um MOINHO DE VENTO VELA para reduzir a área exposta ao vento. F - RIS DE LES DE PRENDRE S - VELAS DE LAS DE RECOGER

REFLECTANCE (sol) . A relaçăo de RADIAÇĂO refletiu de um se aparecem ŕquele incidente no surface. [também Veja: REFLECTIVITY (2)]. F - REFLEXION DE DE DE FACTEUR S - REFLECTANCIA

RADIAÇĂO REFLETIDA (sol) . RADIAÇĂO SOLAR que foi refletiu de tal se aparece como o chăo ou edifícios, e que se torna RADIAÇĂO INCIDENTE no final das contas. F - REFLECHI DE RAYONNEMENT S - REFLEJADA DE RADIACION

REFLECTIVITY (sol) (meas) . [1] A habilidade para refletir RADIAÇĂO SOLAR pela qual é até certo ponto possessa todos os materiais. é chamado o ALBEDO atmosférico Referęncias de . [2] A relaçăo de ENERGIA BRILHANTE refletida por um corpo para aquela queda nisto. F - REFLECTEUR DE POUVOIR S - REFLECTIVIDAD

REFLECTOMETER (sol) (meas) . UM PHOTOMETER ou outro eletrônico Dispositivo de que mede REFLECTANCE ou PONTO LUMINOSO ENERGIA DE . F - REFLECTOMETRE S - REFLECTOMETRO

REFLETOR (sol) . UM dispositivo que pode ser usado para refletir e focalizam RADIAÇĂO SOLAR. F - REFLECTEUR S - refletor

REFLETOR que APÓIA (sol) . que O material usou na parte traseira separam de um REFLECTOR. SOLAR (também Veja: MASONITE) F - REFLECTEUR DE DE DE RENFORT S - refletor de revestimiento

FOGĂO DE REFLETOR (SOL) . (REFLETOR-TIPO DE SEE: FOGĂO SOLAR) F - CUISEUR UM REFLECTEUR S - refletor de hornillo RETURN TEMPO

REFLETOR-TIPO FOGĂO SOLAR (SOL). UM FOGĂO SOLAR em qual um REFLETOR concentra os raios do sol em uma arte culinária Dispositivo de . F - SOLAIRE DE CUISEUR UM REFLECTEUR S - hornillo refletor solar

REFLUX (alc) . ÁLCOOL Líquido no que é condensado um DESTILAÇĂO COLUNA, e entăo reintroduced no Coluna de para aumentar sua CONCENTRAÇĂO. F - REFLUX S - REFLUJO

REFRIGERANTE (refrig) . que UM that de substância VOLÁTIL podem ser usou como um FLUIDO de funcionamento em um sistema refrescante. F - refrigerante S - REFRIGERANTE

REFRIGERAÇĂO (refrig) . O ato ou processo de fazer ou que mantęm algo esfriam ou cold. que especialmente aplica para + uso de meios artificiais por esfriar. F - refrigeraçăo S - REFRIGERACION

ENERGIA RENOVÁVEL (gen) ENERGIA de . produziu de regenerativo ou recursos virtualmente inesgotáveis como BIOMASSA, RADIAÇĂO SOLAR, o vento, água, ou calor do O interior de Terra de . F - RENOUVELABLE DE ENERGIE S - RENOVABLE DE ENERGIA

RECURSOS RENOVÁVEIS (GEN) . (SEE: ENERGIA RENOVÁVEL) F - RENOUVELABLES DE RESSOURCES S - RENOVABLES DE RECURSOS

VALOR DE RESISTĘNCIA (CONSTR) (MEAS). UMA avaliaçăo de uma substância resistęncia térmica para CALOR de verăo GANHA ou inverno calor loss. é usado como uma medida de isolamento Eficięncia de . (R-VALOR de Syn:) (Veja U-VALOR de also:) F - thermique de resistęncia S - resistencia de de de valor

RÉPLICA (alc) (gen) . [1] UM recipiente no qual substâncias săo sujeitou para aquecer com a finalidade de DESTILAÇĂO ou DECOMPOSIÇĂO DE . UMA réplica é distinta de um AINDA em que é mais freqüentemente usado para o tratamento de sólido ou Semisolid de substances. [2] UM recipiente fechado usou dentro CARVĂO produçăo na qual GASES COMBUSTÍVEIS săo capturou e fez em líquidos, geralmente por CONDENSAÇĂO DE . F - CORNUE S - RETORTA

RETROFITTING (sol) . A instalaçăo de AQUECIMENTO SOLAR ou sistemas REFRESCANTES SOLARES em estruturas existentes. F - readaptaçăo S - RETROACTIVA DE MODIFICACION

TEMPO de RETORNO (vento) (meas) . O comprimento de tempo durante qual baixos ventos impedem para um MOINHO DE VENTO de alcançar seu CORTE-EM SPEED ou SPEED. INICIANTE O " abaixe tempo " ou período de tempo quando o vento é muito baixo para para permitir um MOINHO DE VENTO a alcançar seu corte-em velocidade ou velocidade iniciante. F - toque de corneta de temps S - RESTABLECIMIENTO DE DE DE TIEMPO REYNOLDS' NUMBER

REYNOLDS' NUMBER (meas) (sol) (vento). A relaçăo de forças materiais para forças VISCOSAS em qualquer FLOW. FLUIDO O número de Reynolds' é determinado pelo seguinte Equaçăo de : (PVD)/U onde: P (rho) = densidade V = velocidade D = comprimento de distância de fluxo U (mu) = viscosidade. F - DE DE NOMBRE REYNOLDS S - DE DE NUMERO REYNOLDS

ARROZ FOGĂO CASCUDO (biocon) . UM fogăo projetou para usar arroz descasca como seu combustível primário. F - POELE UM RIZ DE DE DE PAILLE S - ESTUFA DE CASCARAS DE ARROZ

EQUIPANDO (vento) (impl) . Collectively, todas as cordas e encordoa apoiava o mastro do MOINHO DE VENTO, e para FURL ou desfralda as VELAS. F - HAUBANAGE S - CORDAJE

DIREITOS RIBEIRINHOS (hydr) . O direito de um proprietário de terras para o molham em ou limitando o dele ou a propriedade dela, inclusive o corrigem prevenir diversăo ou abusar de rio acima água. F - RIVERAINETE DE DE DE DROITS S - RIBERENOS DE DERECHOS

ESPELHO (alc) . UM tubo no que penetra um prato um AINDA COLUNA de , permitindo VAPORES de ÁLCOOL para promover o column. UM perfurou boné ou xícara é colocada em cima de cada espelho para distribuem o vapor na seçăo de coluna e para impedem para água de gotejar no espelho. F - MONTANTE DE COLONNE S - SUBIDA DE DE DE TUBO

GERADOR DE RIO (ELEC) (HYDR). UM GERADOR HIDROELÉTRICO que obtém seu poder de um rio ou outra água CORRENTE. F - RIVERAIN DE GENERATEUR S - generador fluvial

ROCKBED (sol) . que UM recipiente de armazenamento de calor encheu de pedras ou seixos que săo usado AQUECIMENTO SOLAR e ESFRIANDO SOLAR Sistemas de . F - iluminou pierres de de S - ROCA DE DE DE FONDO

ROCKBED SISTEMA REFRESCANTE (SOL). UM condicionador de ar passivo Sistema de do que circula o ar de um edifício por uma cama Pedras de que esfriaram durante o começo noturno ou matutino. F - paridade de refroidissement iluminou pierres de de, de de systeme, S - enfriamiento de de de sistema roca de de de lecho contra R-VALOR DE

ROQUEIRO ARM (vento) (impl) . UM mecanismo de apoio que gira em um cabo a um fim enquanto movendo para cima e para baixo ao outro. é usado para converter o movimento giratório de um MOINHO DE VENTO de para um para cima-e-abaixe movimento, normalmente por bombear. F - CULBUTEUR S - BALANCIN

ROLO que RIZA VELA (vento) (arco). UMA LÂMINA de ROTOR que é provido com tiras de tela (VELEJA) ferida em ROLLERS. O Rolos de săo usados para RIZAR as velas. F - aile um de de rouleaux computam ris de de S - aspa rodillos contra

ROLOS (vento) (arco) PORTES de . entre o MEIO-FIO e o BONÉ de de um MOINHO de TORRE ou AVENTAL MILL. Os rolos permitem o tampam do MOINHO para se transformar no vento. F - ROULEAUX S - RODILLOS

ROTOR (vento) . A assembléia de VELAS ou LÂMINAS que giram sobre um EIXO criado pelo CABO de VENTO de um MOINHO DE VENTO. F - rotor S - rotor

CABO de ROTOR (vento) . (See: VENTO CABO) F - rotor de de de arbre S - rotor de del de eje

DEGRAU (hydr) (vento) . [1] As LÂMINAS de uma ÁGUA WHEEL. [2] As varas férreas transversais nas que seguram os PANOS de VELA um MOINHO DE VENTO DE . F - [1] paleta; [2] barreau S - PALETA

CORREDOR (hydr) . A roda de TURBINA. F - turbina de de de roue S - MOVIL DE RUEDA

<FIGURA;>

R-VALOR (MEAS) . (SEE: RESISTĘNCIA VALOR) F - thermique de resistęncia S - valor R S

SACCHARIFICATION (alc) . UM processo de conversăo que usa ÁCIDOS, BASES, ou ENZIMAS nas quais CARBOIDRATO estăo quebrados em FERMENTABLE SUGARS. (também Veja: FERMENTAÇĂO DE ) F - SACCHARIFICATION S - SACARIFICACION

VELEJE (vento) . UM pedaço de pano prendeu entre cada do SPARS de um MOINHO DE VENTO com a finalidade de pegar o arejam. Also usado para definir moinho de vento veleja coletivamente. F - AILE S - VELA

VELEJE ATRÁS (vento) (arco) . UM único MASTRO que substitui o STOCK e CHICOTEIA em MOINHOS DE VENTO que săo provido com ferro cruza em vez de FINS de VOTAÇĂO. F - d'aile de sutiăs S - aspa de del de barra

LONA (vento) . algodăo Muito forte ou tela que podem seja usado para VELAS em MOINHOS DE VENTO. F - TOILE UM VOILE S - LONA

MOINHO DE VENTO de SAILWING (vento) . UM MOINHO DE VENTO que tem um pequeno numeram de pano SAILS. que moinhos de vento de Sailwing normalmente săo desígnios simples, e geralmente é usado para água bombeando. F - MOULIN UM VOLANTS S - viento de de de molino lona de de de vela contra

SAL (chem) . UM produto formado pela neutralizaçăo de um ÁCIDO por uma BASE. F - SEL S - SAL

SISTEMA DE SANITATION/DIGESTER (BIOCON). UM sistema de BIOGAS que combina produçăo de METANO com instalaçőes dispor de excreta. humano Este também é um modo efetivo para eliminam PATHOGENS perigoso. F - SANITAIRE/DIGESTEUR DE SYSTEME S - SANEAMIENTO/DIGESTOR DE DE DE SISTEMA

ROTOR de SAVONIUS (vento) . UMA MÁQUINA de VENTO com um VERTICAL EIXO de , freqüentemente fez de divisăo lubrifica drums. é um ARRASTAR-TIPO Dispositivo de com relativamente baixa EFICIĘNCIA, mas com TORQUE começando alto. F - de de rotor Savonius S - rotor Savonius

<FIGURA;>

SCOOP RODA

FOGĂO de SERRAGEM (biocon) . UM fogăo projetou para usar serragem como seu combustível primário. F - POELE UM BOIS DE DE DE SCIURE S - ASERRIN DE DE DE ESTUFA

<FIGURA;>

ESCAVE RODA (vento) (arco) . UM vertical, roda de elenco-ferro com LÂMINAS de madeira ou conchas que erguem água de um nível para outro. Scoop que rodas normalmente săo dirigidas por MOINHOS DE VENTO DE . F - ROUE UM GODETS S - CANGILONES DE DE DE RUEDA

ESFREGANDO

ESFREGANDO (biocon) . [1] Removendo gases năo desejados de BIOGAS ou PRODUTOR GAS. [2] O processo de remover um indesejável, e normalmente corrosivo, componente ou componentes de um GÁS COMBUSTÍVEL mixture. Isto é terminado por que passa a mistura acima e contador para um fluxo de Líquido de que é capaz de selectively ADSORBING o pelo que também podem ser esfregados Gases de components. indesejáveis que os passa por arquivamentos férreos. F - EPURATION S - LAVADO DE DE DE PROCESO SHADING COEFICIENTE

ESPUMA (biocon) . Em DIGESTĂO de BIOGAS, uma mistura de grosso, material fibroso que flutua na superfície do SLURRY. A acumulaçăo de espuma pode inibir produçăo de METANO. F - ECUME S - ESPUMOSA DE NATA

DISPOSITIVO DE CONTROLE DE ESPUMA (BIOCON) (IMPL). UM mecanismo, normalmente, algum tipo de dispositivo ATIVO que é usado para se separar a camada de ESPUMA que sobe ŕ superfície em um BIOGAS DIGESTER. F - dispositif vertem le controle de l'ecume S - APARATO CONTROLADOR DE LA NATA

SEGUNDA LEI DE TERMODINÂMICAS (GEN). A lei que declara isso ENERGIA FLUXOS de uma CONCENTRAÇĂO mais alta para um mais baixo Concentraçăo de . F - SECONDE LOI DE LA THERMODYNAMIQUE S - TERMODINAMICA DE LEY DE SEGUNDA

SEMENTE (BIOCON) . (SEE: INOCULUM) F - GERME S - SEMILLA

SUPERFÍCIE SELETIVA (sol) . UMA camada de superfície especialmente adaptada para um COLETOR que tem RADIAÇĂO SOLAR alta ABSORPTANCE e baixo EMITTANCE. TÉRMICO é usado no se aparecem de PRATOS de ABSORVENTE para aumentar o coletor EFICIĘNCIA DE . F - SELECTIF DE VITRAGE S - SELECTIVA DE SUPERFICIE

TORRE EGO-APOIANDO (vento). UMA TORRE, normalmente feita de, aceram que apóia um MOINHO DE VENTO sem o uso de SUJEITO WIRES. F - AUTOPORTEUR DE PYLONE S - AUTOPORTANTE DE TORRE

CALOR SENSATO (calor) . Que aquece que, quando somou ou subtraiu, só resulta em uma mudança de temperatura (como opôs a uma reaçăo química ou outra). F - chaleur sensato S - TERMOSENSIBLE DE CALEFACCION

ARMAZENAMENTO de CALOR SENSATO (calor). UM médio de armazenamento de calor em que a adiçăo ou remoçăo de resultados de calor só em um temperatura mudança (ao invés de uma substância química ou outro reaction) . O médio de armazenamento consiste freqüentemente em água ou embaraçam. F - chaleur de de de stockage sensato S - TERMOSENSIBLE DE ALMACENAJE

COEFICIENTE OBSCURECENDO (SOL) (MEAS). UM método por determinar Reduçőes de em GANHO de CALOR solar causado por certos tipos de ENVIDRAÇANDO. é determinado dividindo o calor solar ganham por uma folha de envidraçar debaixo de condiçőes específicas pelo ganho solar por uma DOBRAR-VITRIFICAÇĂO de único-cor debaixo do mesmo conditions. O mais baixo o número, + maior a reduçăo em ganho de calor solar. F - vitrage de de de coeficiente S - SOMBRA DE DE DE COEFICIENTE TOSQUIA

TOSQUIE (vento) Variaçőes de . em VELOCIDADE de VENTO horizontal devido a a distância do vento do ground. O mais alto que o vento está sobre o chăo, the mais rápido move por causa da fricçăo reduzida. F - CISAILLEMENT S - GRADIENTE TRANSVERSAL DE LA VELOCIDAD DEL VIENTO

MEIO-FIO de TIRO (vento) (arco) . (See: MEIO-FIO AO VIVO) F - ROULEMENT DE DE DE CHEMIN S - MOVIL DE REBORDE

MORTALHA (vento) (arco) (hydr) . [1] UMA estrutura concentrava ou inclina um fluxo de wind. [2] UMA beira funda que inclui os BALDES parcialmente em OVERSHOT ÁGUA RODAS ou RODAS de PEITO. F - [1] CARENAGE; [2] BACHE S - REFUERZO

MOINHO DE VENTO AMORTALHADO (vento) (arco). UM MOINHO DE VENTO com um funil-como estruturam ao redor da extremidade externa da ÁREA VARRIDA que força vento de uma área maior a atravessar o LÂMINAS DE . F - CARENEE DE EOLIENNE S - MOLINO DE VIENTO REFORZADO

VENEZIANAS (vento) (arco) . Pivoting sarrafo que săo usados em vez de LONA em PRIMAVERA VELEJA e VELAS PATENTES. F - VOLETS S - BASCULANTES DE HOJAS

PRATO de PENEIRA (alc) . UM componente de um ÁLCOOL AINDA COLUNA DE . é um de uma série de pratos picotados que é usado para promover o contato de líquido com vapor dentro a coluna. F - perfore de planalto S - PERFORADA DE PLACA

SILICONE CELA SOLAR (sol) . UMA CELA SOLAR fez com o SILICONE de elemento cristalino como parte de seu condutor. F - solaire de cellule um silicone de la S - celula silicio de de solar

BIOMASSA DE SILVICULTURAL (BIOCON). BIOMASSA de de árvores. F - SYLVICULTURE DE DE DE BIOMASSE S - SILVICULTURA DE DE DE BIOMASA

ÚNICO-EIXO QUE LOCALIZA O COLETOR (SOL). COLETOR SOLAR que segue o caminho do sol em só um EIXO. F - capteur um poursuite du soleil autour d'un seul machado S - COLECTOR DE SEGUIMIENTO MONOAXIAL

ÚNICO SHUTTERED (vento) (arco). UMA VELA que está usando VENEZIANAS só um lado do CHICOTE. F - uma obturaçăo simples S - MONOHOJA DE DE DE ASPA AVENTAL MOINHO

SELEÇĂO de LOCAL (gen) . O processo de localizar o melhor local disponível para construir ou colocar uma MÁQUINA de WlND, dispositivo de HYDROPOWER, ou dispositivo de PODER SOLAR. F - local de du de choix S - EMPLAZAMIENTO DE DEL DE SELECCION

CÚPULA de CÉU (sol) . O céu sobre o horizonte em tudo Direçőes de , como vista de uma área particular. F - ciel de du de cúpula S - AEREO DE DOMO

CLARABÓIA (sol) . UMA abertura de telhado com a que está coberta GLAZING e isso permite luz solar para entrar em uma casa ou se alojam. F - LUCARNE S - TRAGALUZ

ARRANHA-CÉUS (vento) (arco) . (See: AR FREIOS) F - freins uma abertura S - RASCACIELOS

DECLIVE (hydr) (meas) . UM cálculo de FLUXO de CANAL igual para + número de pés uma superfície " derruba " ou inclinaçőes descendente por 1,000 pés de distância horizontal; também expressou em metros de gota por quilômetro. F - PENTE S - PENDIENTE

BARRO (biocon) . material Sólido ao que coleciona o assentam de um DIGESTER. F - BOUES S - SEDIMENTOS GÁS de BARRO (biocon) . que Um nome alternativo usou para BIOGAS, particularmente quando o gás é produzido através de esgoto. F - VIDANGE DE DE DE GAZ S - lodo de de de gás

ECLUSA (hydr) . UM CANAL de manmade ou via fluvial para administrar geralmente molham a um HYDROPOWER device. tem um ou portőes mais ajustáveis para regular o FLUXO de água. F - canal um vannes S - ESCLUSA

SLUICEWAY (HYDR) . (SEE: SLUICE) F - D'ECLUSE DE CHENAL S - SAETIN

SLURRY (biocon) . O material de semisolid em um BIOGAS DIGESTER que consiste em BIOMASSA misturou com água. F - BOUE S - FANGO

MOINHO de AVENTAL (vento) (arco) . A contraparte madeira-moldada para a TORRE MILL. que A armaçăo de moinho de avental geralmente é cobriu com subir a bordo para proteger isto do tempo. F - MOULIN UM PIVOTANTE DE CALOTTE S - MOLINO UMA HOLANDESA DE LA FUME CÂMARA

FUME CÂMARA (calor) . A seçăo em um CANO DE CHAMINÉ de lareira que é diretamente sobre o ABAFADOR. F - FUMEE DE DE DE CONDUITE S - HUMO DE DE DE CAMARA CARBONATO DE SÓDIO (biocon) . UMA BASE controlava pH (HIDROGĘNIO POTENCIAL) . é útil mantendo o pH equilibram em um BIOGAS DIGESTER, e para um um pouco menos Grau de em SILĘNCIOS de ÁLCOOL. F - sódio de de de carbonato S - SODIO DE DE DE CARBONATO

ABSORVENTE SOLAR (sol) . UMA folha de material, normalmente cobre, Alumínio de , ou aço do que forma a superfície um SOLAR COLETOR DE . coleciona e retém RADIAÇĂO SOLAR, que é passado a um MÉDIO de TRANSFERĘNCIA de CALOR. F - SOLAIRE DE ABSORBEUR S - absorbente solar

ABSORÇĂO SOLAR (sol) . A absorçăo de RADIAÇĂO SOLAR por um material. F - solaire de absorçăo S - absorcion solar

ALTITUDE SOLAR (sol) . o ângulo de O sol sobre o horizonte, como medido em um aviăo vertical. F - SOLEIL DE DU DE HAUTEUR S - altura solar

ARQUITETURA SOLAR (SOL) . (SEE: DESÍGNIO SOLAR PASSIVO) F - solaire de arquitetura S - arquitectura solar

ORDEM SOLAR (sol) . UM grupo de COLETORES SOLARES ou PHOTOVOLTAIC MÓDULOS. F - SOLAIRE DE PANNEAU S - conjunto solar

AZIMUTE SOLAR (sol) . O ângulo horizontal entre o sol e dívida sul no hemisfério do norte, ou entre o pőem ao sol e norte devido no hemisphere. sulista (Syn: que agüenta ângulo) F - SOLEIL DE DU DE AZIMUT S - azimut solar

BATERIA SOLAR (sol) . UMA BATERIA pela que é carregada PHOTOVOLTAIC CELAS. F - solaire de pilha S - bateria solar

SECADOR DE GABINETE SOLAR (SOL) . (SEE: SECADOR DE COLHEITA SOLAR) F - câmara de sechage solaire S - secador gabinete de de solar

CELA SOLAR (SOL) . (SEE: PHOTOVOLTAIC CELA) F - SOLAIRE DE CELLULE S - celula solar DECLINAÇĂO SOLAR

CAMADA SOLAR (sol) . APARTAMENTO PRETO PINTURA ou algum outro substância de ABSORPTIVE que é aplicada ao ABSORVENTE PLATE de um COLETOR SOLAR para ajudar isto a absorver, bastante, que reflita, luz solar. F - ANTIREFLET DE COUCHE S - revestimiento solar

COLETOR SOLAR (sol) . UM dispositivo que junta e acumula RADIAÇĂO SOLAR para produzir heat. Nearly todo solar Coletores de tęm uma camada de ENVIDRAÇAR para apanhar calor em cima que passou no collector. Em baixo da vitrificaçăo é um ABSORVENTE solar CHAPEOU para qual transfere calor um HEAT TRANSFERĘNCIA MEDIUM. O médio pode ser ar, molhe, um antigelante soluçăo, ou outro substance(s). F - SOLAIRE DE CAPTEUR S - radiacion de de de colector solar

COLETOR CONNECTIONS SOLAR (SOL). Enseadas de e saídas que conduz e de COLETORES SOLARES e conectando o Coletores de com apparatus. relacionado No caso de água Tanques de aquela água de corrida por coletores, haverá uma saída perto do fundo do tanque e uma enseada próximo + topo do tank. Likewise, haverá uma enseada perto do fundo do coletor e uma saída perto do tampam do coletor. F - raccordements vertem capteurs S - colector de del de conexiones solar

COLETOR EFFICIENCY SOLAR (SOL) (MEAS). O total SOLAR RADIAÇĂO de durante a que é incidente em um COLETOR um período de tempo específico. F - RADIATIF DE RENDEMENT S - colector de del de rendimiento solar

CONCENTRATOR SOLAR (sol) . A parte de um COLETOR SOLAR que focaliza luz solar sobre uma superfície de ABSORVENTE. F - SOLAIRE DE CONCENTRATEUR S - concentrador solar

FOGĂO SOLAR (sol) . UM termo geral para o muitos tipos de SOLAR-POWERED dispositivos de arte culinária. F - SOLAIRE DE CUISEUR S - calor de por de cocina solar

ESFRIANDO SOLAR (sol) . UM sistema solar abaixava o Temperatura de em um quarto ou um dispositivo. F - SOLAIRE DE REFROIDISSEMENT S - enfriamiento solar

SECADOR de COLHEITA SOLAR (sol) . Um aparato que usa SOLAR RADIAÇĂO de para secar arroz, grăo, fruta, legumes, ou outras comidas. F - solaire de sechoir vertem recoltes S - secador alimentos de para solar

SECADOR de COLHEITA SOLAR (sol) . Um aparato que usa SOLAR RADIAÇĂO de para secar arroz, grăo, fruta, legumes, ou outras comidas. F - solaire de sechoir vertem recoltes S - secador alimentos de para solar

DECLINAÇĂO SOLAR (sol) . O ângulo do norte de sol ou sul do plane. equatorial é mais se norte de + aviăo, e menos se sul do aviăo. F - SOLAIRE DE DECLINAISON S - declinacion solar PRATO SOLAR

PRATO SOLAR (SOL) . (SEE: PRATO PARABÓLICO) F - SOLAIRE DE MIROIR S - parabolico de refletor

DISTILLATE SOLAR (sol) . O produto que resulta de SOLAR DESTILAÇĂO DE . F - SOLAIRE DE DISTILLAT S - destilado solar

DESTILAÇĂO SOLAR (sol) . UM processo em qual ENERGIA SOLAR é apanhado e evaporava água impura ou salgada. que O vapor de água CONDENSA como água destilada que pode ser usou por beber ou para outros usos. F - solaire de destilaçăo S - destilacion solar

SECADOR SOLAR (sol) . Qualquer dispositivo para o que usa RADIAÇĂO SOLAR removem umidade de um substance. (também Veja: COLHEITA SOLAR SECADOR DE ) F - SOLAIRE DE SECHOIR S - secador solar

SECANDO SOLAR (SOL) . (SEE: SECADOR SOLAR) F - sechage paridade energie solaire S - energia de por de secado solar

ELETRICIDADE SOLAR (sol) Eletricidade de . da que é produzida ENERGIA SOLAR sources. (também Veja: PHOTOVOLTAIC PROCESSO; PHOTOVOLTAIC CELA) F - SOLAIRE DE ELECTRICITE S - electricidad solar

ENERGIA SOLAR (sol) . que A RADIAÇĂO eletromagnética gerou pelo sol. que energia Solar pode ser convertida para útil forma de ENERGIA pelo PROCESSO de PHOTOVOLTAIC, TÉRMICO, CONVERSĂO de , ou por concentrators de temperatura alto e COLLECTORS. que energia Solar normalmente é inicialmente capturou na forma de calor, e é usada entăo melhor para uma variedade de aquecer purposes. Isto pode ser feita pelo uso de COLETORES SOLARES e FOGŐES SOLARES. no que RADIAÇĂO SOLAR também pode ser convertida diretamente energia elétrica pelo uso de CELAS de PHOTOVOLTAIC. F - SOLAIRE DE ENERGIE S - energia solar GLOBO OCULAR SOLAR (sol) . UM tipo de COLETOR CONCENTRANDO SOLAR que usa uma LENTE de FRESNEL para focalizar RADIAÇĂO SOLAR em uma CELA de PHOTOVOLTAIC. F - SOLAIRE DE BULBE S - foco solar

FORNO SOLAR (sol) . que UM CONCENTRATOR SOLAR produzia mesmo high de temperatures. Also para o que um dispositivo solar usou obtęm temperaturas altas focalizando os raios do sol sobre um receptor pequeno. F - quatro solaire S - horno solar

IRRADIANCE SOLAR

GANHO SOLAR (sol) . A parte da provisăo de calor de um edifício, ou uma carga adicional por esfriar, that é provido por RADIAÇĂO SOLAR na que golpeia o edifício ou passagens isto por janelas. isto por janelas. F - SOLAIRE DE APPORT S - ganancia por la energia solar

SECADOR DE GRĂO SOLAR (SOL) . (SEE: SECADOR DE COLHEITA SOLAR) F - solaire de sechoir vertem cereales S - secador granos de de solar

ESTUFA SOLAR (sol) . desígnios de estufa Específicos que levam em conta princípios básicos de PASSIVO SOLAR AQUECIMENTO DE . Increasingly, estufas solares estăo sendo prendeu a dwellings. Excesso calor da estufa passa na habitaçăo por TRANSMISSĂO de ar e CONDUTÂNCIA TÉRMICO de uma parede mútua. F - SOLAIRE DE SERRE S - invernadero solar

<FIGURA;>

AQUECIMENTO SOLAR (sol) . O uso de um sistema solar para elevar a temperatura em um quarto ou um dispositivo. F - SOLAIRE DE CHAUFFAGE S - calefaccion solar

IRRADIANCE SOLAR (sol) . O total de SOLAR RADIAÇĂO de que golpeia uma determinada área. F - solaire de irradiaçăo S - irradiancia solar

SOLAR EM CIMA DE

FORNO SOLAR (sol) . Um forno que confia em RADIAÇĂO SOLAR como sua fonte de ENERGIA. F - quatro solaire S - horno solar

LAGOA SOLAR (sol) . UM corpo raso de água salgada com um lustram ou bottom. escuro Quando RADIAÇĂO SOLAR incidente penetra a água, algum disto é absorvido pelo molham. However, uma proporçăo grande da radiaçăo, alcança o fundo do pond. There é absorvido, que aquece o fundo em troca surface. A superfície de fundo aquece a água próximo a isto, que pode ser usada entăo como um ENERGIA fonte pelo uso de CALOR EXCHANGERS. O A salinidade de lagoa de deveria aumentar com sua profundidade. F - SOLAIRE DE BASSIN S - charca solar POSIÇĂO SOLAR (sol) . O local do sol no céu durante os EQUINÓCIOS, baseado na latitude do Observador de . posiçăo Solar é determinada pelo valor de a ALTITUDE SOLAR e o AZIMUTE SOLAR. F - soleil de du de posiçăo S - posicion solar

PODER SOLAR (sol) . A taxa ŕ qual ENERGIA SOLAR cai em uma área. A área é normalmente determinada em termos do todo Terra de . F - SOLAIRE DE PUISSANCE S - potencia solar

BOMBA SOLAR (sol) . UMA bomba que opera em ENERGIA SOLAR, ou por um processo de PHOTOVOLTAIC ou por um sistema térmico no qual um FLUIDO aqueceu pelos passeios de sol uma TURBINA ou Pistăo de que dá poder a a bomba. F - SOLAIRE DE POMPE S - bomba solar

RADIAÇĂO SOLAR (sol) . ENERGIA BRILHANTE recebeu do pőem ao sol, de exposiçăo direta e difunde ou refletiu Luz solar de . F - SOLAIRE DE RAYONNEMENT S - radiacion solar

REFLETOR SOLAR (sol) . UM dispositivo que reflete SOLAR RADIAÇĂO DE . F - SOLAIRE DE REFLECTEUR S - refletor solar

REFRIGERAÇĂO SOLAR (sol) . UM processo em qual SOLAR RADIAÇĂO de é usada para prover ENERGIA de CALOR para ativar um processo refrescante. F - solaire de refrigeraçăo S - refrigeracion solar

SAL SOLAR (sol) SAL de . obtido por DESTILAÇĂO SOLAR de salgam água. F - SOLAIRE DE SEL S - sal solar SISTEMA SOLAR DE

CHUVA SOLAR (sol) . UM chuveiro que usa uma ÁGUA SOLAR AQUECEDOR de para prover água quente. F - solaire de ducha S - ducha solar

SELETOR DE LOCAL SOLAR (SOL) (MEAS). UMA transparęncia circular, semelhante a um mapa que é usado para determinar posiçőes solares e calcula matizaçăo. F - dispositif de seleçăo de l'emplacement solaire S - emplazamiento de del de seletor solar

AQUECEDOR ESPACIAL SOLAR (sol) . UM sistema de AQUECIMENTO SOLAR que aquece FLUIDO em uma superfície de metal preta debaixo da que é ENVIDRAÇANDO. O fluido aquecido pode ser circulado durante o Dia de e armazenou ŕ noite. F - APPAREIL DE CHAUFFAGE SOLAIRE INDIVIDUEL S - espacial de calentador solar

ESPECTRO SOLAR (sol) . A distribuiçăo total de eletromagnético RADIAÇĂO de emitiu do sun. que normalmente é listou menos esses comprimentos de onda pelos que săo absorvidos o Atmosfera de . Em Terra, isto chega a aproximadamente 420 trilhőes QUILOWATT de HORAS de PODER SOLAR anualmente. F - solaire de espectro S - espectro solar

FOGĂO A VAPOR SOLAR (SOL) . (SEE: INSULATED FOGĂO A VAPOR) F - solaire de autoclave S - vapor de de de horno solar

SOLAR AINDA (sol) . que UM dispositivo usou para DESTILAÇĂO SOLAR. F - SOLAIRE DE ALAMBIC S - alambique solar

<FIGURA;>

Sistema solar (sol) . Qualquer aquecimento, esfriando, ou sistema de PODER que usa ENERGIA gerou pelo sol. F - SOLAIRE DE SYSTEME S - sistema solar AQUECEDOR DE ÁGUA SOLAR

AQUECEDOR de ÁGUA SOLAR (sol) . UM aquecedor de água do que depende ENERGIA BRILHANTE do sol como sua fonte de poder. F - SOLAIRE DE CHAUFFAGE-EAU S - agua de de de calentador solar

<FIGURA;>

SOLIDEZ (vento) (meas) . A relaçăo da superfície de LÂMINA Área de para a ÁREA VARRIDA de um ROTOR. F - solidite de de de coeficiente S - SOLIDEZ

TEMPO DE RETENÇĂO DE SÓLIDOS (BIOCON) (MEAS). (DETENÇĂO DE SEE:

TIME) F - temps de retençăo des solides S - periodo de retencion de los solidos

DESPERDÍCIO SÓLIDO (biocon) . Waste material em um estado sólido, como é achada em casas, atividades comerciais, plantas municipais, etc. Muitos desperdícios sólidos săo úteis dentro processos de BIOCONVERSION. F - SOLIDES DE DECHETS S - SOLIDOS DE DESPERDICIOS

SOLUBILIZATION (biocon) . A primeira de tręs fases no DIGESTĂO ANAERÓBIA de ASSUNTO ORGÂNICO em qual o complexo Proteínas de , CARBOIDRATO, CELULOSE, gorduras, e óleos săo dissolvidos por ENZYMES. Este HYDROLYSIS transforma o combinaçőes complexas em aminoácidos simples, simples adoça, ácidos gordurosos, e glycerol. As combinaçőes simples Săo feitos em uma forma que é dissolvida facilmente e pode atravessar as paredes de cela do ácido-formar BACTÉRIAS de ser FERMENTADA. F - SOLUBILISATION S - SOLUBILIZACION

RELUZA ARRESTER (impl) . Escondendo, lă de aço, ou outro substance(s poroso) isso é colocada na distribuiçăo pia de um BIOGAS DIGESTER ou PRODUTOR GERADOR de GÁS. Eles previnem uma faísca ou ardem de passar atrás o transportam e causando uma explosăo. F - aparar-etincelle S - PARACHISPAS SQUARE ONDA

MASTROS (vento) . As armaçőes que estendem do CABO de VENTO de uma MÁQUINA de VENTO para apoiar as VELAS. F - sutiăs [1] S - [1] LARGUEROS; [2] VARILLAJE

GRAVIDADE ESPECÍFICA (gen) . A relaçăo do peso de um determinado volume de uma substância para um volume igual de ar ou molham a uma determinada temperatura e pressure. O específico Gravidade de que pode ser medida por um HIDRÔMETRO indica a CONCENTRAÇĂO de uma substância em uma soluçăo. (também Veja: PROOF). F - DENSITE S - ESPECIFICA DE GRAVEDAD

VELOCIDADE ESPECÍFICA (HYDR) (MEAS). A velocidade a qual um determinado digitam de CORREDOR em uma TURBINA operaria se fosse reduziu proportionately em tamanho produzir um CAVALO-VAPOR debaixo de um um-pé (30.48 centímetro) HEAD. Isto aceleram ou é expressada velocidade em revoluçőes por Minuto de . é usado para determinar o próprio tipo de Turbina de para instalar em uma PLANTA de PODER HIDROELÉTRICA abaixo determinadas condiçőes. F - SPECIFIQUE DE VITESSE S - ESPECIFICA DE VELOCIDAD

GASTADA TRITURE (alc) . que O semisolid TRITURAM, sem o ÁLCOOL, que segue FERMENTAÇĂO e DESTILAÇĂO. F - destilaçăo de de de residu S - VINAZAS

SLURRY GASTO (BIOCON) . (SEE: EFFLUENT) F - EPUISEE DE BOUE S - USADO DE FANGO

SPILLWAY (hydr) . UMA passagem em cima de ou ao redor de um CANAL ou REPRESA pelo qual água de excesso pode escapar. F - DEVERSOIR S - VERTEDERO

AVENTAL DE SPILLWAY (HYDR) . (SEE: SPILLWAY) F - DEVERSOIR DE DU DE CHENAL S - VERTEDERO DE DEL DE PARAMENTO

SPILLWAY CHANNEL (HYDR) . (SEE: SPILLWAY) F - deversoir de du de canal S - vertedor de canal

VELA PRIMAVERAL (vento) (arco) . UMA LÂMINA de MOINHO DE VENTO provido com VENEZIANAS de que săo controlado antes de primaveras. F - AILE UM RESSORTS S - RESORTE DE DE DE ASPA

ONDA QUADRADA (vento) . UM tipo de corrente alternada (ac), produziu por barato, sólido-estado INVERTERS que pode seja usado para a maioria, mas năo tudo, eletrodomésticos de ac. F - RECTANGULAIRE DONDE S - CUADRADA DE ONDA S-ROTOR

S-ROTOR (vento) see: de . ROTOR de SAVONIUS) F - de de rotor Savonius S - rotor S

EMPILHE (constr) . UMA CHAMINÉ ou outra passagem projetou desabafam fumaça de um fogăo, forno, forno, etc. F - cheminee de de de corpo de exército S - cânon

EMPILHE EFEITO (calor) . O impulso de um gás aquecido para subir por uma passagem vertical, como uma CHAMINÉ. F - CHEMINEE DE DE DE EFFET S - HUMERO DE DE DE EFECTO

EMPILHE GÁS (calor) . Gases que é o resultado de combustăo que passam uma CHAMINÉ. F - CHEMINEE DE DE DE GAZ S - supre com gás chimenea de la de de

ESTAGNAÇĂO (sol) . A condiçăo na que pode ser alcançada um + COLETOR SOLAR quando o sol está lustrando no dispositivo e nenhum FLUIDO está fluindo por it. O resultando alto Temperaturas de podem danificar o COLETOR. F - estagnaçăo S - ESTANCACION

ENGOME (alc) (chem) . UM CARBOIDRATO branco, insípido, sólido ([C.sub.6][H.sub.10][O.sub.5]) Goma de . é um componente principal de muitos colheitas agrícolas, como batatas, grăos, etc., isso Săo usados para produzir GLICOSE. F - AMIDON S - ALMIDON

INICIANTE (biocon) . O processo de somar INOCULUM para um BIOGAS DIGESTER de forma que o digester começará funcionam. F - MARCHE DE EN DE MISE S - MARCHA DE EN DE PUESTA VELOCIDADE INICIANTE (vento) (meas). A VELOCIDADE de VENTO a qual um WIND que MÁQUINA começa a girar. F - VITESSE DE MISE EN MARCHE S - VELOCIDAD DE PUESTA EN MARCHA

CABEÇA ESTÁTICA (hydr) . A altura vertical da superfície de um corpo de água para a saída de água da DESCARGA PIPE de uma TURBINA. F - D'ELEVATION DE HAUTEUR S - ELEVACION DE DE DE ALTURA

UNIDADE DE PODER DE PEDAL ESTACIONÁRIA (GEN). (SEE: PEDAL PODER) F - appareil stationnaire d'entrainement paridade pedales S - unidad de rendimiento del pedalam inmovil

MÁQUINA A VAPOR (geo) (auto) . Uma máquina em qual o mecânico forçam de vapor é usado como um PODER de motivo dirigir Maquinaria de , etc. F - MOTEUR UM VAPEUR S - motor de vapor de agua STOCK

GÁS A VAPOR (geo) . vapor de Superheated como o que é usado um ENERGIA fonte. Steam do que gás normalmente é obtido fontes de GEOTHERMAL. F - SURCHAUFFEE DE VAPEUR S - agua de de de gás

TURBINA A VAPOR (gen) (geo) . UMA TURBINA pela que é dirigida que amplia vapor ou supre com gás bastante entăo pela velocidade ou Peso de de água. F - turbina um vapeur S - vapor de de de turbina

AINDA (gen) (alc) . [1] Um aparato para DESTILAÇĂO que consiste principalmente em um recipiente fechado em qual a soluçăo ser destilada também é heated. inclui mecanismos para condensar o vapor que é produced. [2] Um ÁLCOOL destilaçăo unidade que consiste em um recipiente para aquecer TRITURAM, uma COLUNA de DESTILAÇĂO para separar o molham do álcool, e um CONDENSADOR para converter ÁLCOOL VAPORES em líquido. F - ALAMBIC S - ALAMBIQUE

STILLAGE (alc) . UMA mistura de non-FERMENTABLE DESPERDÍCIOS SÓLIDOS e água nas que permanecem um AINDA depois que o ÁLCOOL seja removeu por DISTILLATION. Stillage pode ser usada como um alimento animal. F - residus de destilaçăo non-fermentable S - RESIDUOS

AINDA BONÉ (ALC) . (SEE: BOLHA BONÉ) F - BARBOTAGE DE DE DE CALOTTE S - ALAMBIQUE DE DE DE CASQUETE

AINDA COLUMN(alc) (impl) . UM componente de um ÁLCOOL AINDA que é usado para separar ÁLCOOL do TRITURE e molham. que A coluna imóvel consiste em PRATOS de PENEIRA, BOLHA, BONÉS de , e um DOWNCOMER. F - destilaçăo de de de colonne S - ALAMBIQUE DE DE DE COLUMNA

MÁQUINA de STIRLING (auto) . Uma máquina de combustăo externa em que ar está alternadamente aquecido e esfriou para dirigir um Pistăo de para cima e Hidrogęnio de down. é usado em vez de ar dentro algum models. mais novo que A máquina de Stirling pode em alguns casos é nonpolluting e mais eficiente que o interno combustăo máquina. F - DE DE MOTEUR STIRLING S - motor Stirling

MEXENDO (biocon) . Agitating ou misturando o SLURRY dentro um BIOGAS DIGESTER. ajudas Ativas previnem formaçăo de ESPUMA e promove produçăo de METANO. F - VAGUAGE S - AGITACION

PROVEJA (vento) (arco) . [1] UMA barra que é usada para apoiar um MOINHO DE VENTO VELA. [2] UM MASTRO se afilado pelo que passa + FIM de VOTAÇĂO de um moinho de vento, apoiando um par de velas. (SYN: SAILSTOCK DE ) F - FUT S - barra ARMAZENAMENTO

ARMAZENAMENTO (GEN) . (SEE: ENERGIA ARMAZENAMENTO) F - STOCKAGE S - ALMACENADO

CAPACIDADE de ARMAZENAMENTO (gen) . O total de ENERGIA que um Sistema de é mais tarde capaz de propriedade para uso. (também Veja: ENERGIA ARMAZENAMENTO) F - STOCKAGE DE DE DE CAPACITE S - ALMACENADO DE DE DE CAPACIDAD

ESTRATIFICAÇĂO (sol) . Em AQUECIMENTO SOLAR, variaçőes de temperatura que acontece em uma substância ou um area. O mais alto Săo achadas temperaturas de mais alto para cima e temperaturas mais frescas Săo achados abaixe abaixo. F - estratificaçăo S - ESTRATIFICACION

ENGRENAGEM NOTÁVEL (vento) (arco) . que O mecanismo usou com PATENTE SAILS para aplicar pressăo a SHUTTERS. consiste de um vara notável que atravessa o comprimento do VENTO CABO DE . no que A vara é operada por uma cadeia infinita que pesos săo hung. O número de pesos é determinado pela força do vento. F - EMBRAYAGE S - CONTACTO DE DE DE ENGRANAJE

COLUNA TIRANDO (alc) . A seçăo da COLUNA IMÓVEL em que a CONCENTRAÇĂO de ÁLCOOL no DISTILLATE é aumentou e a soluçăo começando é decreased. (Syn: cerveja coluna) F - COLONNE UM DESESSENCIER S - DESTILACION DE DE DE COLUMNA

REPRESA SUBMERGIDA (hydr) . Uma obstruçăo subaquática que desvia água em um CANAL. F - immerge de barragem S - SUMERGIDO DE VERTEDERO

SUBSTRATE (bio) (biocon) . [1] O FEEDSTOCK particular Componente de que é usado através de bactérias promover o deles/delas Crescimento de e metabolism. O componente é freqüentemente um compound. particular [2] ASSUNTO ORGÂNICO para o que é usado geram METANO em um BIOGAS DIGESTER. (Veja: SLURRY) F - SUBSTRAT S - SUBESTRATO

SACAROSE (alc) (chem) . UM AÇÚCAR de FERMENTABLE ([C.sub.12][H.sub.22][O.sub.11]) isso geralmente é achado em natureza. F - sacarose S - SUCROSA

ANEMÔMETRO de SUCÇĂO (vento) (meas). UM dispositivo que mede WIND VELOCIDADE de acordo com o grau de esvazie causada quando o vento soprou por ou por um tubo. F - anemômetro uma aspiraçăo S - SUCCION DE DE DE ANEMOMETRO SUN CESTA

ÁCIDO SULFÚRICO (alc) (chem) . UM ÁCIDO forte para o que é usado aumentam a acidez, e assim abaixa o pH (POTENCIAL HIDROGĘNIO de ), em um ÁLCOOL AINDA. F - SULFURIQUE DE ACIDE S - SULFURICO DE ACIDO

CALCULADORA DE ÂNGULO DE SOL (SOL) (MEAS). UM jogo de transparente encurva e reveste isso conta onde o sol está dentro o Céu de e isso dá outro ALTITUDES. SOLAR (Veja: SOLAR LOCAL SELETOR) F - SOLAIRE DE D'ANGLE DE CALCULATEUR S - angulo de del de calculador solar

PONHA AO SOL CESTA (sol) . UM FOGĂO SOLAR na forma de um fundo PARÁBOLA DE . Este fogăo pode ser uma cesta tecida enfileirada com um material refletivo. F - SOLAIRE DE PANIER S - cesto solar

<FIGURA;>

EFEITO DE SOL

EFEITO de SOL (sol) (meas) . A quantia de calor do sol que tende a aquecer um espaço incluso. F - SOLAIRE DE EFFET S - efecto solar

SOL-TEMPERANDO (sol) . UM sistema de aquecimento que envolve um dia significante GANHO SOLAR e um efetivo distribuiçăo sistema, mas que geralmente faltas um ARMAZENAMENTO funcionam. F - DISPOSITIF DE REPARTITION DE L'ENERGIE SOLAIRE S - atemperacion solar

DISPOSITIVO SOL-LOCALIZANDO (SOL) (IMPL). UM dispositivo prendeu um COLETOR SOLAR do que automaticamente vira a face o Coletor de para o sol. F - DISPOSITIF DE POURSUITE DU SOLEIL S - seguimiento de de de dispositivo solar

SUPERNATANT (biocon) . A porçăo líquida do SLURRY que flutua sobre o BARRO em um BIOGAS DIGESTER. F - surnageante de fraçăo S - SOBRENATATIL ESGUICHE PRATO (vento) . UM jogo de disco obliquamente em um girar EIXO DE . que age como uma CAME para converter movimento de rotational em para cima-e-abaixo movimento. F - oscillant de planalto S - OSCILANTE DE PLATO

VARRA (vento) (arco) . (See: SAIL) F - BALAYAGE S - BARRER

ÁREA VARRIDA (vento) (meas) . A área em um aviăo que é perpendicular ao vento por qual um Moinho de vento LÂMINAS passagem. A área está definida pela circunferęncia de + círculo formado pelas lâminas giratórias, e é um contam determinando a quantia de PODER de VENTO disponível do vento. F - balayee de zona S - barrida de área

PANELA de BALANÇO (vento) (arco) . UM agüentando girando isso é ŕs vezes usou para apoiar o CABO de VENTO de um MOINHO DE VENTO. F - PIVOTANT DE PALIER S - PIVOTANTE DE COJINETE

PONTO de ESPADA (vento) (arco) . A quantia que uma LONA é rolou para cima ou RIZOU para reduzir sua exposiçăo ao vento. que Este termo recorre ao fim pontudo em uma VELA rizada. (também Veja: REEFING) F - ris de de de pręmio S - RECOGIDA DE DE DE PUNTO

INVERTER SÍNCRONO (elec) (vento). Um dispositivo eletrônico que pode ser usado com um GERADOR de VENTO, converter, DIRECT CORRENTE (dc) para corrente alternada (ac), mas que deve ser dado poder a por outra fonte de ac. F - SYNCHRONE DE INVERSEUR S - SINCRONICO DE CONVERTIDOR T

TABOR SURFACE (sol) . UM níquel preto SUPERFÍCIE SELETIVA que cobre que tipicamente absorve 90 por cento do entrante RADIAÇĂO SOLAR mas que radia só aproximadamente 10 Por cento de tanta radiaçăo quanto seria emitida por um casaco de PINTURA PRETA PLANA. F - tabor de de de superfície S - TABOR DE SUPERFICIE

RABO (vento) . UM pedaço plano de metal de folha que é fixo para a extensăo do WINDSHAFT de um WINDMILL. O aplanam do rabo normalmente é perpendicular ao vento assim o rabo pode interceptar mudanças em direçăo de vento e viram o ROTOR para enfrentar o wind. (Syn: Cata-vento de ) F - empenagem S - ASPA DE DEL DE PUNTA

POSTE de RABO (vento) (arco) . O MASTRO projetando virava um MOINHO DE VENTO de que năo é equipado com SINUOSO automático engrenam. F - fila de de mais nua S - ASPA DE DEL DE SALIENTE

TAILRACE (hydr) . O CANAL descarregando de um HYDROPOWER Sistema de . é aquela seçăo de uma RAÇA que está a jusante de um dispositivo de hydropower. F - D'AVAL DE BIEF S - descarga de de de canal

TAILWATER (hydr) . Water transcurso atrás em um descarregar CHANNEL depois que fosse aplicada a um dispositivo de HYDROPOWER. F - D'AVAL DE EAU S - DESCARGA DE DE DE AGUA

TAILWATER LEVEL (HYDR) (MEAS). A profundidade do TAILWATER como medido a um ponto de referęncia em sua superfície. F - NIVEAU DE L'EAU D'AVAL S - NIVEL DE LA DESCARGA

TAILWINDED (vento) . A condiçăo quando um MOINHO DE VENTO é pegado por uma mudança súbita em direçăo de vento que mostra pressionam no lado errado da assembléia de VELA. F - um arriere de abertura S - refrigerante de de de viento contra

TÉRMICO (gen) . que Tem que ver com o uso ou produçăo de aquecem. Also qualquer reaçăo causada por calor. F - THERMIQUE S - TERMICO

ADMISSĂO TÉRMICA (calor) (meas). O total de BTUs que um pé quadrado (929 centimenters de quadrado) de uma superfície admitirá em uma hora. F - thermique de admissăo S - TERMICA DE ADMISION

COLETOR TÉRMICO

COLETOR TÉRMICO (SOL) . (O COLETOR DE SEE:) F - THERMIQUE DE CAPTEUR S - TERMICO DE COLECTOR

CONDUTÂNCIA TÉRMICO (calor) (meas). A quantia de calor que passará por uma determinada quantia de material dentro um determinado chegam de tempo, e com uma diferença de temperatura de unidade manteve entre as superfícies do material abaixo Uniforme de e condiçőes fixas. F - thermique de condutância S - TERMOCONDUCTANCIA

CONDUÇĂO TÉRMICA (calor) . Heat transferem através de contato direto de uma substância para outra de uma mais baixa temperatura. F - chaleur de de de transmissăo S - TERMOTRANSMISION

CONDUTIVIDADE TÉRMICA (calor) (meas). A habilidade de um Material de para administrar heat. está geralmente medido dentro Unidades de de CONDUTÂNCIA TÉRMICO. F - THERMIQUE DE CONDUCTIVITE S - TERMOCONDUCTIBILIDAD

EFICIĘNCIA TÉRMICA (calor) (meas). UMA porcentagem que indica + calor disponível que é convertido para útil pretende. é usada eficięncia Térmica para avaliar madeira-conservando Fogőes de e numerosos outros dispositivos. F - THERMIQUE DE RENDEMENT S - TERMORENDIMIENTO

ENERGIA TÉRMICA (calor) ENERGIA de . de calor. F - THERMIQUE DE ENERGIE S - TERMOENERGIA

RETARDAÇĂO TÉRMICO (meas) . que O tempo requereu para a temperatura de uma área para alcançar isso de uma área adjacente, ou por que aquece ou cooling. por exemplo, o tempo requereu para temperatura de ar em recinto fechado para alcançar o refrigerador fora de ar Temperatura de quando há nenhum calor adicional somado a casa; ou o tempo requereu para a superfície interior de uma PAREDE de TROMBE para alcançar a temperatura do exterior se aparecem que é exposta ao sol. F - thermique de retardo S - TERMICO DE RETARDO

MASSA TÉRMICA (gen) Material de . ou massa de tamanho suficiente e densidade para armazenar heat. paredes de massa Térmicas săo freqüentemente usou em edifícios que usam AQUECIMENTO SOLAR PASSIVO Técnicas de e CÉU de NOITE RADIATION. (também Veja: TROMBE PAREDE DE ) F - THERMIQUE DE MASSE S - TERMICA DE MASA

Potęncia térmica (gen) . Qualquer tipo de ENERGIA gerou ou desenvolveu pelo uso de ENERGIA de CALOR. F - THERMIQUE DE PUISSANCE S - TERMOPOTENCIA TIDAL PODER

VENTOS TÉRMICOS (vento) Ventos de . que săo causados pelo aquecimento do chăo através de RADIAÇĂO SOLAR. F - desabafa thermiques S - TERMICOS DE VIENTOS

THERMOCOUPLE (meas) (impl) . UM dispositivo media temperatura. está baseado no princípio que um elétrico Corrente de é produzida quando dois arames dissimilares forem uniu e a junçăo é heated. Thermocouples Săo usados freqüentemente para medir temperaturas a diferente nivela em BIOGAS DIGESTERS, MADEIRA FOGŐES, FORNOS, ou outros dispositivos onde uso de um termômetro convencional seria difícil. F - THERMOCOUPLE S - TERMOPAR

BACTÉRIAS DE THERMOPHILLIC (BIOCON). BACTÉRIAS de que crescem melhores em uma gama de temperatura entre 122-131 [graus] F (50-55 [graus] C). F - THERMOPHILES DE BACTERIES S - termofilica de bactéria

THERMOSYPHON (sol) . UM SISTEMA de VOLTA FECHADO em qual água circula automaticamente entre um COLETOR SOLAR e um molham tanque de armazenamento sobre it. UM coletor solar baseado em + PRINCÍPIO de THERMOSYPHON usa a diferença natural em densidade entre as porçőes mais mornas e mais frescas de um Líquido de . F - THERMOSIPHON S - TERMOSIFON

CIRCULAÇĂO DE THERMOSYPHON (SOL). (SEE: THERMOSYPHON PRINCÍPIO DE ) F - thermosiphon de de de circulaçăo S - TERMOSIFON DE POR DE CIRCULACION

THERMOSYPHON EFFECT (SOL) . (SEE: THERMOSYPHON) F - THERMOSIPHON DE EFFET S - TERMOSIFON DE DE DE EFECTO

PRINCÍPIO DE THERMOSYPHON (GEN) (SOL). A tendęncia de aquecido Líquidos de para rise. Em um AQUECEDOR de ÁGUA SOLAR, este princípio é usado para erguer água de um COLETOR SOLAR para um armazenamento abastecem sobre isto sem o uso de uma bomba. F - THERMOSIPHON DE DU DE PRINCIPE S - TERMOSIFON DE DE DE PRINCIPIO

STILLAGE MAGRO (biocon) . A água fraçăo solúvel de FERMENTED TRITURAM mais o triture água. F - residu dilue de destilaçăo S - LIQUIDOS DE RESIDUOS ENERGIA RELATIVO A MARÉ (oceano) . A ENERGIA CINÉTICA que existe dentro o Marés de em virtude da massa comovente de água. F - MAREES DE DES DE ENERGIE S - MAREAL DE ENERGIA PODER RELATIVO A MARÉ (oceano) . PODER Mecânico gerado pelo sobem e caem de marés de oceano que podem ser convertidas em eletricidade. F - MAREMOTRICE DE PUISSANCE S - MAREAL DE FUERZA ÂNGULO DE TOLDO

ÂNGULO de TOLDO (sol) . O ângulo ao qual um COLETOR SOLAR é inclinou para cima do horizonte para máximo exposiçăo solar e coleçăo de calor de máximo. F - d'inclination de ângulo S - INCLINACION DE DE DE ANGULO

RETARDAÇĂO DE TEMPO (SOL) (MEAS) . (SEE: CORRENTE TÉRMICA RETARDAÇĂO) F - retardo S - RETARDO DE DE DE TIEMPO

VELOCIDADE de GORJETA (vento) (meas). The aceleram do fim exterior ou gorjeta de uma LÂMINA de um MOINHO DE VENTO ROTOR. Esta velocidade pode ser mais rápida que a taxa de rotaçăo do CABO de VENTO, e pode ser mais rápido ou mais lento que a VELOCIDADE de VENTO atual. F - PERIPHERIQUE DE VITESSE S - VELOCIDAD DE GIRO DE LAS ASPAS

RELAÇĂO de VELOCIDADE de GORJETA (vento) (meas). O quociente da GORJETA SPEED e a VELOCIDADE de VENTO atual. F - quociente de vitesse peripherique S - RELACION DE LAS VELOCIDADES DE GIRO

TORQUE (gen) . Qualquer força que age para produzir rotation. O mediu habilidade de uma parte giratória, como uma engrenagem ou Cabo de . F - par S - paridade

CASA de ENERGIA TOTAL (gen) . UMA casa que está aquecida, esfriou, e recebe sua arte culinária e iluminando PODER, completamente, de FONTES de ENERGIA ALTERNATIVAS. F - MAISON UM INTEGRALE DE ENERGIE S - total de energetica de casa

SÓLIDOS TOTAIS (BIOCON) (MEAS). A proporçăo em peso de Sólidos de em uma amostra de SLURRY ou outro EFFLUENT (por exemplo MASH). F - solide de fraçăo S - TOTALES DE SOLIDOS

TORRE (vento) . A estrutura apoiando principal de um VENTO MÁQUINA DE . Normalmente săo feitas Torres de de madeira ou săo aceradas, e Săo suportados adequadamente para resistir a tensăo para qual que eles săo sujeitados. F - PYLONE S - TORRE

MOINHO de TORRE (vento) (arco) . UM MOINHO DE VENTO fez de masonry ou Obra de alvenaria de , e normalmente provido com um BONÉ ROTATIVO. F - PYLONE DE SUR DE EOLIENNE S - TORRE DE DE DE MOLINO

TOXINA (bio) (biocon) . UM material que inibe o crescimento e metabolismo de ou mata micro-organismos, freqüentemente por que interfere com a substância química normal ou bioquímico processa. UMA toxina pode fazer um BIOGAS DIGESTER parar gás produtor. F - TOXINE S - TOXINA PEDAL PODER

PHOTOVOLTAIC ARRAY LOCALIZADO (SOL). UMA ORDEM DE PHOTOVOLTAIC que segue o caminho do sol pelo céu. F - PHOTOVOLTAIQUE DE DISPOSITIF UM SOLAIRE DE POURSUITE S - CONJUNTO FOTOVOLTAICO DE SEGUIMIENTO

LOCALIZANDO (sol) . Referring para ajustes que causam um FOGĂO SOLAR ou um COLETOR SOLAR para localizar " ou seguir + caminho do sol pelo sky. Localizar ou é terminado automaticamente ou manualmente. F - SOLEIL DE DU DE POURSUITE S - SEGUIMIENTO

CONTROLE LOCALIZANDO (SOL) (IMPL). (SEE: LOCALIZANDO AUTOMÁTICO) F - CONTROLE DE LA POURSUITE S - controle seguimiento de del

EXTREMIDADE ARRASTANDO (vento) . A extremidade de uma LÂMINA de MOINHO DE VENTO que mente no oposto lateral a direçăo de rotaçăo. F - ARRIERE DE ARETE S - borde posterior

TRANSDUCER (gen) . UM dispositivo que converte ENERGIA de um formam em outro (por exemplo, CELA de PHOTOVOLTAIC). F - TRANSDUCTEUR S - TRANSDUCTOR

TRANSFIRA MÉDIO (sol) . UMA substância Da que leva calor COLETOR SOLAR para uma área de armazenamento ou de um armazenamento Área de ser esquentada em uns collector. Transferęncia médio é normalmente qualquer ar, água, ou soluçőes de antigelante. F - transfert de de de agente S - TRANSFERENCIA DE DE DE MEDIO

TRANSMITTANCE (sol) (meas) . A relaçăo do PONTO LUMINOSO ENERGIA de transmitiu por uma substância ao total que energia brilhante que cai em seu surface. Transmittance é sempre afetou pelas densidades e composiçăo do Substância de , como também pelo ÂNGULO INCIDENTE. F - transmissăo de de de facteur S - TRANSMISION

PRATELEIRA de LIXO (hydr) . que UMA tela " protetora " fez de vertical tranca que pega folhas, grama, e escombros, enquanto mantendo clear a entrada de um dispositivo de HYDROPOWER. F - grille aparar-bois S - COLECTORA DE PARRILLA

MECANISMO DE PEDAL (GEN) . (SEE: PEDAL PODER) F - MECANISME UM PEDALE S - pedal de de de mecanismo

PODER de PEDAL (gen) . UM uso de pé PODER em qual um para cima-e-abaixo movimento do pé em um pedal produz um movimento giratório em uma máquina. F - PEDALE DE DE DE PUISSANCE S - energia producida por pedal

EFFLUENT TRATADO

EFFLUENT TRATADO (biocon) . Discharge de um BIOGAS DIGESTER

que foi feito inofensivo reduzindo o numeram freqüentemente de PATHOGENS em it. que O tratamento consiste de ou secante ou COMPOSTING o EFFLUENT. F - TRAITE DE EFFLUENT S - TRATADO DE EFLUENTE

PAREDE de TROMBE (constr) (calor) (sol). que UMA parede de masonry localizou diretamente dentro de janelas que enfrentam o equator. A parede funciona simultaneamente como um elemento estrutural do que constrói e como COLETOR SOLAR e ARMAZENAMENTO de CALOR Unidade de . (Veja also: TÉRMICO AMONTOE) F - TROMBE DE DE DE MUR S - aparou trombe de de

<FIGURA;>

TRUNION (impl) (vento) . UM alfinete ou pivô nos que estăo montados PORTES de para girar ou normalmente virar something. Isto săo usados como um MOINHO DE VENTO component. (também Veja: PLATAFORMA GIRATÓRIA DE ) F - TOURILLON S - MUNON TURBULĘNCIA DE

ABSORVENTE DE TUBO-EM-PRATO (SOL). com o que UM ABSORVENTE de metal CHAPEOU Passagens de por qual CALOR TRANSFERĘNCIA FLUIDO fluxos. F - absorbeur um internes de tubos S - absorbedor tubos de de de placa contra

COLETOR de TUBO-TIPO (sol) . COLETOR em qual o TRANSFER FLUXOS de MÉDIO por tubos de metal firmados um ABSORVENTE PRATO. F - capteur um solidaires de tubos S - colector tubos contra

TURBINA (gen) . UM dispositivo no que converte a ENERGIA um fluem de FLUIDO em energy. mecânico passando o fluem por um sistema de LÂMINAS fixas ou comoventes, um dirigem cabo é girado. F - turbina S - TURBINA

RODA de TURBINA (hydr) . A parte de uma TURBINA de ÁGUA que é prendeu a um cabo de passeio, e que segura as LÂMINAS ou XÍCARAS de que fazem a roda girar quando golpeou por um fluem de vapor ou water. A roda gira o cabo para produzem POWER. mecânico ou elétrico (Syn: CORREDOR DE ) F - turbina de de de roue S - TURBINA DE RUEDA

TURBULĘNCIA (vento) . movimento Irregular e RAJADAS no VENTO SPEED. (Veja also: TURBULĘNCIA MECÂNICA) F - turbulęncia S - TURBULENCIA

TURGO IMPULSO TURBINA

TURGO IMPULSO TURBINA (HYDR). Uma versăo melhorada do PELTON RODA na qual o JATO é fixo a um ângulo para o enfrentam das RUNNER. Água greves a frente do BALDES de e descargas ao lado oposto. F - turbina um turgo de impulsăo S - turbina de impulsăo turgo

<FIGURA;>

EFICIĘNCIA DE TURNAROUND (GEN) (MEAS). O resultando EFICIĘNCIA de quando é convertida ENERGIA de uma forma para outro e entăo mudou atrás novamente em seu original formam ou estado. F - ALLER-RETOUR DE RENDEMENT S - RESULTANTE DE EFICIENCIA

PLATAFORMA GIRATÓRIA (vento) . UMA plataforma giratória em qual o ROTOR, ROTOR CABO, e RABO de um MOINHO DE VENTO pode mover para orientar as LÂMINAS ou VELAS no vento. F - tournante de placa S - GIRATORIA DE PLATAFORMA U

RADIAÇĂO DE EXTREMISTA-VIOLETA (SOL). RADIAÇĂO Eletromagnética, normalmente do sol que consiste em comprimentos de onda que săo mais curtos que o fim violeta do espectro visível. F - extremista-violeta de raions S - ULTRAVIOLETA DE RADIACION

UNDERSHOT WATER RODA (HYDR). UMA RODA de ÁGUA dirigida por molham que golpeia o lado inferior da roda. F - DESSOUS DE EN DE ROUE S - rueda hidraulica de admision inferior

<FIGURA;>

SÓLIDOS INDIGESTOS (biocon) . Heterogenous BIOMASSA, conteve em ou o SLURRY ou EFFLUENT que năo tęm DECOMPOSED em um BIOGAS DIGESTER. F - NON-DIGERES DE SOLIDES S - solidos pecam digerir

COLETOR SEM LUSTRO (SOL). COLETOR de A sem uma cobertura. F - NON-VITRE DE CAPTEUR S - colector nenhum vidriado

UPDRAFT (cutuque) (gen) . [1] Recorrendo a um PRODUTOR GAS GERADOR de no qual a mistura de ar-gás flui para cima para a máquina. [2] Qualquer arte culinária ou aquecendo dispositivo (por exemplo, um KILN) em qual ar para TRANSMISSĂO ou fluxos de combustăo para cima pelo dispositivo. F - TIRAGE VERS LE HAUT S - ASCENDENTE DE AEREA DE CORRIENTE UPLONG

UPLONG (vento) (arco) . UMA barra longitudinal no BACKSTAY de UMA VELA. F - longitudinale mais nu S - varilla longitudinal

UPWIND (vento) . [1] No mesmo lado como a direçăo de que o vento está assoando (i.e. , no caminho do Oncoming de arejam) . [2] UM tipo de MOINHO DE VENTO em qual o ROTOR de permanece entre o oncoming areje e a TORRE. F - proue de de de abertura S - CONTRARIO DE VIENTO

<FIGURA;>

ÓLEO USADO (calor) . óleo de lubrificaçăo Automóvel ou outro, para cima " o qual é " usado ou nenhum mais longo útil para seu original pretendem. Se misturado com água a uma relaçăo de cinco a um, e entăo gotejou sobre uma folha de metal aquecida, óleo usado, estourará em flames. que Isto faz isto útil como um combustível. (SYN: desperdiçam óleo) F - EPUISEE DE HUILE S - USADO DE ACEITE

U-VALOR DE

GANHO de ENERGIA ÚTIL (sol) . A ENERGIA absorvida por um SOLAR COLETOR de que năo é perdido ŕ atmosfera circunvizinha e que pode ser usada para espaço ou aquecimento de água. F - ganhe utile de energetique S - GANANCIA DE ENERGIA UTIL

CALOR SOLAR ÚTIL (sol) Calor de . entregado por um COLETOR SOLAR que pode ser aplicado por cozinhar, enquanto aquecendo, ou outros propósitos. F - UTILE DE SOLAIRE DE CHALEUR S - calor util solar

CAPACIDADE DE ÁGUA ÚTIL (HYDR) (MEAS). O volume de água que um reservatório pode segurar e usefully exploram, e que normalmente mente entre os mais baixos e mais altos níveis conteve no reservatório. F - CAPACITE UTILE EN EAU S - CAPACIDAD APROVECHABLE DE AGUA

U-VALOR (calor) (meas) . A quantia de calor no que FLUI ou fora de uma substância debaixo de condiçőes constantes, em um, hour, quando há uma uma diferença de grau em temperatura entre o ar dentro de e fora do edifício. U-valor de é o inverso de RESISTĘNCIA-VALOR. F - VALEUR U S - valor U V

LIMPE COM ASPIRADOR DE PÓ DESTILAÇĂO (gen) DESTILAÇĂO de . debaixo de reduzido pressionam. Isto abaixa o ponto de ebuliçăo dos destilaram Material de de forma que isto năo rachará ou decomporá. F - vide de sous de destilaçăo S - VACUODESTILACION

ASSEMBLÉIA de VÁLVULA (gen) . As partes ajuntadas de uma válvula. F - SOUPAPE DE DE DE GARNITURE S - VALVULA DE DE DE MONTAJE

CATA-VENTO [1] (hydr) (See: GUIA CATA-VENTO); [2] (vento) (See: TAIL) F - AUBE S - ASPA

FECHADURA de VAPOR (auto) . UM bloqueio em uma linha de combustível que é causou quando o combustível vaporiza. F - vapeur de de de tampăo S - vapor de por de obstruccion

PRESSĂO DE VAPOR (CHEM) (MEAS). A pressăo de um vapor enquanto em contato com seu form. sólido ou líquido entra Isto também chamado vapor saturado pressure. O pressionam sobe com qualquer aumento em temperatura. F - vapeur de de de tensăo S - vapor de del de presion

RODA DE ÁGUA DE VERTICAL-EIXO (HYDR). UMA RODA de ÁGUA que dirige um eixo vertical em vez do mais comum eixo horizontal F - hydraulique de roue um machado vertical S - rueda hidraulica de eje vertical

MÁQUINA de VENTO de VERTICAL-EIXO (vento). UMA MÁQUINA de VENTO em qual que o WINDSHAFT está em um axis. vertical Este tipo de dispositivo pode aceitar vento de qualquer direction. (também Veja: DARRIEUS ROTOR DE ; ROTOR DE SAVONIUS) F - eolienne machadam vertical S - generador eolico de eje vertical

CELA VIOLETA (sol) . UM tipo de SILICONE CELA SOLAR que é mais efetivo que CELAS de PHOTOVOLTAIC convencionais em que converte luz solar a eletricidade da violeta e EXTREMISTA-VIOLETA gama do espectro claro. F - VIOLETTE DE CELLULE S - VIOLETA DE CELULA

VISCOSIDADE (chem) . A resistęncia para FLUIR ou mudança de amoldam devido a coesăo molecular e fricçăo interna dentro FLUIDOS DE . Viscosidade de varia inversamente com temperatura. F - VISCOSITE S - VISCOSIDAD

VOLATILE ÁCIDOS

VOLÁTIL (gen) (refrig) . [1] Facilmente queimado, instável, ou Explosivo de . [2] Líquidos aos que săo evaporados prontamente um relativamente baixa temperatura. F - volátil S - VOLATIL

ÁCIDOS VOLÁTEIS (biocon) . ÁCIDOS Gordurosos de um baixo molecular Peso de . Estes ácidos săo muito SOLÚVEIS. F - VOLATILES DE ACIDES S - VOLATILES DE ACIDOS W - X

CONVERSĂO DESPERDÍCIO PARA ENERGIA (BIOCON). (SEE: BIOCONVERSION) F - conversăo des dechets en energie S - conversăo energetica de desperdicios

CALOR DESPERDÍCIO (calor) Calor de . que é partido depois de ENERGIA útil Geraçăo de . F - PERDUE DE CHALEUR [1] S - PERDIDO DE CALOR

CALOR de ÁGUA-AR EXCHANGER (calor). UM CALOR EXCHANGER em qual Podem ser aquecidos FLUIDOS de ou podem ser esfriados por água ou ar. F - ECHANGEUR DE CHALEUR EAU/AIR S - AGUA-AIRE DE DE DE TERMOPERMUTADOR

MOLHE CAMA (sol) . sacolas plásticas Rasas com as que estăo cheias molham e colocaram em telhados de casas ou buildings. Dentro climas mais frescos, as bolsas colecionam ENERGIA SOLAR durante + dia, e radia calor ao edifício durante o dia e radia este calor ŕ noite para o céu, enquanto esfriando assim + edifício. Em climas mais mornos, painéis săo colocados em cima de as bolsas durante o dia e removeu ŕ noite assim as bolsas pode tirar fora calor do edifício e pode manter isto esfrie. F - iluminou d'eau S - AGUA DE DE DE LECHO

MOLHE CALHA (hydr) . UM CANAL íngreme por qual água desce em force. Water săo usadas calhas para criar ou aumentam a CABEÇA para um sistema de HYDROPOWER. F - d'eau de calha S - AGUA DE DE DE CAIDA

MOLHE JACINTOS (biocon) . UM tipo de planta de água com um conteúdo de carbono alto como o qual faz isto muito útil FEEDSTOCK para produçăo de BIOGAS. F - EICHORNIA S - AGUA DE DE DE JACINTO

MOLHE JAQUETA (auto) (cutuque) . UMA cobertura ou compartimento que contém água da que é colocada tudo ou parte ao redor um Dispositivo de para manter isto esfria, como ao redor dos cilindros ou cilindro cabeça de uma máquina de combustăo interna. F - CHEMISE UM EAU S - AGUA DE DE DE ENVUELTA

MOINHO de ÁGUA (hydr) . UM MOINHO dirigido por uma RODA de ÁGUA. F - HYDRAULIQUE DE MOULIN S - HIDRAULICO DE MOLINO

WATERPOWER (hydr) . A ENERGIA em água como derivada de seu Peso de ou impulso, e que pode ser usada para dirigir Maquinaria de , gere eletricidade, ou para outros propósitos. (SYN: HYDROPOWER) F - HYDRAULIQUE DE ENERGIE S - HIDRAULICA DE ENERGIA W.E.C.S. OU WECS

ÁGUA que BOMBEIA MOINHOS DE VENTO (vento). (SEE: WIND-POWERED BOMBA) F - POMPAGE DE DE DE EOLIENNES S - viento de de de molinos hidraulicas de bombas contra

SELO de ÁGUA (biocon) . para o que A parte de um GASHOLDER projetou impedem para o METANO de misturar com ar e se tornar potencialmente explosive. que geralmente é criado por que submerge uma porçăo do proprietário em água. F - hydraulique em comum S - HIDRAULICA DE JUNTA

BACIA (hydr) . [1] o divida ou crestline que divide dois Drenagem de areas. [2] A área que escoa em um rio, fluem etc. F - [1] LIGNE DE PARTAGE DES EAUX; [2] BASSIN HYDROGRAPHIQUE DE

S - AGUAS DE DE DE DIVISORIA

MOLHE TURBINA (hydr) . UM dispositivo que converte a ENERGIA de água caindo em girar Água de energy. mecânica Turbinas de săo normalmente menores que RODAS de ÁGUA e operam ŕs velocidades mais altas exigiu gerar Eletricidade de . F - hydraulique de turbina S - HIDRAULICA DE TURBINA

MOLHE RODA (hydr) . UMA roda com BALDES ou LÂMINAS que permitem isto ser virada pelo peso ou velocidade de que cai água ou por água que move debaixo disto. F - HYDRAULIQUE DE ROUE S - HIDRAULICA DE RUEDA

WATT (elec) (meas) . A taxa de unidade ŕ qual trabalho é terminado dentro um circuit. elétrico Um watt iguala um JOULE de trabalho por segundo. F - watt S - VATIO

PODER de ONDA (oceano) . A produçăo de eletricidade por que arreia movimentos de onda do mar pelo uso de especializou TURBINAS ou outros dispositivos. F - VAGUES DE DES DE ENERGIE S - ENERGIA DE LAS OLAS

VELAS RESISTIDAS (vento) (arco). SAILS com lance variável do interno ŕ extremidade exterior. F - AILES UM AIRAGE S - INCLINADAS DE VELAS

TEMPO que TIRA (gen) . tiras Estreitas de borracha, feltro, Metal de ou outro material que săo usados para conservar ENERGIA prevenindo INFILTRAÇĂO de ar ao redor de portas ou janelas. F - D'ETANCHEITE DE BOURRELETS S - MOLDURA

W.E.C.S. ou WECS (vento) . (See: VENTO ENERGIA CONVERSĂO SISTEMA DE ) F - S.C.E.E. OU SCEE S - S.C.E.E. O SCEE DISTRIBUIÇĂO DE WEIBULL

DISTRIBUIÇĂO de WEIBULL (vento) (meas). UMA densidade de probabilidade Funçăo de que permite a pessoa para modelar a DISTRIBUIÇĂO de VELOCIDADE de VENTO para um determinado local, baseado em certos parâmetros de contribuiçăo. UMA aplicaçăo matemática do Weibull probabilidade densidade funçăo dá a distribuiçăo de velocidade de vento. A distribuiçăo de Weibull é um dois-parâmetro funcionam, considerando que a DISTRIBUIÇĂO de RAYLEIGH é um simplificou Weibull que só usa um parameter. (também Veja: RAYLEIGH DISTRIBUIÇĂO) F - de de distribuiçăo Weibull S - DE DE DISTRIBUCION WEIBULL

REPRESA (hydr) . para o que Uma obstruçăo colocou por um fluxo desviam a água para fazer isto FLUIR por um desejou CHANNEL que pode ser um entalhe ou abrindo na represa O próprio . UMA represa também é aquela parte de uma represa, dique, CANAL de , etc. isso contém portőes, e em cima de qual excesso molham fluxos. UMA vara calibrada pode ser colocada antes o que abre em uma represa medir Represas de flow. ŕs vezes săo montou exclusivamente como fluxo-medindo devices. (Syn: WATERWEIR DE ) F - DEVERSOIR S - AFORO DE DE DE PRESA

<FIGURA;>

TEMPERATURA DE MOLHADO-BOLBO (MEAS). UMA medida do parente Umidade de em um room. é levado por um termômetro especial cujo bolbo é mantido molhado. F - temperatura de bulbe humide S - TEMPERATURA DE BOLA HUMEDA WIND SISTEMA ELÉTRICO

SLURRY MOLHADO (BIOCON) . (SEE: SLURRY LÍQUIDO) F - HUMIDE DE BOUE S - MOJADO DE FANGO

MOLHE VAPOR (geo) . água Subterrânea que é mais quente que o Ponto de ebuliçăo de , mas que permanece líquido por causa de alto Reservatórios de pressures. circunvizinhos deste superheated Água de pode ser batida, enquanto produzindo uma mistura de água e cozinham em vapor que flui ŕ superfície e que pode prover dăo poder a para uma TURBINA ou outra maquinaria. F - HUMIDE DE VAPEUR S - saturado de vapor

RODAS (vento) (arco) . (ROLOS de See:) F - ROUES S - MUELAS

CHICOTE (vento) (arco) . A armaçăo longitudinal principal para + MOINHO DE VENTO individual SAIL. é amarrado e trancou para a face da LÂMINA. F - sutiăs [2] S - VARILLAJE

AREJE CONCENTRATOR (vento) . UM dispositivo ou estrutura que săo concentrava um fluxo de vento. F - abertura de du de concentrateur S - VIENTO DE DE DE CONCENTRADOR

<FIGURA;>

AREJE DIREÇĂO (vento) . O curso dianteiro ao longo de qual o Vento de está soprando. F - abertura de du de direçăo S - VIENTO DE DEL DE DIRECCION

VENTO SISTEMA ELÉTRICO (vento). UM sistema em qual um MOINHO DE VENTO é usado para gerar electricity. UMA lata de moinho de vento qualquer um seja usado com um ALTERNADOR ou DÍNAMO para prover eletricidade, que ou é armazenado em baterias ou usado diretamente correr eletrodomésticos. F - ELECTRICITE EOLIENNE, DE DE SYSTEME, S - SISTEMA ELECTROGENO EOLICO AREJE ENERGIA

AREJE ENERGIA (vento) ENERGIA de . da que é batida o natural Movimento de da air. Vento energia é considerado uma forma de ENERGIA SOLAR porque vento é causado através de variaçőes dentro o chegam de calor do que o sol envia a partes diferentes a terra. pode ser convertido em elétrico ou PODER mecânico pelo uso de uma MÁQUINA de VENTO. F - abertura de du de energie S - EOLICA DE ENERGIA

AREJE SISTEMA de CONVERSĂO de ENERGIA (vento). A conversăo de WIND ENERGIA em elétrico, mecânico, ou térmico Energia de pelo uso de VENTO MACHINES. Commonly abreviou como W.E.C.S. ou WECS. F - conversăo de l'energie eolienne, de de systeme, S - sistema de conversăo de la energia eolica

AREJE FORNO (vento) . UMA MÁQUINA de VENTO que converte VENTO POWER em ENERGIA de CALOR. F - quatro eolien S - EOLICO DE HORNO

MEDIDA de VENTO (vento) (meas) . Qualquer instrumento que mede WIND VELOCIDADE. (ANEMÔMETRO DE SYN:) F - abertura de de de indicateur S - ANEMOMETRO

AREJE GERADOR (vento) . UM tipo de MOINHO DE VENTO que extrai ENERGIA de do vento para produzir eletricidade dirigindo um GERADOR DE . geralmente tem dois ou tręs LÂMINAS estreitas que vira a uma velocidade alta, enquanto usando freqüentemente engrenagem para multiplicam o número de revoluçőes por minuto até um Gama de requerida pelo gerador. F - GENERATRICE DE EOLIENNE S - EOLICO DE GENERADOR

<FIGURA;> WIND AVALIAÇĂO DE CARGA

AREJANDO (vento) (arco) . A açăo de virar o MOINHO DE VENTO BONÉ de no WIND. Isto ou é automaticamente terminado ou manualmente. (Pronunciado rimar com achar.) F - VIRER S - VENTEAMIENTO

<FIGURA;>

AVALIAÇĂO de CARGA de VENTO (vento) (meas). para o que UMA especificaçăo usou indicam a resistęncia de uma TORRE de MOINHO DE VENTO ŕ força do vento. F - NOMINALE DE EOLIENNE DE PUISSANCE S - CLASIFICADOR DE LA CARGA EOLICA AREJE MÁQUINA

AREJE MÁQUINA (vento) . Quaisquer de vários tipos de vento-dirigida Dispositivos de que săo usados para extrair PODER útil do arejam. F - EOLIENNE S - EOLICA DE MAQUINA

AREJE MEDIDA (vento) . (See: BEAUFORT BALANÇA) F - abertura de du de mesure S - EOLICA DE MEDICION

MOINHO DE VENTO (vento) . Em um senso estritamente técnico, só esses vento-deu poder a MÁQUINAS que dirigem MOINHOS para moer grăo. However, o termo geralmente é usado para descrever VENTO MÁQUINAS de de todos os tipos. que UM moinho de vento é dado poder a através de vento pressionam, e normalmente tem um ROTOR lentamente virando com dois ou mais LÂMINAS prenderam a it. que As lâminas săo viradas pelo vento, girando o rotor e o VENTO assim CABO DE . Em deste modo, ENERGIA de VENTO é converteu energy. mecânico Algumas aplicaçőes de moinho de vento típicas incluem water bombeando, moendo ou espancando, e eletricidade geraçăo. F - moulin uma abertura, eolienne, S - VIENTO DE DE DE MOLINO

PODER de VENTO (vento) (meas) Poder de . disponível do vento que pode ser usado por tipos vários de VENTO MACHINES. Isto pode ser expressado como: P = E (.5)[DAV.sup.3], onde: UM = VARREU ÁREA em metros quadrados V = VELOCIDADE de VENTO em meters/sec P = poder em QUILOWATTS D = densidade de ar em metros de kilograms/cubic E = EFICIĘNCIA do dispositivo expressou como uma porcentagem F - abertura de du de puissance S - EOLICA DE POTENCIA

BOMBA VENTO-DADA PODER A (vento) . UM dispositivo de água-levantamento dirigido por UMA MÁQUINA DE VENTO. F - POMPE UM EOLIENNE DE ENERGIE S - AEROMOTOR DE DE DE BOMBA

ROSA de VENTO (vento) (meas) . UM gráfico dois-dimensional que mostra mensalmente ou VELOCIDADES de VENTO anualmente más como também um Distribuiçăo de de vento speeds. normalmente indica o aceleram e a porcentagem de tempo que os sopros de vento de oito a 16 direçőes diferentes. F - aberturas de des de rosa S - rosa de los vientos

AREJE ROTOR (vento) . (ROTOR de See:) F - d'eolienne de rotor S - eolico de rotor

AREJE CABO (vento) . A vara de metal prendeu e virou por + ROTOR para prover PODER mecânico. F - D'EOLIENNE DE ARBRE S - EOLICO DE EJE

VELOCIDADE de VENTO (vento) . (See: VENTO VELOCIDADE; BEAUFORT SCALE) F - abertura de du de vitesse S - VIENTO DE DEL DE CAUDAL WORT

DISTRIBUIÇĂO de VELOCIDADE de VENTO (vento) (meas). UM dois-dimensional Gráfico de do que mostra o tempo total ou a porcentagem Tempo de que o vento assoa a cada VELOCIDADE de VENTO a um particular Local de . no que difere de uma ROSA de VENTO que isto pode dar um total principal de velocidades de vento, embora as direçőes deles/delas. F - distribuiçăo des vitesses du abertura S - distribucion del canal del viento

AREJE TURBINA (vento) . (See: VENTO MÁQUINA) F - turbina UMA abertura S - EOLICA DE TURBINA

AREJE VELOCIDADE (vento) (meas). A velocidade de movimento de ar mediu em milhas por hora ou metros por second. O chegam de PODER disponível do vento depende em parte na VELOCIDADE de VENTO ou velocity. é uma peculiaridade de WIND PODER que a ENERGIA aumentos disponíveis como o cubam do vento velocity. Wind que velocidade pode ser medida por um ANEMÔMETRO. F - abertura de du de vitesse S - VIENTO DE DEL DE VELOCIDAD

WINKLER PROCESS (cutuque) . UM FLUIDIZED CAMA GASEIFICADOR processo, que produzem um baixo ou médio BTU suprem com gás de um largo Variedade de de carvăo. F - DE DE PROCEDE WINKLER S - DE DE PROCESO WINKLER

MADEIRA ÁLCOOL (ALC) . (METANOL DE SEE:) F - BOIS DE DE DE ALCOOL S - metilico de álcool

MADEIRA GÁS (cutuque) . (See: PRODUTOR GAS) F - BOIS DE DE DE GAZ S - metilico de gás

MADEIRA FOGĂO (biocon) . UM fogăo que usa madeira e a maioria madeira Resíduos de como combustível. F - POELE UM BOIS S - LENA DE DE DE ESTUFA

LOMBRIGA (alc) (impl) (vento) (arco). [1] UM tipo de CONDENSADOR usou em ÁLCOOL STILLS. é um tubo de metal encaracolado que conduz do ainda para um recipiente que segura água fresca. aumenta a taxa de CONDENSAÇĂO e entăo o Pureza de do álcool produced. [2] UMA engrenagem cilíndrica que freqüentemente apóia um thread. helicoidal Isto é usado dentro MOINHO DE VENTO de engrenagens SINUOSAS. F - [1] serpentin; [2] barbatana de sans de vis S - tornillo pecam barbatana

WORT (ALC). A porçăo líquida de TRITURE isso năo tem contudo sido inoculado com YEAST. é um termo se preparando que descreve o triture quando está entre o SE PREPARAR TRITURE organizam e o período de FERMENTAÇĂO. F - AVOI S - mosto nenhum fermentado Y

GUINE EIXO (vento) . O eixo vertical sobre qual um HORIZONTAL EIXO MOINHO DE VENTO gira para se alinhar com o arejam. F - lacet de de de machado S - eje vertical

FERMENTO (alc) (bio) . UM micro-organismo unicelular que pode mudam açúcares simples em ETHANOL e gás carbônico por FERMENTAÇĂO DE . Fermentos de săo um tipo de FUNGOS. F - LEVURE S - LEVADURA

JUGO (ani) (impl) . UMA idéia que une um emparelham de animais de desenho, especialmente bois, e o qual geralmente consiste em uma sanefa com pedaços arco-amoldados que ajustou em cima dos ombros dos animais. F - JOUG S - YUGO

<FIGURA;>

Z

ZERE ATÉ (agri) . Um método ENERGIA-CONSERVANDO de agricultura que requer pequeno ou nenhum arando ou virando de a terra. F - NUL DE LABOURAGE S - ARADO DE CERO

VENTO ZONAL (vento) Ventos de . ao longo dos que sopram aproximadamente o perallel local da LATITUDE. F - abertura zonal S - viento zonal

CALOR de ZONA (calor) . UM sistema de aquecimento central em qual diferente Podem ser mantidas temperaturas de em dois ou mais de as áreas que estăo aquecido. F - zona de paridade de chauffage CONVERSĂO MESAS

MULTIPLIQUE POR OBTAIN

acres 43,560 pés quadrados acres 4,047 metros quadrados acres 1.562 X [10.sup.-3] milhas quadradas acres 0.004047 quilômetros quadrados acres 4840 jardas quadradas atmospheres 76.0 cms de mercúrio atmospheres 29.92 polegadas de mercúrio stmospheres 10,333 metro de kgs/square atmospheres 14.70 polegada de pounds/square Units térmico britânico quilograma-calorias de 0.2530

B.t.u. 777.5 pé-libras B.t.u. 3.927 X [10.sup.-4] cavalo-vapor-horas B.t.u. 1,054 joules B.t.u. 107.5 quilograma-metros B.t.u. 2.928 X [10.sup.-4] quilowatt-horas B.t.u. /min. cavalo-vapor de 0.02356 B.t.u. /min. quilowatts de 0.01757

B.t.u. /min. 17.57 watts CALORIES 0.003968 B.T.U. calories 3.08596 pé-libras calories 1.1622 X [10.sup.-6] kilowatt-horas centimeters polegadas de 0.3937

centimeters metros de 0.01

centímetros de mercury 0.1934 pounds/square polegada centimeters/second 1.969 feet/minute CENTIMETERS/SECOND KILOMETER/HOUR DE 0.036

CENTIMETERS/SECOND METERS/MINUTE DE 0.6

CENTIMETERS/SECOND MILES/HOUR DE 0.02237

centimeters cúbico [10.sup.-6] metros cúbicos centimeters cúbico 6.102 X [10.sup.-2] polegadas cúbicas centimeters cúbico 3.531 X [10.sup.-5] pés cúbicos centimeters cúbico 1.308 X [10.sup.-6] jardas cúbicas feet cúbico 1,728 polegadas cúbicas feet cúbico 0.02832 metros cúbicos feet cúbico 2.832 X [10.sup.4] centímetros cúbicos feet cúbico 7.481 galőes feet cúbico 28.32 litros feet/minute cúbico 472.0 cms/second cúbico feet/minute cúbico gallons/second de 0.1247

feet/minute cúbico liters/second de 0.4720

feet/minute 62.4 cúbico bate water/min inches cúbico 5.787 X [10.sup.-4] pés cúbicos inches cúbico 1.639 X [10.sup.-5] metros cúbicos inches cúbico 2.143 X [10.sup.-5] jardas cúbicas meters cúbico 35.31 pés cúbicos meters cúbico 264.2 galőes meters cúbico [10.sup.3] litros yards cúbico 7.646 X [10.sup.5] centímetros cúbicos yards cúbico 27.0 pés cúbicos yards cúbico 46,656 polegadas cúbicas yards cúbico 0.7646 metros cúbicos yards cúbico 202.0 galőes yards cúbico 764.6 litros yards/min. 0.45 cúbico feet/second cúbico

MULTIPLY BY OBTAIN

yards/min. cúbico 3.367 gallons/second yards/min. cúbico 12.74 liters/second graus (angle) 60 minutos graus (angle) radians de 0.01745

graus (angle) 3,600 segundos dynes 1.020 X [10.sup.-3] gramas dynes 2.248 X [10.sup.-6] libras de

ERGS 9.486 X [10.SUP.11] B.T.U. ergs 1 dyne-centímetros ergs 7.376 X [10.sup.-8 pé-libras ergs [10.sup.-7] joules ergs 2.390 X [10.sup.-11] quilograma-calorias ergs 1.020 X [10.sup.-8] quilograma-metros ergs/second 1.341 X [10.sup.-10] cavalo-vapor ergs/second [10.sup.-10] quilowatts feet 30.48 centímetros feet metros de 0.3048

feet/second 18.29 meters/minute pé-pounds 1.286 X [10.sup.-3] B.t.u. pé-pounds 1.356 X [10.sup.7] ergs pé-pounds 5.050 X [10.sup.-7] cavalo-vapor-horas pé-pounds 3.241 X [10.sup.-4] quilograma-calorias pé-pounds kilogram-metros de 0.1383

pé-pounds 3.766 X [10.sup.-7] quilowatt-horas pé-pounds/minute 1.286 X [10.sup.-3] B.t.u. /minute pé-pounds/minute 0.01667 pé-pounds/second pé-pounds/minute 3.241 X [10.sup.-4] kg-calories/min pé-pounds/minute 2.260 X [10.sup.-5] quilowatts pé-pounds/second 7.172 X [10.sup.-2] B.t.u. /minute pé-pounds/second 1.818 X [10.sup.-3] cavalo-vapor pé-pounds/second 1.945 X [10.sup.-2] kg-calories/min pé-pounds/second 1.356 X [10.sup.-3] quilowatts gallons 0.1337 pés cúbicos gallons 231 polegadas cúbicas gallons 3.785 X [10.sup.-3] metros cúbicos gallons 3.785 litros gallons/minute 2.228 X [10.sup.-3] feet/second cúbico GALLONA/MINUTE LITERS/SECOND DE 0.06308

grams [10.sup.-3] quilogramas grams [10.sup.3] miligrams grams onças de 0.03527

grams 0.03215 troy onças centimeter de grams/cubic 62.43 pés de pounds/cubic gramas centimeters 9.297 X [10.sup.-8] B.t.u. horsepower 42.44 B.t.u. /minute horsepower 33,000 pé-pounds/minute horsepower 550 foot-pounds/second horsepower 10.70 kg-calories/min harsepower quilowatts de 0.7457

horsepower 745.7 watts horsepower 1.014 horsepower(metric) cavalo-vapor-hours 2547 B.t.u. cavalo-vapor-hours 1.98 X [10.sup.6] pé-libras cavalo-vapor-hours 641.7 quilograma-calorias cavalo-vapor-hours 2.737 X [10.sup.5] quilograma-metros cavalo-vapor-hours quilowatt-horas de 0.7457

cavalo-vapor-hours 2.684 X [10.sup.6] joules inches 2.540 centímetros inches 254.0 millimeters

MULTIPLY BY OBTAIN

polegadas de mercury atmosferas de 0.03342

polegadas de mercury 1.133 pés de água polegadas de mercury 345.3 metro de kgs/sq polegadas de mercury 70.73 pé de pounds/sq polegadas de mercury 0.4912 pounds/sq polegada polegadas de water atmosferas de 0.002458

polegadas de water 0.07355 inches de mercúrio polegadas de water 25.40 metro de kgs/square polegadas de water 0.5781 ounces/square polegada polegadas de water 5.204 pé de pounds/square polegadas de water 0.03613 pounds/square polegada JOULES 0.0009458 B.T.U. joules pé-libras de 0.73756

joules watt-horas de 0.0002778

joules 1.0 watt-segundos de

kilograms 980,665 dynes kilograms [10.sup.3] gramas kilograms 2.2046 libras kilograms 1.102 X [10.sup.-3] toneladas curtas quilograma-calories 3.968 B.t.u. quilograma-calories 3,086 pé-libras quilograma-calories 1.558 X [10.sup.-3] cavalo-vapor-horas quilograma-calories 4,183 joules quilograma-calories 426.6 quilograma-metros quilograma-calories/min. 51.43 pé-pounds/second quilograma-calories/min. cavalo-vapor de 0.09351

quilograma-calories/min. 0.06972 kilowatts KILOGRAMS/HECTARE POUNDS/ACRE DE .893

kilometers [10.sup.5] centímetros kilometers milhas de 0.6214

kilometers 3,281 pés kilometers 1,000 metros kilometers 1093.6 jardas kilometers/hour 27.78 centimetere/sec kilometers/hour 54.68 feet/minute KILOMETERS/HOUR FEET/SECOND DE 0.9113

KILOMETERS/HOUR KNOTS/HOUR DE 0.5396

kilometers/hour 16.67 meters/hour KILOMETERS/HOUR MILES/HOUR DE 0.6214

KILOWATTS 56.92 B.T.U. /MINUTE kilowatts 4.425 X [10.sup.4] pé-pounds/minute kilowatts 737.6 pé-pounds/second kilowatts 1.341 cavalo-vapor kilowatts 14.34 kg-calories/min kilowatts [10.sup.3] watts quilowatt-hours 3,412 B.t.u. quilowatt-hours 2.655 X [10.sup.6] pé-libras quilowatt-hours 1.341 cavalo-vapor-horas de

quilowatt-hours 3.6 X [10.sup.6] joules quilowatt-hours 860.5 quilograma-calorias quilowatt-hours 3.671 X [10.sup.5] quilograma-metros meters 100 centímetros de

meters 3.2808 pés meters 39.37 polegadas meters [10.sup.-3] quilômetros meters [10.sup.3] milímetros meters 1.0936 jardas metro-kilograms 9.807 X [10.sup.7] centímetro-dynes

MULTIPLY BY OBTAIN

metro-kilograms [10.sup.5] centímetro-gramas metro-kilograms 7.233 libra-pés meters/minute 1.667 centimeters/second meters/minute 3.281 feet/minute METERS/MINUTE 0.05468 FEET/SECOND DE

METERS/MINUTE KILOMETERS/HOUR DE 0.06

METERS/MINUTE MILES/HOUR DE 0.03728

meters/second 196.8 feet/minute meters/second 3.281 feet/second meters/second 3.6 kilometers/hour METERS/SECOND KILOMETERS/MINUTE DE 0.06

meters/second 2.237 miles/hour METERS/SECOND 0.03728 MILES/MINUTE DE

miles 1.609 X [10.sup.5] centímetros miles 5,280 pés miles 1.6093 quilômetros miles 1,760 yards miles/min 88.0 feet/second miles/min 1.6093 kilometers/minute MILES/MIN KNOTS/MINUTE DE 0.8684

ounces 8.0 drams ounces 437.5 grăos ounces 28.35 gramas ounces libras de 0.625

inch de ounces/square 0.0625 pounds/square polegada quartilhos (dry) 33.60 polegadas cúbicas quartilhos (liquid) 28.87 polegadas cúbicas pounds 444,823 dynes pounds 7,000 grăos pounds 453.6 gramas pounds quilogramas de 0.45

libras de water 0.01602 pés cúbicos libras de water 27.68 polegadas cúbicas libras de water 0.1198 galőes de

libras de water/min. 2.669 X [10.sup.-4] feet/second cúbico FOOT DE POUNDS/CUBIC 0.01602 GRAMS/CUBIC CMS. foot de pounds/cubic 16.02 metro de kgs/cubic foot de pounds/cubic 5.787 X [10.sup.-4] polegada de pounds/cubic foot de pounds/square 4.882 metro de kgs/sq foot de pounds/square 6.944 X [10.sup.-3] polegada de pounds/square inch de pounds/square atmosferas de 0.06304

inch de pounds/square 703.1 metro de kgs/square inch de pounds/square 144.0 pé de pounds/square quartos (dry) 67.20 polegadas cúbicas quartos (liquid) 57.75 polegadas cúbicas quadrantes (angle) 90 graus quadrantes (angle) 5,400 minutos quadrantes (angle) 1.571 radians radians 57.30 graus radians 3,438 minutos de

radians/second 57.30 degrees/second RAIDANS/SECOND REVOLUTIONS/SECOND DE 0.1592

revolutions 360.0 graus revolutions 4.0 quadrantes de

revolutions 6.283 radians revolutions/minute 6.0 degrees/second centimeters quadrado 1.076 X [10.sup.-3] pés quadrados centimeters quadrado 0.1550 polegadas quadradas de

centimeters quadrado [10.sup.-6] metros quadrados

MULTIPLY BY OBTAIN

centimeters quadrado 100 milímetros quadrados feet quadrado 2.296 X [10.sup.-5] acres feet quadrado 929.0 centímetros quadrados feet quadrado 144.0 polegadas quadradas feet quadrado metros quadrados de 0.09290

feet quadrado 3.587 X [10.sup.-8] milhas quadradas feet quadrado jardas quadradas de 0.1111

inches quadrado 6.452 centímetros quadrados inches quadrado 645.2 milímetros quadrados meters quadrado 2.471 X [10.sup.-4] acres meters quadrado 10.764 pés quadrados meters quadrado 3.861 X [10.sup.-7] milhas quadradas meters quadrado 1.196 jardas quadradas miles quadrado 640.0 acres miles quadrado 2.7878 X [10.sup.7] pés quadrados miles quadrado 2.590 quilômetros de quadrado miles quadrado 3.098 X [10.sup.6] jardas quadradas yards quadrado 2.066 X [10.sup.-4] acres yards quadrado 9.0 pés quadrados yards quadrado metros quadrados de 0.8361

yards quadrado 3.228 X [10.sup.-7 milhas quadradas TEMP (DEGS C) + 237 1.0 TEMP DE ABS (DEGS K) TEMP (DEGS C) + 17.8 1.8 TEMP (DEGS F) TEMP (DEQS F) - 32 5/9 TEMP (DEGS C) toneladas (long) 1,016 quilogramas toneladas (longo) 2,240 libras de

toneladas (metric) [10.sup.3] quilogramas toneladas (metric) 2,205 libras toneladas (short) 907.2 quilogramas toneladas (short) 2,000 libras toneladas (short)/sq. foot 9,765 metro de kgs/square toneladas (short)/sq. foot 13.89 polegada de pounds/square toneladas (short)/sq. inch 1.406 X [10.sup.6] metro de kgs/square toneladas (short)/sq. avance lentamente 2,000 polegada de pounds/square yards metros de 0.9144

BIBLIOGRAFIA DE

ABBOTT, IRA H. e UM. E. Von Doenhoff. Teoria de de Asa Seçőes de . York: Dover Publicaçőes Novas, Inc., 1949.

Abelson, Phillip H., ed. Energy: Use, Conservaçăo e Supply. Washington, D.C.,: Associaçăo americana para o Avanço de de Cięncia, 1974.

Um Glossário de Condiçőes de Energia em Tecnologia Apropriada. O Norman, Cięncia de Oklahoma: e Programa de Política de Público, Universidade de de Oklahoma, 1975.

Angrist, Stanley W., ed. Conversăo de Energia Direta (3ş. ED DE .). Boston, Massachusetts,: Allyn e Toucinho, Inc., 1976.

O Anderson, o Bruce e Michael Riordan, A Casa Solar, Book; Aquecendo, enquanto Esfriando e Projetando com o Sol. Harrisville, ire: de Hampsh Novo Cheshire Books, 1976.

Anderson, Russell E., Caminhos Biológicos para Independęncia. Engenharia Ambiental Service. Nova Iorque: VON Nostrand Reinhold Company, 1979.

Aplicaçăo de Tecnologia Solar para as Necessidades de Energia de Hoje. Washington, D.C. : Estados Unidos Departamento de Energia. 1978.

Backus, Charles E. Solar Cells. Institute de Elétrico e Engineers. Nova Iorque Eletrônico: WILEY-INTERSCIENCE, 1976.

Beedell, Suzanne. Windmills. Nova Iorque: Charles Scribner Filhos de , 1975.

Bente, Paul F. Bio-Energy Directory. Washington, D.C.,: Bio-energia Conselho, 1980.

Bloqueie, C. e W. Jezewski. Illustrated Dicionário Automóvel em Seis Languages. Boston, Massachusetts: Kluwer-Boston, Inc., 1978.

BEECKMAN, W. O Wood Dictionary de B. Elsevier (vol. 3: Research, Fabrique, Utilizaçăo) . Elsevier-norte de York: Novo Holanda Publishing Cia., 1968.

Clark, Energia de Wilson. Survival: A Alternativa para Extinçăo de . York: Doubleday Novo e Cia., Inc., 1975.

CLASON, W. O Dicionário de E. Elsevier de Medida e Control. Elsevier-norte de York: Novo Publicaçăo de Holanda Cia. de , 1977.

Combustíveis limpos de Biomassa e Desperdícios, Simpósio II, janeiro, 1977. Chicago: Instituto de Tecnologia de Gás, 1977.

Coe, Gigi. Value: Constructing Presente um Significativo Futuro de . Amigos de da Terra. Săo Francisco, Califórnia,: State de Escritório de Califórnia de Tecnologia Apropriada. 1979.

Clegg, Peter D. e Ralph Wolfe. Casa Energia para o EIGHTIES. Charlotte, Vermont,: Garden Modo que Publica Cia., 1979.

Collazo, Javier L., ed., Dicionário Enciclopédico de Termos técnicos de (3 vols.) . Nova Iorque: McGraw-colina Livros, Inc., 1980.

CONGDON, R. Introduçăo de J. para Destinar Tecnologia. Emmaus, Pennsylvania: Rodale Livros, Inc., 1977.

Crawley, Gerald M. Energy. Nova Iorque: Macmillan Publicaçăo Cia. de , Inc., 1975.

Dancy, Rotaçăo. Harold K. Manual em Construir Construçăo. Londres: Intermediate Publicaçőes de Tecnologia, 1977.

Daniels, Farrington. Direct Uso do Energy. New do Sol York: Ballantine Livros, Divisăo de Casa Fortuita, Inc., 1964.

Darrow, Ken e Rick Pam. Appropriate Tecnologia Sourcebook (2 VOLS.). Stanford, Califórnia,: Volunteers em Ásia, 1976.

Davis, C. V. e K. E. Sorenson. Manual de de Aplicado Hidráulicas de . York: McGraw-colina Livros Novos, Inc., 1968.

Duffie, John UM. e William UM. Beckman. Energia Solar Processes. Nova Iorque Térmico: WILEY-INTERSCIENCE, 1974.

Conde, Derek E. Floresta Energia e Desenvolvimento Econômico. Nova Iorque: Oxford Universidade Imprensa, 1975.

Eccli, Sandy, ed. Fontes Alternativas de Energy: Practical Tecnologia de e Filosofia para um Descentralizou Sociedade de . York: Seabury Imprensa Nova, Inc., 1974.

Energia Alternatives: UM Analysis. Norman Comparativo Oklahoma: A Cięncia e Programa de Política de Público, Universidade de de Oklahoma, 1975.

Auditoria de energia Workbook. Washington, D.C. os : Estados Unidos Departamento de de Energia, 1979.

Banco de dados de Informaçăo de energia: Subject Thesaurus. Washington, D.C.: que Informaçőes Técnicas Centram, Estados Unidos, Departamento de de Energia, 1979.

Energia Microthesaurus. Springfield, Nacional de Virginia:, que Informaçőes Técnicas Consertam, 1976.

Fato Folha #18--Fontes de Energia Alternativas: UM Glossário de Condiçőes de . Washington D.C.: Estados Unidos Departamento de Energia de , 1981.

Pescador, R. e B. Yanda. A Comida e Calor Produzindo Estufa de : Desígnio de , Construçăo e Operaçăo. Santa Fe, Mexico: Novo John Muir Publications, 1979.

Fraenkel, Comida de Peter. de Windmills. London: Intermediário, Tecnologia Publicaçőes, 1977.

Fraenkel, Peter. O Poder Guide: UM Catálogo de Em pequena escala Power Equipment. Londres: Intermediate Tecnologia Publicaçőes de , 1979.

O homem livre, Christina e Leo Pyle. Metano Geraçăo por Digestăo Anaeróbia: Uma Bibliografia Anotada. Londres: Intermediate Publicaçőes de Tecnologia, 1977.

Freese, Moinhos de vento de Stanley. e Nortes de Millwrighting.

Pomfret, o Vermont: David e Charles, Inc., 1971.

Frite, L. John. Edifício Prático de Plantas de Poder de Metano para Energia Rural Independence. Santa Barbara, Califórnia,: L. J. Frite, 1974.

Abasteça De Fazendas--UM Guia para Produçăo de Ethanol Em pequena escala. Dados de Energia Solares Bank. Golden, Colorado,: SOIAR Energia Pesquisa Instituto, Departamento de Estados Unidos de Energia de , 1980.

GOLDING, E. W. A Geraçăo de Eletricidade através de Vento Power. York: John Wiley Novo e Filhos, Inc., 1977.

Fique cinzento*, T. J. e O. K. Gashus. Power. Nova Iorque Relativo a maré: Plenum Publishing Corp., 1972.

Hackleman, Michael e David House. Vento de e Windspinners. SANGUS, CALIFORNIA: EARTHMIND, 1974.

Manual de Power. Caseiro que As Notícias de măe terra Provęem de pessoal, Nova Iorque: Pessoa pequena Livros Inc., 1974.

Dę, Jackson. Aquecimento Solar e Cooling. Nova Iorque: Harper e Publicadores de Fila, Inc., 1978.

Portos, David. a Handbook. Brunswick de O Woodburner, Maine: Harpswell Imprensa, 1975.

Fenos, Denis. Enerqy para Development: Terceiras Opçőes Mundiais. Mundo Relógio Institute. Nova Iorque: UNIPUB, 1977.

More, D. O Compleat Biogas Manual, Aurora, Oregon: A Casa de Em todos lugares, 1978.

Cace, V. Energia de Daniel. Dictionary. York: Von Nostrand Novo Reinhold Company, 1979.

Jequier, Nicolas e Gerar Blanc. Tecnologia Apropriada Diretório de . Paris: Desenvolvimento Centro da Organizaçăo para Co-operaçăo Econômico e Desenvolvimento, 1979.

KLASS, D. Energia de L. de Biomassa e Wastes: 1979 Atualizaçăo. Chicago: Institute para Tecnologia de Gás, 1980.

Kondo, o Dicionário de K. Elsevier de Engenharia Automóvel. Nova Iorque: Elsevier-norte de a Holanda Publishing Cia., 1977.

Lee, Enciclopédia de Kaiman. de Buildinq Energia-eficiente, Design: 391 estudos de caso Práticos (2 vols.). NEWTONVILLE, Massachusetts: Desígnio Ambiental e Pesquisa Center, 1977.

O Lee, Kaiman e Jaqueline Masloff. A Enciclopédia de Kaiman de Tópicos de Energia (2 vols.) . Newtonville, Massachusetts,: Desígnio Ambiental e Centro de Pesquisa, 1979.

Leckie, Jim et. al. Outras Casas e Garbage. Săo Francisco, Califórnia: Sierra Publicaçőes, 1975.

Loftness, Robert L. Energy Handbook. Nova Iorque: VON Nostrand Reinhold Company, 1978.

Mages, Loren J. Systems. Indianapolis Gerador Elétrico, Indiana: Theodore Audel, 1970.

MANTELL, C. Baterias de L. e Energia Systems. Nova Iorque: McGraw-colina Livros, Inc., 1970.

Mazria, Edward. A Energia Solar Passiva Book: Expanded Edition. Emmaus Profissional, Pennsylvania,: RODALE Books, Inc., 1979.

McCullagh, James, ed. Pedal Power: No Trabalho, Lazer, e Transportation. Emmaus, Pennsylvania: Rodale Livros, Inc., 1977.

McGuigan, Dermot. Harnessing Poder de Água para Energia de Casa. Charlotte, Vermont: Jardim Modo Publicando, Inc., 1978.

Merrill, o Richard e Thomas Gage, eds. Energia Livro de leitura: Updated e Revisou Version. Nova Iorque: Dell Publicaçăo Companhia de , 1974.

Meynell, Peter-John. Methane: Planning um Digester. New York: Schocken Livros, Inc., 1978.

Verruga, W. M. Glossário Internacional de Mundo de Hydrology.

Organizaçăo Meteorológica e os Naçőes Unidas Educaçăo de , Organizaçăo Científica e Cultural, Novo, York: UNIPUB, 1974.

Neville, Richard C. Solar Energia Conversion. Nova Iorque: Elsevier-norte de a Holanda Publishing Cia., 1978.

PACHAURI, R. Energia de K. e Desenvolvimento Econômico na Índia. Nova Iorque: Praeger Publicadores, 1977.

Parker, Sybil. Enciclopédia de de Energia (2ş. ed.). New York: McGraw-colina Livro Cia., 1980.

Estacione, Jack. Simplified Sistemas de Poder de Vento para Experimenters (2ş. ed.). Sylmar, Califórnia,: HELION, 1975.

Estacione, Jack. O Poder de Vento Book. Palo Alto, Califórnia,: Cheshire Livros, 1980.

Putnam, PÁG. Poder de C. do Wind. Nova Iorque: VON NOSTRAND Reinhold Company, 1974.

Procedimentos da Conferęncia de Naçăo Unida em Novo Fontes de de Energia, Nova Iorque, York: Unipub Novo, 1961.

Reed, T. B. e R. M. Lerner. Methanol: UM Combustível Versátil para Use. Washington Imediata, D.C.: Associaçăo americana para o Avanço de Cięncia, 1973.

Reynolds, Moinhos de vento de John. e Watermills. Nova Iorque: Praeger Publicadores, 1970.

Ross M. H. e R. H. Williams. Nosso Energy: Recuperando Control. York: McGraw-colina Livro Cia. Nova, 1980.

Sachs, Peter. Vento Forças Criando (2ş. ed.). Elmsford, York: Pergamon Imprensa Nova, Inc. 1972.

SCHLEGEL, H. G. Energia Microbiana Conversion. Elmsford, Novo, York: Pergamon Imprensa, Inc.,

Shefter, Vento de Y. Deu poder a Machines. Springfield, Virgínia,: que lnformation Técnico Nacional Consertam, 1974.

Shelton, Jay e Andrew Shapiro. a Enciclopédia de O Woodburner. Waitsfield, Vermont: Vermont Encruzilhadas Imprensa, 1976.

STAFFORD, D. A. Metano Produçăo de Desperdício Orgânico Matter. Boca Raton, Flórida,: CRC Imprensa, 1977.

Stoner, Carol H. Producing Seu Próprio Power: Como Fazer O Trabalho de Fontes de Energia de Natureza de para You. Emmaus, Pennsylvania: Rodale Imprensa, Inc. 1974.

SULLIVAN, F. PÁG. e N. C. McNerney. Energia Referęncia Manual (3ş. ed.). Rockville, Maryland,: Governo Institutos, Inc.

TWENEY, C. F. e L. E. C. Hughes, eds. Câmara de é Técnica Dicionário de (3ş. ed., revisou, com suplemento) . New York: Macmillan Publishing Cia., Inc., 1958.

Todd, David Keith, Água de ed. Encyclopedia. Syosset, Novo, York: Water Centro de Informaçăo, 1970.

Van Buren, Ariane e Leo Pyle, eds. UM Biogas chinęs Manual de . Translated de chinęs por Michael Crook, Londres: Intermediate Publicaçőes de Tecnologia, 1979.

VEZIROGLU, T. Nejat, ed. Energia Alternativa Procedimentos de Sources:--Miami Conferęncia Internacional em Alternativa Energia de Sources. Washington, D.C.,: Hemisfério Publicaçăo Corp., 1978.

VITA Construçăo Manual e Série de Boletim Técnica, Washington, D.C. : Voluntários em Ajuda Técnica, Inc.

Vivian, John. Wood Heat: New e Melhorou Ediçăo. EMMAUS, Pennsylvania: Rodale Imprensa, Inc., 1978.

Água que Bombeia Desígnios de Moinho de vento: UMA Măo Book. Bombay, Índia. Tata Pesquisa Instituto, 1981.

Watt, Simon. chinęs Cadeia e Lavadeira Pumps. London: Intermediate Publicaçőes de Tecnologia, 1977.

O Wood e Energy. Washington, D.C. : Estados Unidos Departamento de Energia, 1980.

Wood Conserving Cookstoves: UM Desígnio Guide. Washington, D.C.: Volunteers em Ajuda Técnica e Intermediário Tecnologia Desenvolvimento Grupo, 1979.

Natal, John-David, ed. Phaidon Enciclopédia Concisa de Cięncia de e Technology. Oxford: Phaidon Imprensa, Ltd., 1978.